Clique na imagem e saiba como participar do Top Comentarista de fevereiro

Clique na imagem e saiba como participar do Top Comentarista de fevereiro
Clique na imagem e saiba como participar do Top Comentarista de fevereiro

Caixa de Correio: livros recebidos em janeiro de 2018

 Olá pessoal, tudo bem? Demorei, mas trouxe o post onde falo um pouquinho sobre cada um dos livros recebidos em janeiro.

 Apertem o play para saber um pouco sobre cada um:



 Clique nos títulos e saiba onde comprar cada um dos livros mostrados no vídeo:
Trilogia dos Espinhos - Mark Lawrence 
A Casa dos Espíritos - Isabel Allende
Muito Além do Inverno – Isabel Allende
Teoria do Amor - Halice FRS
O véu entre mundos - Vinicius Fernandes 
Retorno a Brideshead - Evelyn Waugh 
Um Cheiro de Amor - Maria Christina Lins do Rego Veras
Platão no Googleplex- Rebecca Newberger Goldstein
Matem o Presidente - Sam Bourne
Outros Jeitos de Usar a Boca - Rupi Kaur
III – A Hora Morta Vol.2

 Um pouco mais sobre III - A Hora Morta volume 2, antologia da Luva Editora onde meu conto "O hospital abandonado" foi publicado:

III - A Hora Morta volume 2
Capa e marcadores
antologia, contos, terror, hora-morta
Sinopse e lista de autores participantes


conto, terror
Um pouco do meu conto
III – A Hora Morta Vol.2, dimensões 14 x 21 x 2 cm, Skoobcompre na loja da editora.

Organizador: Vitto Graziano

Autores: Marcos Debrito, Augusto de Brito,  J. Igor,  Alessandra Morales, Najara Bertoli, Leonardo Galvão, Renata Maggessi, Nicoli Alexandre, Beatriz Castro, Gustavo Lopes, Tamara Mansur, Thomas Schulze, Caesar Charone, Soraya Abuchaim, Tito Prates, Maria José Leite, Marcelo Milici, Ferdinand Azalb, Igor Chacon, D. A. Potens, Bárbara Pippa, Isaque Q. M. Lazaro, Suellen Mendes, Lucas Garcia, Sá Junior da Cruz Lopes e Cláudia Sobreira Lemes.

Sinopse: Por superstição ou coincidência do destino — julgar cabe a vocês — nesta sexta-feira 13, dia do azar, dos amaldiçoados e dos fãs do terror, eis que ganha vida III – A Hora Morta, a primeira antologia da Luva Editora, em parceria com o organizador Vitto Graziano ( Bella Máfia). As surpresas não param por aqui: Nesse volume dois contaremos com os astros Cláudia Lemes (Eu Vejo Kate) e Marcos DeBrito( O Escravo de Capela) e Soraya Abuchaim (Vila dos Pecados) também irão compor a equipe.

Chamada de Hora Morta, ou ainda Hora do Diabo, as 3h da manhã é famosa por ser um momento em que demônios e maldições ficam mais fortes. Não faltam relatos de pessoas atormentadas por pesadelos ou alegando que se veem presas em algum encanto maligno precisamente às 3h da madrugada. Segundo o cristianismo, isso acontece porque Cristo morreu às 3h da tarde, e a hora se tornou simbolicamente relacionada a Jesus. Então, seria a hora oposta, ou seja, a hora maligna, morta, do Diabo.

Ninguém sabe ao certo a origem das maldições ligadas às 3h; tampouco se tem o conhecimento de como nasce uma. Desde um homem que, ao tirar a própria vida, amaldiçoa aquela que não correspondeu ao seu amor e, junto com ela, todas as filhas de sua geração. Ou um casa que, outrora, fora palco de uma chacina e ainda hoje enlouquece todo aquele que nela se arrisca a morar. Até o revólver que pertenceu ao maior e mais frio assassino da história brasileira e que, depois de sua morte, passou a roubar a alma de todo o que o utilizar. Não faltam histórias – dentre tantas diferentes crenças e versões – para relatar uma maldição que assombra algo, ou alguém, ou algum lugar.

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já leram ou querem ler algum dos livros mostrados?
Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Sorteio de aniversário do blog Vivendo Sentimentos

Olá queridos leitores, em março o blog Vivendo Sentimentos irá completar 10 anos! Por isso, juntamos alguns blogs maravilhosos e preparamos um mega sorteio para vocês. Serão quatro ganhadores. Três deles ganharão 10 livros cada (que presentão não?!) + marcadores, e o quarto ganhará 8 livros, um caderninho e mais de 100 marcadores. É muito prêmio maravilhoso, então vamos comemorar junto e participar. Boa sorte para todos!

REGRAS:
- Residir (endereço de entrega) em território nacional.
- Preencher as regras obrigatórias de cada formulário.
- Onde diz Visitar o Facebook, é obrigatório curtir a página.
- Após preencher todas as regras obrigatórias, o formulário irá liberar as regras opcionais. Você pode não preenche-las, mas lembre-se que quanto mais fizer, mais chances tem de ganhar.
- O sorteio é válido até o dia 16/03/2018. O resultado será divulgado até o dia 20/03/2018, nesta postagem e em cada blog participante.
- Será enviado um e-mail para o vencedor, e ele terá 2 dias para responder com seu endereço. Se isso não ocorrer, terá novo sorteio, para escolher novo ganhador.
- No e-mail que enviaremos para o vencedor, constará uma lista dos prêmios do kit com o nome, link e contato de cada blog ou autor responsável por ele.
- Cada blog e autor é o único responsável pelo envio do seu prêmio. Por isso, o prêmio chegará em partes, e não todo junto.
- O prêmio será enviado até 30/04/2018, sem contar a entrega dos Correios. Nenhum de nós será responsabilizado por danos, extravios ou retorno das encomendas.
- O prêmio é individual, intransferível, não passível de troca e não poderá ser convertido em dinheiro. - A participação nesta promoção implica na aceitação total e irrestrita de todos os itens deste regulamento.
- Este concurso é de caráter recreativo/cultural, conforme item II do artigo 3º da Lei 5.768 de 20/12/71 e dispensa autorização do Ministério da Fazenda e da Justiça, não está vinculada à compra e/ou aquisição de produtos e serviços e a participação é gratuita.


a Rafflecopter giveaway












RESENHA: O Garoto dos Olhos Azuis, de Raiza Varella

Olá Leitores (as), como estão? Hoje trago a vocês mais uma  resenha literária. Dessa vez do  livro “O Garoto dos Olhos Azuis” da autora Raiza Varella. Esta foi uma leitura bastante agradável, muito mais do que eu imaginava e com muitas surpresas. Por essa razão venham conferir  minha opinião completa sobre esta obra.

Título: O Garoto dos Olhos Azuis
Autora: Raiza Varella
Editora: Pandorga
Ano: 2014
Páginas: 352
Gênero: Romance / Literatura Nacional / Ficção

SINOPSE
O príncipe encantado existe?
Bárbara é linda, loira e bem-sucedida. Desde que assistiu a uma cerimônia de casamento pela primeira vez, ainda criança, seu sonho é apenas um: percorrer o tapete vermelho da igreja, vestida de noiva. Porém, contrariando todas as suas expectativas, ao ser abandonada no altar, a vida de Bárbara desmorona. Ela decide voltar à cidade natal e passa a viver com os irmãos e mais dois amigos. Todos homens. Com a ajuda de Vivian, uma espécie de Barbie Malibu, Bárbara tenta superar sua decepção amorosa recente e uma da adolescência, que volta com tudo à sua memória: o garoto dos olhos azuis. Será que o cavalo branco só passa uma vez? É isso que Bárbara vai descobrir com bom humor, jogo de cintura e uma pitada de neurose, em O Garoto dos Olhos Azuis, romance de estreia de Raiza Varella.

Quando houve o lançamento desse livro me lembro que havia tido um grande burburinho entre os blogueiros a respeito dessa história. E em todas as resenhas que lia eram só elogios. Porém o que me fez interessar por esta leitura foi exatamente a sinopse e a promessa  do príncipe encantado, no entanto durante a leitura me deparei justamente com um conto de fadas dos dias atuais.  

Você já teve um grande sonho? Um que você imaginou nos mínimos detalhes por uma vida inteira? Com
certeza não tinha sido daquele jeito que eu imaginei o meu .(pag.19)



Este livro traz a história de Bárbara, uma mulher linda, forte, decidida e que não possui papas na língua, da qual após uma decepção amorosa, e posso dizer com toda certeza do mundo, que esta foi uma das piores frustrações que já me deparei na literatura, resolve se dar uma segunda chance na vida indo viver com seus irmãos em sua cidade natal. Lá ela conhece outros dois amigos, com quem terá de dividir o apartamento, e sua futura melhor amiga Vivian, que se parece muito com a boneca Barbie e que juntas irão aprontar todas deixando esses garotos de cabelo em pé. Um romance irá se desenrolar no meio disso tudo, com muitas risadas, sarcasmo e aventura. Juntamente com um príncipe encantado dos olhos azuis!

Aqui vai um segredo sobre mim: tenho uma hábil experiência em fugir de tudo e de qualquer coisa com uma eficiência impressionante. Não é preciso que alguém me magoe duas vezes para eu aprender a lição, até porque não vou estar lá para dar essa chance a quem quer que seja.(pag.22)


A primeira coisa que foi notória durante essa leitura foi diretamente a escrita fluida da autora, a cada página
me sentia parte dessa história e próxima dos personagens. Todo o desenvolvimento dessa trama me pareceu
muito bem planejado e espontâneo, apesar de em alguns momentos parecerem ser irreais ou exagerado. Mas
se tratando de um conto de fadas dos dias atuais podemos esperar tamanha crueldade.
Os personagens foram muito bem construídos, tantos os principais como os secundários dos quais também
tiveram seus momentos de glória, e decepção. Outros personagens odiei desde o começo da história, e outros
fiquei em cima do muro, e me peguei pensando qual atitude tomaria se estivesse no lugar deles. Acredito que
quem leu esse livro logo vai conseguir se identificar com esses momentos! Quero ser sincera e dizer que amei a
personagem Bárbara, e queria muito ter amigas como ela e Vivian, principalmente por sempre falar o que
pensa e ser sincera custe o que custar. Como dizem por aí “Perdemos a amiga, mas não perdemos a piada”.

Quando eu finalmente iria entender que na vida real a mocinha sofre o pão que o diabo amassou e nem sempre tem um final feliz?(pag.59)


Outro ponto que gostei neste livro foram as frases que a autora escolheu para começar cada capítulo. Algumas motivacionais outras reflexivas, mas todas me tocaram de alguma forma.
Como podem perceber esta história me agradou, e me encantou literalmente, tanto pela mensagem transmitida sobre o amor verdadeiro, quanto sobre a amizade, e como este vínculo pode nos ajudar a superar os momentos ruins de nossas vidas.
Enfim este livro faz parte da Trilogia Encantados, e os outros dois títulos O Garoto que Tinha Asas e O Garoto que Já Abandonei, já se encontram publicados, e não vejo a hora de poder lê-los e rever esses personagens incríveis.

- Sabe  Ian, acho que a felicidade não é algo palpável, é simplesmente um estado de espírito. Uma hora você está feliz, outra não está e isso pode mudar em questão de segundos, com uma palavra, um gesto, uma música. (pag.80)


Recomendo a leitura especialmente para os que gostam de romance com reviravoltas mesmo que algumas sejam previsíveis, mas com uma mensagem de amor linda e encantadora que te prende do começo ao fim da leitura. Esta foi uma história que me arrancou  boas risadas e que tenho certeza que também irá te proporcionar momentos como esse. Mas, e vocês já tiveram oportunidade de ler este livro, ou se interessaram por esta leitura? Deixem nos comentários a opinião de vocês, é sempre muito importante e bem vinda.

Espero que tenham gostado, e por hoje é só.

Até o próximo post


Me acompanhe nas redes sociais:

Tag: livros e carnaval

 Olá pessoal, tudo bem? Já que o Carnaval está aí, hoje venho responder uma tag literária que vi lá no Instagram @ameninaquenaoparadeler. Vocês podem ler minhas respostas ou apertar o play e conferir em vídeo:



01. Comissão de frente: livro com capa mais elaborada - "Retorno a Brideshead" do Evelyn Waugh, foi produzido pela Companhia das Letras para o kit da Tag Livros de janeiro, e eu fiquei encantada pela capa.
 A obra se passa na época da Segunda Guerra Mundial, e para saber mais é só clicar e conferir o último unboxing do kit da Tag Experiências Literárias.
02. Abre-alas: 1° livro de uma série/saga - escolhi "Lavínia e a Árvore dos Tempos" do Lucinei Campos por acreditar que todos deveriam conhecer a história da pequena Lavínia, que ganha uma fada malvada como protetora (na verdade, é um "fado"), além da premissa super original, a obra ainda traz mitologia e folclore.
 Estou animadíssima para ler os próximos volumes. Clique para saber mais sobre a série: Especial: 3 anos da série Lavínia, do Lucinei Campos.
03. Alegorias e adereços: livro com diversas tramas paralelas - "Cisne" é o primeiro volume de "Uma geração. Todas as decisões", série da Eleonor Hertzog publicada pela Mundo Uno e que eu gosto muito.
 Nele, acompanhamos diversas tramas paralelas à vida da família Melbourne em seu veleiro solar. Clique para saber mais sobre tudo o que já foi postado sobre a Mundo Uno Editora e sobre a série.
04. Evolução e harmonia: livro com ritmo fluido e constante - "Com outros olhos" é uma antologia da Editora Estalo, onde um conto meu foi publicado ("Enquanto o dia não amanhece") e que me surpreendeu por manter um bom nível do primeiro ao último conto.
05. Samba enredo: livro com enredo mais elaborado e coeso - "A montanha" da Lori Lansens é um dos meus livros favoritos por me surpreender com sua história que está totalmente ligada do início ao fim.
 A trama começa com uma carta do pai para o filho, e para saber mais, confira: Resenha: livro "A Montanha", Lori Lansens.
06. Bateria: livro que se passa no universo musical - eu gosto muito de livros que envolvam música, mas tenho poucos na estante (e eu queria responder a tag com livros que tenho), então escolhi "Sábado à Noite" da Babi Dewet, que eu sei que envolve música e que eu ganhei já faz muito tempo e ainda não li (mas um dia eu prometo que vou ler!).
07. Rainha de bateria: livro com protagonista mais poderosa - a Cia Vale da trilogia "O Teste" da Joelle Charbonneau  é a protagonista que mais admiro, é incrível a forma como ela se torna uma líder.
 Como só tenho o último livro na estante (li os dois primeiros emprestados), é "A formatura" que cito na tag e convido para conferirem a resenha.
08. Mestre-sala e porta-bandeira: livro com casal mais harmonioso - acho que a Paola e o André de "Sorrisos Quebrados" da Sofia Silva, Editora Valentina, super combinam, um completa o outro. Confira meu post sobre as leituras de janeiro para saber o que achei do livro.
09. Velha guarda: livro clássico - eu tenho poucos clássicos na estante, apesar de gostar deles, então, escolhi "Orgulho e preconceito" da Jane Austen nessa edição linda que comprei na FLIR e ainda não li, mas que está no meu projeto de 12 livros para 2018.
10. Passistas: livro com melhores personagens secundários - para não repetir "Cisne", escolhi "Linhagens", o segundo volume da série, onde os personagens secundários tem um destaque ainda maior.


 E é isso, espero que vocês tenham gostado de ver minhas respostas tanto quanto eu gostei de responder essa tag. Aliás, gostei tanto que respondi aqui no blog, no canal e no instagram, rsrs. Me contem como responderiam ou se já leram ou querem ler algum desses livros.
Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Resenha: livro "Eu te darei o Sol", Jandy Nelson

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje, venho comentar sobre a minha experiência de leitura com o livro “Eu te darei o Sol”, escrito pela Jandy Nelson e publicado no Brasil pela Novo Conceito em 2015. Surpreendentemente, a resenha dele foi a mais pedida aqui no blog e no Instagram no post sobre as leituras do mês, então, espero que gostem:

 "O irmão gêmeo destro diz a verdade, o canhoto diz mentiras. (Noah e eu somos canhotos.)" (página 156)

Resenha, livro, Eu-te-darei-o-Sol, Jandy-Nelson, novo-conceito, opiniao, blog-literario, adolescentes, gemeos, trechos, capa, foto, gay

  "É isso o que eu quero: quero pegar meu irmão pela mão e voltar no tempo, descartando os anos como se fossem casacos que caem de nossos ombros.
 As coisas não acontecem como você imagina.

 Para reverter o destino, fique de pé num descampado, com uma faca apontada na direção do Vento." (página 63)

 Algumas partes são narradas por Noah aos 13 anos, e outras por sua irmã gêmea, Jude aos 16. Vemos no livro como eles, antes, inseparáveis, foram se distanciando com o tempo. Aos 13 anos, os dois passavam pelos complicados momentos da adolescência. Noah era gay mas guardava isso em segredo. Jude se rebelava com a mãe que não queria que ela fosse "esse tipo de menina", uma menina que só pensava em garotos.

 "Não me importo com o fato de não ser tão difícil quanto eu achava fingir ser como todos os outros, mudar a cor da pele como um sapo." (página 130)

 Aos 16, as coisas estão completamente mudadas. Jude não quer de jeito nenhum saber de namoro ou de meninos, e está na escola de arte onde Noah é que sonhava em estudar. Enquanto isso, ele aparentemente tem uma namorada e é um garoto como todo os outros, não mostrando mais seus dons artísticos. O que aconteceu para que esses dois mudassem tanto? É o que vamos descobrindo ao longo da história que nos reserva surpresas até nas páginas finais.

 "Meu estômago revira. A Queda do Diabo, o segundo maior salto na colina, que eles pretendem suar para me jogar, tem esse nome por algum motivo. Lá embaixo há um punhado de rochas afiadas e um rodamoinho que puxa seu corpo todo quebrado para o mundo subterrâneo." (página 12)

 A trama já começa com Noah sendo alvo de bullying por parte de outros garotos, há uma cena desesperadora e revoltante onde eles querem jogá-lo de uma penhasco. Esse foi o segundo livro da Jandy Nelson que li. O primeiro foi "O céu está em todo lugar", que entrou para os meus favoritos. Então, eu estava com expectativas altíssimas para ler "Eu te darei o Sol". Demorei um pouco para me envolver com a história, talvez pela escrita da autora, que usava muito de sentido figurado, um exemplo: "Suas pupilas são enormes cavernas negras onde vivem morcegos." (página 132) ao invés de dizer simplesmente que "seus olhos eram escuros". Mas passados alguns (longos) capítulos, me vi sim cativada pela história e terminei o livro encantada e ainda mais fã da Jandy.

 "- (...) E, por causa dos cabelos dela, uso todos os meus lápis amarelos desenhando-os. Eles têm centenas de quilômetros de comprimento e todos no norte da Califórnia temem se enrolar neles, principalmente criancinhas e poodles e agora surfistas babacas.
 (...) Jude me olha do desenho, ensolarada, sábia. Obrigado, eu lhe digo em minha mente, Ela está sempre me resgatando..." (página 11)

 Os personagens criados pela autora são interessantes, todos eles carregam seus traumas que se interligam de maneiras surpreendentes. Minha curiosidade era enorme para descobrir como Noah não foi selecionado para a escola de arte que tanto desejava e como ele havia "voltado para o armário" e se tornado tão "comum". No início, Jude parece ter sido uma garota que fez coisas horríveis por inveja da relação do irmão com a mãe; depois, aos 16 anos, ela se pune por isso. A "pessoa" mais próxima dela é a avó morta, com quem ela conversa, e que tinha um caderno de sabedorias populares batizado de "a Bíblia da Vovó" (tem mais um  outro fantasma, que só lhe causa problemas [coloquei os trechos da Bíblia da Vovó em itálico na resenha). Mas quando descobrimos mais da história, entendemos que nada é como parece, que há segredos tão profundos nessa história, que quem parece inocente pode ser o culpado.

 "- A Jude e eu nos protegemos um pouco - continua ela. - É preciso muita coisa para nos atingir. Com você e o papai, não. - Isso é novidade. Nunca pensei que fosse parecido com o papai. (...) Sou apenas alguém que 'desenha'. E dói em meu peito o fato de a mamãe pensar que Jude é parecida com ela e eu não. Por que tudo o que eu penso sobre nossa família está mudando? Por que os times estão sendo trocados? Todas as famílias são assim?" (página 289)

 Gostei muito da forma como a autora abordou temas tão importantes na obra, como o conturbado momento de transição da infância para a adolescência, a disputa por atenção entre os irmãos, a relação com os pais, a homossexualidade, e a história de Jude, que passou por algo que muitas garotas passam, na fantasia de se sentirem adultas quando ainda são meninas, correndo o risco de ter sua inocência roubada gerando traumas e arrependimentos.

 "- Ele tem namorada.
 - Você não tem certeza disso. Ele é europeu. Eles têm valores diferentes.
 - Você nunca leu Jane Austen? Os ingleses são mais recatados do que nós, não menos.
 - Uma coisa que aquele menino não parece ser é recatado. - O rosto inteiro dela se contorce numa piscadela. Ela não sabe piscar sutilmente, não sabe fazer nada sutilmente." (página 218)

 Acho que a mensagem que a obra quis passar foi a importância da verdade e de como o nosso egoísmo pode prejudicar muita gente quando achamos que podemos definir como nossa mãe, nosso pai, nossos irmãos ou nossos amigos devem viver em nossa função.

 "Viro-me, lembrando novamente que fomos feitos juntos, célula a célula. Somos a companhia um do outro desde quando não tínhamos ainda olhos ou mãos. Antes mesmo de termos alma." (página 87)

 "Eu te darei o Sol" foi um livro que me fez aprender um pouquinho sobre a Arte, que me despertou diversas emoções, me fez odiar e amar um mesmo personagem na medida em que fui conhecendo-o, e que com certeza vai ficar gravado em minha mente por um bom tempo. Os livros da Jany Nelson são assim, intensos para quem os ama. E se você ainda não o leu, leia com calma, prepare-se para a linguagem poética e cheia de figuras de linguagem e vá até o final, fazendo pausas se necessário.

 "O vermelho mancha meus dedos, o batom dela. Aconteceu mesmo. Todas as pessoas têm esse sabor de laranja estragada por dentro? Eu sou assim? O Brian é assim?" (página 133)

 Não tenho como escolher entre ele e o primeiro que li da autora para indicar, mas meu favorito continua sendo "O céu está em todo lugar". Li "Eu te darei o Sol" na Maratona Literária Desencalhando Livros, pouco depois de "Meu coração e outros buracos negros", e talvez para mim tivesse sido melhor dar um tempo maior entre as leituras de dois young adults com personagens que desenham.

 "Sempre dê o primeiro passo com a perna direita para evitar as calamidades que sempre se aproximam de você pela esquerda." (página 40)

 "Sempre que há gêmeos, um deles é um anjo e o outro um demônio." (página 49)

Resenha: livro "Eu te darei o Sol", Jandy Nelson
sinopse, eu-te-darei-o-sol
Resenha: livro "Eu te darei o Sol", Jandy Nelson

 A edição da Novo Conceito tem uma capa bonita e condizente com a trama. Há poucos erros de revisão. As páginas são amareladas. A diagramação traz letras, margens e espaçamento de bom tamanho.

 "- Como Noah e eu nos envolvemos tanto em segredos e mentiras?" (página 253)

 Detalhes: 384 páginas, ISBN-13: 9788581636467, Skoob, baixe o primeiro capítulo. Onde comprar online: Submarino clique e compare preços no Buscapé .

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já conheciam o livrou ou a autora?


 Top comentarista de fevereiro, valendo "O maravilhoso bistrô francês", clique e participe.
 Sorteio da trilogia Fortaleza Negra, clique e participe.
 Sorteio: Aniversário Premiado 4 You Books Mania - 12 livros para 2 ganhadores, clique e participe.
 Sorteio no Instagram, clique e participe.

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Caixinha de Correio do Mês de Janeiro

Olá Leitores (as), como estão? Espero que estejam todos bem. Hoje trago a vocês a Caixinha de Correios do mês de Janeiro, que está recheada de livros incríveis e muito bons. Não percam tempo, e venham conferir!


Aproveitei o final de ano para trocar alguns livros, na qual consegui adquirir ótimos títulos. Outros livros foram recebidos de sorteios das quais eu ganhei.


Agora vamos conferir os primeiros livros que adquiri através de uma troca pelo skoob. Os dois títulos foram Química Perfeita da autora Simone Elkeles, e Jogo de Espelhos da autora Cara Delevingne. Ambos estavam na minha lista de desejados e após ler várias resenhas positivas me interessei pela leitura dos livros. Espero gostar dessas obras!







Já o livro Rainbow da autora M. S. Fayes, na qual queria ler já fazia algum tempo, ganhei no top comentarista do Blog Sempre Romântica. E é claro que fiquei muito feliz com esse resultado. Inclusive o livro veio autografado e com marcadores lindos!


O livro Destinado da autora Carina Rissi, também foi fruto de uma troca de livros. Estou super entusiasmada
pela leitura dessa obra, espero de coração não me decepcionar. Pois todos os outros livros da série eu gostei
muito da história e da leitura.


Outro livro que ganhei foi a obra Amor & Gelato da autora Jenna Evans Welch. Desta vez o sorteio
ocorreu na página do Portal JuLund no Facebook. Muito obrigada por essa oportunidade, já estou ansiosa
para começar essa leitura!



Já o livro A Garota das Sapatilhas Brancas da autora Ana Beatriz Brandão troquei com a Andreza Felix pelo Instagram em troca de marcadores. Foi uma ótima troca, super recomendo! Agora falta adquirir o livro O Garoto do Cachecol Vermelho. Quem tiver o livro disponível para troca da uma olhada no meu Skoob, na minha estante de trocas, quem sabe algum livro te interessa e possamos fazer uma troca.



Ganhei mais um sorteio no Blog Viagem Literária, dessa vez foi o livro Minha Vida (Não Tão) Perfeita, da
autora Sophie Kinsella. Muito obrigada mais uma vez.



O livro 8 Segundos da autora Camila Moreira, ganhei no sorteio do Blog Página E-books, que ocorreu no Instagram. Foi uma grande e feliz surpresa ter sido a vencedora.



Estes foram os livros que recebi neste mês de Janeiro. Mas e vocês leitores, gostaram de conferir mais uma vez minha caixinha dos correios? Deixe nos comentários a opinião de vocês, e se querem que eu continue mostrando minhas novas aquisições, e quais são os livros que mais lhe interessaram, ou qual desses títulos vocês querem ver e/ou ler a resenha aqui no blog,  já que a opinião de vocês é sempre muito importante e bem vinda.


Espero que tenham gostado, e por hoje é só.

Até o próximo post


Me acompanhe nas redes sociais:


Topo