Retrospectiva literária 2014

 Olá pessoal, tudo bem? Falta pouco para nos despedirmos de 2014 e começarmos 2015, por isso, nesse post vou fazer um retrospectiva sobre minhas leituras ao longo do último ano.

 Na imagem abaixo, vocês podem ver as capas e as notas de cada livro:

livros, Retrospectiva, lidos, 2014
 livros, Retrospectiva, lidos, 2014

 Fiz uma lista com nomes, escritores e editoras. Clicando nos títulos, vocês podem conferir as resenhas:
 - Garota Tempestade, Nicole Peeler,Valentina
 - O Inverno das Fadas, Carolina Munhóz, Fantasy - Casa da Palavra
 - A Guerra dos Tronos, George R. R. Martin, LeYa Brasil
 - Ainda não te disse nada, Maurício Gomyde, Porto 71
 - A Rainha dos Condenados, Anne Rice, Rocco
 - A Linguagem das Flores, Vanessa Diffenbaugh, Arqueiro
 - Confusões em Paris, Vanessa Sueroz, Ixtlan
 - Tamanho 44 Também Não É Gorda, Meg Cabot, Galera Record
 - O Visconde Que Me Amava, Julia Quinn, Arqueiro
 - Fahrenheit 451, Ray Bradbury, Editora Globo
 - O Menino do dedo verde, Maurice Druon, José Olympio
 - O Destino de Daenerys, Márjorie Barth, Imagini
 - Escolha o Seu Sonho, Cecília Meireles, Record
 - É Agora... Ou Nunca, Marian Keyes, Bertrand Brasil
 - Travessuras da Menina Má, Mario Vargas Llosa, Alfaguara
 - Tamanho não importa, Meg Cabot, Galera Record
 - Ghost Rider: A Estrada da Cura, Neil Peart, Belas Letras
 - Garota Replay, Tammy Luciano, Novo Conceito
 - A Mulher do Tenente Francês, John Fowles, Record
 - Os 13 Porquês, Jay Asher, Ática
 - Perdão, Leonard Peacock, Matthew Quick, Intrínseca
 - Tem Alguém Aí?, Marian Keyes, Bertrand Brasil
 - Quarto, Emma Donoghue, Verus
 - Contos e Crônicas do Absurdo, Rô Mierling
 - Uma Chance a Mais, Ângela Aguiar, Sollo Editorial
 - Um Perfeito Cavalheiro, Julia Quinn, Arqueiro
 - Minha Breve História, Stephen Hawking, Intrínseca
 - Diário de um Banana: Rodrick é o Cara, Jeff Kinney, V&R
 - Uma Canção Para Jack, Celia Bryce, Vergara & Riba
 - Um Gesto de Amor, Tony Ferr, Selo Jovem
 - Aquala e o Castelo da Província, Bernardo Fragoso, Giostri
 - Lolita, Vladimir Nabokov, Companhia das Letras
 - A Maldição do Tigre, Colleen Houck, Arqueiro
 - Madame Bovary, Gustave Flaubert, Abril
 - Filhos da Senzala, Silvânia Dias, Schoba
 - Esmeralda, Cida Santos, Editora Arwen
 - Os Segredos de Landara, Bruna Camporezi, Novo Século
 - Cadê Você, Bernadette?, Maria Semple, Companhia das Letras
 - Garota, Interrompida, Susanna Kaysen, Única
 - A Bailarina Fantasma, Socorro Acioli, Editora Biruta
 - Vidas Provisórias, Edney Silvestre, Intrínseca
 - Maré Vermelha, Gustavo Brasman, Gustavo Norris ,Verus
 - O Céu Está em Todo Lugar, Jandy Nelson, Novo Conceito
 - Dhyana e o Guardião do Portal, Denise Dourado Oliveira, Perse
 - Olhe Nos Meus Olhos, John Elder Robison , Larousse
 - O Reino Dourado, Roman Schossig, Fantas
 - O Poder Verdadeiro, G. Brasman, G. Norris, Verus
 - O menino que perdeu a magia, Celly Borges, Fantas
 - Herdeiro Da Névoa, Raquel Pagno, Chiado

 Li 49 livros*, 14 a mais que em 2013. Clássicos, de novos autores, romance, fantasia, autobiografias, contos, crônicas e poesias, fiz leituras de diversos gêneros.

 29 escritos por mulheres, 20 escritos por homens.
 21 de autores nacionais e 28 de estrangeiros.
 11 meus e 38 empréstimos ou de book tour.

 Resenhei 42 livros (alguns foram lidos em 2013) e ainda tenho 13 para resenhar (acho que terei que fazer uma nova maratona de resenhas).

 No início do mês, fiz um post no Boteco de Blogueiros, onde sou colaboradora, falando sobre meus livros preferidos no ano (para ver o post completo, clique aqui). Dos 49 livros que li, apenas 2 se tornaram meus favoritos: O Céu Está em Todo Lugar da Jandy Nelson e Olhe Nos Meus Olhos do John Elder Robison (falta resenhá-los), junto com eles, apenas mais outros 2 ganharam 5 estrelas na minha avaliação no Skoob: O Visconde Que Me Amava da Julia Quinn (clique para ver a resenha) e Cadê Você, Bernadette? da Maria Semple.

 Em 2015, estarei participando de 2 desafios literários: Desafio Literário Skoob (ler e resenhar 12 livros de temas definidos, 1 a cada mês) e o Desafio dos 100 Livros em Um Ano do Blog da Clauo (como o próprio nome já diz, o objetivo é ler 100 livros em um ano, mas só de aumentar nosso ritmo de leitura já vale).

 Minha meta é conseguir ler 52 livros, o que daria uma média de 1 livros por semana (e resenhar todos). Mas o que vale mesmo, muito mais que a quantidade, é ter leituras prazerosas, é encontrar boas histórias, que façam o leitor se encantar e viajar por outros mundos, outros sentimentos.

 E vocês: leram quantos livros em 2014? Qual ou quais foram os preferidos? Planos para 2015? Temos leituras em comum?
 Sempre registro minhas leituras no Skoob, quem quiser, pode me adicionar.

 Esse é o último post do ano, o próximo será no dia primeiro (e será uma novidade que acho que vocês vão gostar!). Então, FELIZ ANO NOVO!

 * Estou lendo o livro "Vítimas" (Jorge Lemos, Novo Século), já passei da metade e talvez termine hoje ou amanhã, o que levaria meu número de leituras para 50.

   - Blogueiros, inscrevam-se no book tour do livro "Dhyana e o guardião do portal" clicando aqui. E tem sorteio valendo um exemplar do livro, para participar é só clicar aqui.


Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

Resenha: livro "Minha Breve História", Stephen Hawking

   Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é Minha breve história, escrito por Stephen Hawking e publicado no Brasil pela Editora Intrínseca em 2013.

Stephen Hawking, Minha Breve História, livro, resenha, trechos, Intrínseca, esclerose lateral amiotrófica

   Em Minha Breve História, o físico Stephen Hawking faz um breve relato de sua vida, de forma bem humorada e com uma linguagem direta. É uma pequena autobiografia, onde ele conta sobre a origem da sua família, seus anos na escola, sua decisão de se tornar físico, o diagnóstico da esclerose lateral amiotrófica aos 21 anos, os casamentos, suas descobertas e pensamentos científicos.

   "Para os meus colegas de trabalho, sou apenas mais um físico, mas para o público em geral, me tornei possivelmente o cientista mais famoso do mundo." (página 136)

   Stephen descobriu que era portador de esclerose lateral amiotrófica, uma doença que foi impedindo-o progressivamente de se movimentar, quando tinha apenas 21 anos, isso não o fez desistir de querer lutar, trabalhar e viver.

   "Se você entende como o universo funciona, de certa forma pode controlá-lo." (página 19)

   No livro, Stephen Hawking  fala sobre suas pesquisas sobre buracos negros, viagem no tempo, etc. Ele não fala sobre isso de forma complicada, mas creio que essa parte possa ser melhor absorvida por alguém que tenha um pouco mais de conhecimento sobre o assunto (ou que tenha prestado mais atenção nas aulas de Física do que eu). Agora, após terminar a leitura, pelo menos tenho uma noção do que é um buraco negro.

   O livro é realmente bem pequeno e breve, coisa que já é dita no título, pode ser lido em pouco tempo, dividido em capítulos curtos e com várias fotos interessantes da vida do escritor.

Stephen Hawking, Minha Breve História, livro, resenha, trechos, Intrínseca, esclerose lateral amiotrófica, foto
Na foto acima, Stephen Hawking quando criança.

Stephen Hawking, Minha Breve História, livro, resenha, trechos, Intrínseca, esclerose lateral amiotrófica, foto

   A editora Intrínseca fez um ótimo trabalho com o livro: a capa é bem bonita, com letras douradas e uma aparência quase que aveludada, as páginas são amareladas, as margens, o espaçamento e letras tem um bom tamanho.

Stephen Hawking, Minha Breve História, livro, resenha, trechos, Intrínseca, esclerose lateral amiotrófica
Contracapa, Stephen Hawking, Minha Breve História, livro, resenha, trechos, Intrínseca, esclerose lateral amiotrófica
Stephen Hawking, sobre, Minha Breve História, livro, resenha, trechos, Intrínseca, esclerose lateral amiotrófica


   Enfim, quem procura uma autobiografia bem aprofundada, pode se decepcionar. Mas quem, assim como eu, tem interesse em saber mais sobre como é a vida com esclerose lateral amiotrófica ou curiosidade e admiração por esse homem que chegou tão longe, apesar de todas as dificuldade, poderá gostar de Minha Breve História.

   "Acredito que pessoas com deficiências devem se concentrar nas coisas que a desvantagem não as impede de fazer, e não lamentar as que são incapazes de realizar." (página 137)

   Detalhes: 144 páginas, ISBN: 9788580574258, Skoob. Onde comprar online: Americanas, Saraiva. 

   Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já leu esse livro ou algum outro do autor?

   - Blogueiros, inscrevam-se no book tour do livro "Dhyana e o guardião do portal" clicando aqui. E tem sorteio valendo um exemplar do livro, para participar é só clicar aqui.

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

Participe do Book Tour do livro "Dhyana e o guardião do portal"

Book Tour, livro, Dhyana e o guardião do portal, inscrições

 Olá pessoal, tudo bem? Como passaram o Natal? Hoje, abro as inscrições para o 2° Book Tour para blogueiros do Pétalas de Liberdade. Para quem não sabe, um book (livro) tour (turnê, viagem) consiste em colocar um livro para viajar.

 Como prometido na resenha, colocarei o livro "Dhyana e o guardião do portal", da autora Denise Dourado Oliveira para viajar. Blogueiros de todo o Brasil podem participar. Serão escolhidos entre 5 e 10 participantes que formarão a lista do Book Tour.

 Enviarei o livro pelos Correios para o 1° da lista, ele terá 20 dias (contados a partir do dia em que receber o livro) para ler e postar uma resenha em seu blog. Após esse prazo, ele deverá enviar o livro para o segundo da lista e assim sucessivamente, até o último participante que me enviará o livro de volta (para enviar livros nos Correios, existe uma forma de envio chamada Impresso Normal com Registro Módico que é bem mais barata que PAC ou SEDEX; o custo para enviar o livro [que deverá ser pago pelo participante] ficará em menos de R$10,00. Para saber mais sobre como enviar livros pelos Correios, clique aqui.).

 Todos os participantes selecionados deverão colocar um banner do book tour em seus blogs. Para melhor organização, os selecionados serão convidados para participar do grupo do book tour no Facebook. Todas as resenhas do livro feitas pelos participantes serão divulgadas por mim nas redes sociais do blog.

Book Tour, livro, Dhyana e o guardião do portal, inscrições

 Sinopse: "A obra narra a trajetória de Dhyana, uma jovem escolhida pelas Sacerdotisas da Fraternidade da Rosa para ajudar na manutenção do equilíbrio entre os três Mundos: dos Mortais, das Fadas e o da Escuridão. Porém, o livro vai muito além da ficção, ele é um instrumento que auxiliará o leitor a conhecer melhor as suas forças internas e evoluir espiritualmente, sempre em busca de uma razão maior em sua existência." 296 páginas, Skoob.

 Para participar do book tour, envie um e-mail para blogpetalasdeliberdade@live.com com:
 - seu nome,
 - link do seu blog,
 - cidade e estado em que você mora e
 - responda se você já participou de algum book tour antes.

 As vagas serão preenchidas por ordem de chegada dos e-mails, serão no mínimo 5 e no máximo 10 participantes, então, mande seu e-mail logo. Assim que as vagas forem preenchidas, aviso aqui no blog. Minha intenção é que a viagem comece no início de janeiro.

 Por favor, só se inscreva se você estiver comprometido com a ideia de fazer o livro viajar, tiver disponibilidade para ler o livro, fazer a resenha e enviar para o próximo da lista dentro do prazo. É um empréstimo. Se tudo der certo, posso colocar outros livros para viajar.

 Para quem quiser saber mais sobre o livro, é só conferir a resenha e a entrevista feita com a autora. Lembrando que, até dia 06/01/15, tem promoção valendo um exemplar do livro, para participar é só clicar aqui.

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram. 

23


23
 Chegou a hora de apagar a velinha, vamos cantar aquela musiquinha. Parabéns, Parabéns!

 Êeeeeee! Hoje é meu aniversário! Faço 23 anos.

 Sou daquele tipo de pessoa que gosta de fazer aniversário, em alguns anos estou mais alegre, em outros, menos animada. Mas é sempre uma data que espero com ansiedade. Como diz minha irmã, amanhã já começo a contagem regressiva para os 24.

 Aos 22, muita coisa aconteceu. Talvez, o fato mais significativo tenha sido minha volta aos estudos. Até então, cursar uma faculdade era um desejo, mas não um plano muito concreto. Voltar a estudar fez com que eu me sentisse mais humana, ampliou meus horizontes e me fez entender melhor o mundo. Além da faculdade, li uns 50 livros, fui ao cinema pela primeira vez, viajei mais do que em todos os outros anos (por causa da faculdade, que também me fez andar sozinha numa cidade grande, quase me perdibicho do mato).

 Nem tudo foi perfeito, afinal, não é para ninguém. Hoje, sinto que o saldo foi positivo. Estou próxima das pessoas que amo e tenho aprendido coisas novas. Que os 23 me tragam ainda mais coisas boas que os 22. Que eu possa ter ótimas lembranças dessa idade e que no próximo ano eu possa fazer outro post desses e ter um montão de acontecimentos legais para contar.

 Obrigada por fazerem parte dessa história!

 Boas festas! Feliz Natal! E até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram. 

Desafio Literário Skoob 2015: vamos participar?

Desafio, Literário, Skoob, 2015, livros, projeto, meta

     Olá pessoal, tudo bem? Um novo ano está quase começando, com isso, surgem várias metas e planos. Como uma das minhas metas, decidi que vou participar do Desafio Literário Skoob em 2015. Vocês já ouviram falar sobre ele?

     "- O que é?
      É uma gincana inspirada no Desafio Literário (http://desafioliterariobyrg.blogspot.com.br/) que pretende estimular a leitura e a interação entre os participantes. A ideia é que possamos usar os livros que já temos em casa, nada de sair comprando mais coisa. Ah, mas eu não tenho todos... Sem problema. Peça a um amigo, empreste da biblioteca, troque, leia em e-book, veja se outro participante tem. Compras, só em último caso.

     - Objetivo
     Ler e resenhar pelo menos 1 livro de cada tema durante o ano de 2015, ou seja, no mínimo 12 livros, 1 de cada tema."

     Não precisa ter blog para participar, as resenhas podem ser postadas no Facebook ou no Skoob, por exemplo. E, ao longo do ano, terão sorteios para premiar os participantes. Ainda sobre as resenhas, não precisam sem super elaboradas, apenas uma opinião sobre determinado livro lido.

     Os temas de 2015 já foram escolhidos por votação:
     - Janeiro: Novinho em folha (o último livro que você comprou/ganhou/baixou/pegou emprestado)
     - Fevereiro: Fantasia
     - Março: Escritoras com ‘A’ maiúsculo (um livro escrito por mulher)
     - Abril: Pega na mentira! (uma história que envolva mentira, falsidade, enganação)
     - Maio: Língua-mãe (livros escritos originalmente em português)
     - Junho: Casais (namorados, casados, separados, viúvos, etc)
     - Julho: Inverno (histórias que se passem em um lugar frio, capas que remetam ao inverno)
     - Agosto: Folclore e Mitologia
     - Setembro: Livros banidos (tem uma lista aqui para ajudar: (http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_livros_censurados)
     - Outubro: Terror
     - Novembro: Finados (personagens que têm que lidar com a morte – já ocorrida ou iminente)
     - Dezembro: Ganhadores de prêmios (livros/autores vencedores do Jabuti, Nobel, Pulitzer, etc)

     Entre tantos outros desafios que estão sendo montados, escolhi participar deste por ser o mais simples que encontrei (além de ter vários amigos virtuais que participarão também, propiciando uma interação mais divertida), a meta não é impossível e achei os temas relativamente fáceis.
     Ainda não defini qual livro vou ler em cada mês, mas já tenho algumas ideias e vou analisar bem a minha estante para ver se tenho para todos os temas. E aceito sugestões! Vou usar a tag DLS (Desafio Literário Skoob) para marcar todos os post referentes ao desafio.
     Desafios do tipo são uma forma interessante de fazer com que a gente se organize e se motive mais com as nossas leituras, além da oportunidade de desencalhar aqueles livros que estão parados na nossa estante há muito tempo.

     Quem quiser participar também, é só entrar no grupo no Facebook clicando em Desafio Literário Skoob (se não me engano, o desafio começou no Skoob, por isso o nome, e nesse ano será feito no Facebook). Lá, tem todas as regras bem explicadinhas, dá para tirar dúvidas e bater papo com os outros participantes.

     Vamos participar?

     Ps.¹: participem do sorteio do livro "Dhyana e o guardião do portal" clicando aqui.
     Ps.²: amanhã é meu aniversário! E eu já estou feliz/ansiosa desde hoje!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram. 

Resenha: livro "Quarto", Emma Donoghue

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é Quarto, escrito pela Emma Donoghue e publicado no Brasil pela editora Verus.

Capa, Resenha, livro, Quarto, Emma Donoghue, sinopse, trechos

 Histórias de pessoas que são mantidas em cárcere privado sempre despertaram minha curiosidade. Li uma resenha de "Quarto" e, desde então, fiquei com muita vontade de ler o livro.

 Jack, o narrador da história, é um garotinho que acaba de completar 5 anos. Ele mora com sua mãe em um quarto. Desde que nasceu, esse era o mundo para Jack: o Quarto. Segundo sua mãe, tudo o que ele via na tv ou nos poucos livros que possuíam, eram coisas inventadas, de mentirinha. Além deles, existia o Velho Nick, que ia ao Quarto de noite e levava tudo o que eles precisavam: comida, remédios...

 Mas quando Jack completou 5 anos, tudo mudou! Sua mãe decidiu lhe contar que existia vida além do Quarto, existia um mundo lá fora, onde quase tudo o que ele via na televisão existia de verdade. Ele não era a única criança do mundo, existiam outras crianças, outras pessoas, outras famílias, outros animais.

 E, agora que Jack já era "grande" o suficiente, poderia e precisaria ajudar sua mãe a conseguir sair do Quarto.

 "O Lá Fora tem tudo. Agora, toda vez que eu penso numa coisa, como esquis ou fogos de artifício ou ilhas ou elevadores ou ioiôs, tenho que lembrar que eles são reais, acontecem todos juntos de verdade no Lá Fora. Isso deixa minha cabeça cansada. E as pessoas também, bombeiros, professores, ladrões, bebês, santos, jogadores de futebol e gente de todo tipo, eles todos estão mesmo no Lá Fora.
 Mas eu não estou lá, eu e a Mãe, nós somos os únicos que não estão lá. Será que ainda somos reais?" (página 86)

 Comecei a leitura esperando pelo pior, por um final trágico, e me surpreendi muito. Por ser narrado por Jack, um garotinho muito inteligente, mas que também faz manha como qualquer criança da sua idade e que não consegue conjugar direito o verbo trazer, a história ganhou um pouco mais de leveza e humor.

 "Não é para a Mãe me perguntar coisas, é para ela saber." (página 124)

 Como está na sinopse, a mãe de Jack foi sequestrada pelo Velho Nick e estava presa no Quarto por sete anos, sendo abusada e privada da liberdade. Ainda assim, ela foi forte o suficiente para cuidar de Jack da melhor maneira que conseguiu, dentro das possibilidades. A rotina que ela montou para a vida dos dois e o carinho com o filho são surpreendentes. Mas a situação estava no limite quando ela precisou montar um arriscado plano de fuga, confiando plenamente em seu pequeno filho.

 A história foi diferente do que eu imaginava, algumas coisas me pareceram acontecer rápido demais e outras demoraram. Não foi uma leitura que me desse vontade de chorar, mas que me encantou com a esperteza do garoto e com a coragem da mãe. É um livro que gostei e que recomendo.

Capa, Resenha, livro, Quarto, Emma Donoghue, sinopse, trechos, Verus, Editora
Contracapa, Resenha, livro, Quarto, Emma Donoghue, sinopse, trechos

 Achei a capa bem bonita, o livro é dividido em partes, as folhas são amareladas e o tamanho das margens, do espaçamento e das letras é bom.

 Detalhes: ISBN: 9788576861317, 350 páginas, Skoob (minha nota: 4/5). Onde comprar online: Americanas.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já leu Quarto?


Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram. 

Entrevista com Denise Dourado Oliveira, autora do livro Dhyana e o guardião do portal

livro, entrevista, Dhyana e o guardião do portal, Denise Dourado Oliveira

 Olá pessoal, tudo bem? Fiz uma entrevista com a autora do livro Dhyana e o guardião do portal, que foi resenhado no blog alguns dias atrás e que está sendo sorteado em uma promoção (clique aqui para ver a resenha e aqui para participar do sorteio). A minha ideia inicial era fazer uma entrevista pequena, mas as perguntas foram surgindo e eu acabei fazendo várias perguntas para a Denise Dourado Oliveira, que foi super solícita e simpática. Confiram nosso bate-papo:

 1 - Como surgiu a ideia de escrever o livro "Dhyana e o guardião do portal"? De onde veio a inspiração?
 Quando morei em São José dos Campos (SP), fui professora de meditação e os alunos reclamavam que não podiam anotar nada para consultar caso eles esquecessem algo. Sempre disse a eles que se não retemos um conhecimento é por que ainda não estamos preparados para ele, mas sem dizer nada, comecei a escrever o livro pensando somente nos alunos, sem a intenção de publicar. Aconteceu que, uma das minhas mestras me advertiu que o conhecimento que adquirimos não é para ser retido e deve ser compartilhado, especialmente com quem não conhecemos. Por este motivo, resolvi editar o livro.

 2 - Na contracapa do livro, consta que você é professora de meditação e se dedica aos estudos místicos e existenciais. Parte do que foi ensinado para a personagem Dhyana também faz parte da sua filosofia de vida, do que você faz no seu trabalho, do que você vive no seu dia-a-dia (por exemplo: a forma respeitosa de se relacionar com a natureza, acreditar no poder das plantas, acreditar que temos missões para cumprir em nossas vidas)?
 Atualmente não estou dando aulas de meditação, embora tenha alguns convites que devo analisar em 2015. Pratiquei todos os exercícios do livro I no início de meu aprendizado. Atualmente faço exercícios mais avançados, embora o exercício do silêncio pratico até hoje e praticarei sempre. Nos outros livros aprofundarei mais os ensinamentos. Lembrando que em três livros, não há como descrever todos os exercícios e ensinamentos que podem ser feitos mas coloquei pontos chaves para que o leitor comece a se desenvolver espiritualmente.

 3 - Quanto tempo você levou desde o surgimento da ideia, a fase da escrita, até a publicação da obra? Como é a sua rotina para escrever?
 Levei 9 anos escrevendo o livro e esperei 2 anos para editá-lo. Para escrever você precisa ter disciplina. Tenho horários fixos para escrever e chego a escrever 8 horas por dia. Quando escrevo me envolvo na história e me sinto no mundo dos personagens, além do que quero compartilhar cada vez mais com os leitores os ensinamentos. Fica muito difícil parar de escrever.

 4 - Além da trilogia que conta a história de Dhyana, você tem planos de escrever outros livros? Ser escritora é um objetivo?
 Sim. Tenho vários livros em mente diferentes da ficção fantástica. Um deles conta a história de uma família amorosa mas muito atrapalhada que vive se envolvendo em confusões. Quando estou escrevendo esta história dou muitas risadas. Espero editá-la em 2015.

 5 - A capa do seu livro chama bastante atenção quando o vemos pela primeira vez. Você participou do processo de criação da capa? Como foi?
 Sim, participei totalmente. Quando pensei na capa do livro, queria que fosse inspirada na carta do tarô, A Sacerdotisa. Então passei esta ideia para a artista que assina a capa. Conversávamos bastante mas não falei sobre a história e nem mostrei o livro para ela pois não queria influenciá-la. Queria que ela criasse livremente. A capa é uma tela pintada à mão por ela. Foi digitalizada para virar a capa do livro. Provavelmente no livro dois farei o mesmo.

 6 - E como foi a escolha dos nomes dos personagens?
 Dhyana é um dos nomes da lua na magia. Também é um termo Sânscrito que se refere a um dos tipos ou aspectos da meditação que é a contemplação. Shal e Guian são abreviaturas dos nomes de duas mestras com quem pratiquei meditação. Jordan e Brian são nomes de alunos de meditação.

 7 - No site onde seu livro é vendido, ele é classificado como Auto-Ajuda, Desenvolvimento Humano e Espiritualismo. Mas ao lê-lo, vi que ele também tem todos os elementos de um romance, de uma obra de ficção fantástica, tão apreciados pela maioria dos leitores. Você tinha em mente escrever uma obra que se encaixasse também nessas classificações, ou seu foco era a parte espiritual?
 Meu foco neste livro é o desenvolvimento espiritual. E não só neste livro. Posso mudar o cenário da historia em outros livros que escrever, mas a mensagem será sempre para que o leitor busque o melhor dentro dele, desenvolva seus dons, sua mente e abra seu coração para descobrir o quanto maravilhosa sua vida pode ser. Quando iniciei neste caminho procurei livros com linguagem simples que me ajudassem a descobrir e entender algumas coisas, então escrevi um livro que gostaria de ter lido naquela época.

 8 - Além do seu, tem algum livro que você gosta e indica para mim e para os leitores do blog?
 Posso indicar alguns que li e acredito sejam bons para abrir nossa mente:
 Ilusões - Richard Bach,
 Signos Estelares – Linda Goodman,
 Estes dois acima são muito bons, quebram alguns paradigmas.
 Conversando com Deus – Neale Donald Walsch,
 Histórias para aquecer o coração - Diversos autores,
 Um dia minha alma se abriu por inteiro - Iyanla Vanzant
 Este livro é um programa de desenvolvimento espiritual muito bom.

 9 - Quais são os planos para a continuação da trilogia? Já tem data para o lançamento do próximo livro? Já está definido como vai terminar a história de Dhyana? Posso esperar que personagens secundários como o rei e Shal terão suas histórias desenvolvidas paralelamente à história de Dhyana?
 Já estou escrevendo o livro dois. Previsão de lançamento: agosto de 2015. Não defini o final da história por que escrevo o livro de acordo com a inspiração que tenho no momento. Tudo pode acontecer. Pretendo sim, contar as histórias dos personagens secundários pois os leitores gostam de saber sobre eles. Muitos me perguntam como Shal se tornou mestra das sacerdotisas e como Guian conheceu a Fraternidade da Rosa. Assim como você, também querem saber sobre o rei, pai de Jordan e sobre os outros personagens. São histórias bem interessantes que merecem ser contadas.

 10 - Diga para os leitores do blog que ainda não leram seu livro, o que eles podem esperar de "Dhyana e o guardião do portal"? E para os que já leram, o que podem esperar da continuação?
 Sempre digo para quem ainda não leu, que o livro é uma jornada espiritual e mental em busca de um propósito para a vida. O livro vai muito além da ficção, ele é um instrumento que auxiliará o leitor a conhecer melhor suas forças internas e evoluir espiritualmente, sempre em busca de uma razão maior em sua existência. O objetivo é conduzir as pessoas ao autoconhecimento.
 Minha proposta é que o leitor se inspire na história, pratique os exercícios e entenda qual é a sua verdadeira missão na Terra. Afinal, os desafios e questionamentos que Dhyana enfrenta têm características comuns com a realidade das pessoas que acreditam na existência de um significado maior em suas vidas.
 Quanto ao volume II e III, espero surpreender os leitores com novos personagens muito interessantes e através deles compartilhar mais sobre o que aprendi e aprendo em minha caminhada. Muitos leitores me enviam mensagens quando acabam de ler o volume I dizendo, “como assim acabou?” “quando vai sair o dois?”. Acredito que livros tem que ser surpreendentes, por isso, assim como o volume I , os outros dois volumes terão um final inesperado. Portanto, podem esperar para serem surpreendidos positivamente.


 Espero que vocês tenham gostado! Mais uma vez, muito obrigada pela atenção, Denise! É impossível ler Dhyana e o guardião do portal sem achar ao menos um trechinho onde a gente possa aprender alguma coisa boa!

 Reforço meu convite para que vocês leiam a resenha e participem da promoção. Provavelmente, na semana que vem, estarei publicando o post de inscrição para o book tour desse livro que estarei promovendo.

 Detalhes:
 Editora Perse
 296 páginas


 Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram. 

Você precisa conhecer a página O tal de Q-Jinho!

     Olá pessoal, tudo bem? Faz algum tempo, um dos meus amigos ou alguma fan page que curto no Facebook, compartilhou uma postagem da página O tal de Q-Jinho. Eu achei interessante e fui conhecer a página. Foi amor a primeira vista!

     A fan page O tal de Q-Jinho surgiu no começo de 2014. Atualmente, conta com mais de 1000 curtidas (e, entre outras coisas, por achar que ela merece muito mais, estou fazendo este post). Nela, são postados desenhos muito fofos, divertidos e bonitinhos, que certamente conquistarão leitores e não leitores!

     O que diz o O tal de Q-Jinho na descrição: "Apaixonado por desenhos, artes, livros e quadrinhos essa página é para fomentar todos os meus gostos em tirinhas falando do cotidiano de leitores e pessoas". Não sei como o dono da página se chama nem onde mora, apenas que tem 22 anos (a mesma idade que eu).

     Escolhi meus post preferidos para mostrar para vocês (foi uma tarefa bem difícil!) :

O tal de Q-Jinho!

O tal de Q-Jinho!

O tal de Q-Jinho!

O tal de Q-Jinho!

O tal de Q-Jinho!
Leitores e situações #08

     Se não me engano, foi pela postagem do carteiro que conheci O tal de Q-Jinho. Além das que coloquei no post, essa e essa estão entre as minhas preferidas.

     Por hoje é só. Quem aí já conhecia a página? Quem ainda não conhecia e tiver gostado, curta para poder ver outras postagens e deixar sua feed de notícias mais divertido: www.facebook.com/otaldequeijinho.
     Espero que vocês tenham gostado da indicação de hoje!


Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram. 

Promoção: concorra ao livro Dhyana e o guardião do portal


     Olá pessoal, tudo bem? Conforme prometido na semana passada, hoje venho trazer mais uma promoção para vocês. A escritora Denise Dourado disponibilizou um exemplar do seu livro Dhyana e o guardião do portal para ser sorteado entre os leitores do blog. E a promoção conta com o apoio dos blogs Os Literatos e Sobre livros e sonhos.


Sinopse: A obra narra a trajetória de Dhyana, uma jovem escolhida pelas Sacerdotisas da Fraternidade da Rosa para ajudar na manutenção do equilíbrio entre os três Mundos: dos Mortais, das Fadas e o da Escuridão. Porém, o livro vai muito além da ficção, ele é um instrumento que auxiliará o leitor a conhecer melhor as suas forças internas e evoluir espiritualmente, sempre em busca de uma razão maior em sua existência.

Editora Perse
296 páginas
Skoob
Confira a resenha






     Para participar é preciso ter endereço de entrega no Brasil e preencher o formulário do Rafflecopter abaixo. As regras obrigatórias são:
     - deixar um e-mail para entrarmos em contato caso você seja o vencedor,
     - curtir a página do blog no Facebook e
     - curtir a página do livro.
     Cumprindo essas três regras, são liberadas as chances extras, que aumentam a possibilidade de ganhar.
     As inscrições terminam no dia 06/01/2014, o resultado sai no dia 07/01. Entrarei em contato por e-mail com o vencedor para pegar o endereço para envio do prêmio, ele terá o prazo de 3 dias para responder ou o sorteio será refeito. O prêmio será enviado pela autora Denise Dourado em até 30 dias.
a Rafflecopter giveaway

     Alguma dúvida?
     Boa sorte para vocês!

      " Sentir que merece algo é meio caminho andado para a materialização de seu pedido." (página 25)

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram. 

Resenha: livro "O Reino Dourado: em nome de Fanom", Roman Schossig

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é O Reino Dourado: em nome de Fanom, escrito pelo paranaense Roman Schossig e publicado nesse ano pelo Selo Fantas da editora Página 42.

Resenha, livro, O Reino Dourado: em nome de Fanom, Roman Schossig

 A história se passa na cidade de Novas Lavras do Sul, onde a base da economia era o ouro e as demais pedras preciosas retiradas das abundantes minas da região. Era muita riqueza que ficava concentrada nas mãos de poucos e o trabalho pesado sobrava para os mais pobres.

 "Naquela época de inocência, jamais me passaria pela cabeça que alguém que vivesse lá pudesse sofrer, porque todo o sofrimento, segundo o que eu acreditava, vinha da ausência de riqueza. Ora, uma cidade como Novas Lavras do Sul, deveria ter ouro para todos..." (página 219)

 Tanto ouro gerava uma disputa sangrenta pelo poder. O livro mostra um período relativamente longo de tempo, onde vemos como foram algumas administrações da cidade. A população via nos kobolds, criaturas que moravam no subsolo, suas maiores ameaças; os governantes se aproveitavam disso para deixar o povo com medo e sob controle, podendo assim, eliminar quem achasse necessário e alegar que era em nome de Fanom (o deus que a população da cidade adorava) e da segurança de Novas Lavras do Sul.

 O livro tem muitos personagens, alguns deles tem nomes parecidos, dificultando memorizar quem é quem.  E quando a gente começa a achar um personagem interessante, o autor vai e mata ele! Morre muita gente nessa história, o cara mata mais que o George R. R. Martin (e isso é um aviso e não um spoiler, coisa que vocês vão perceber logo no começo da leitura)! Acontecem inúmeras reviravoltas, de forma que leva tempo até identificar quem são os mocinhos ou os vilões. No começo, a história não me envolveu, e não desisti da leitura por ser do tipo de leitor que não desiste; ela só fica mais interessante e emocionante nas últimas 100 páginas.

 A cidade de Novas Lavras do Sul tem semelhanças com as cidades históricas de Minas Gerais, que também exploravam as riquezas minerais nos séculos passados. E alguns elementos da nosso folclore apareceram na história (creio que esse é um ponto que ainda tem muito para ser explorado em nossa literatura). O autor conversa com o leitor, dá pistas do que vai acontecer no próximo capítulo; é aquele tipo de livro em que uma palavra pode revelar ou mudar muita coisa. Esses três pontos me agradaram.

 "O Reino Dourado: em nome de Fanom" é interessante por misturar coisa reais (política, mineração) e seres fantásticos (os kobolds, espíritos, magia), acho que a parte da fantasia foi a melhor e ainda tinha potencial para ser mais explorada. Também foi bom, através da leitura, refletir sobre como o povo pode ser manipulado e como as pessoas podem manipular em prol dos seus interesses.

 Enfim, o livro tem algumas partes muito boas e que me fascinaram e outras não tão interessantes assim. Falei pouco sobre o enredo porque, basicamente, ele mostra brigas de poder, corrupção, intrigas e luta; e quase nada sobre os personagens pois, além de serem muitos e ser complexo destacar o papel de cada um, quando você gosta de um personagem, ele morre ou vira vilão (ou não!). Tem que estar atento durante a leitura, já que acontece muita coisa em poucas páginas e um fato desencadeia muitos outros. Creio que o autor ainda tinha material para escrever mais, mas isso faria com que o livro ficasse muito grande ou se tornasse uma série.

 Para quem gosta de histórias com fantasia, lutas, conspirações, aventuras, seres mágicos e pouco romance, "O Reino Dourado: em nome de Fanom" é uma boa pedida.

Contracapa, sinopse, resenha, livro, O Reino Dourado: em nome de Fanom, Roman Schossig, Fantas, fantasia, ouro, literatura nacional
escritor, resenha, livro, O Reino Dourado: em nome de Fanom, Roman Schossig, Fantas, fantasia, ouro, literatura nacional
Página de O Reino Dourado

 Sobre a parte visual: achei a capa bem bonita, nela estão retratados três personagens que gostei bastante. As páginas são amareladas, o tamanho das margens, do espaçamento e da fonte está ótimo.

 Detalhes: 340 páginas, ISBN: 9788564590663, Editora Fantas, Skoob. Onde comprar online: Llivraria Estronho/Página 42AmericanasSubmarino.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já leu ou conhecia o livro?

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

Caixa de Correio: livros de novembro

 Olá pessoal, tudo bem? A Caixa de Correio de novembro é pequenininha, recebi 4 livros:

Caixa de correio livros de novembro 2014

 - Primavera eterna, Stephen King. ISBN: 8526581488, ano: 1998 , páginas: 99, Editora Francisco Alves, Skoob.

Primavera eterna, Stephen King, livro

 Ganhei "Primavera eterna" numa brincadeira no grupo Clube do Livro no Facebook (para quem acha que o pessoal não gosta de ler, o grupo tem mais de 40000 membros!). É o meu 1° do Stephen King. Ainda não li e não achei a sinopse no Skoob.

 - Olhe Nos Meus Olhos, John Elder Robison. ISBN: 9788576352815, ano: 2008, páginas: 255, Editora Larousse, Skoob.

Olhe Nos Meus Olhos, John Elder Robison, livro, sinopse

 Sinopse: Olhe nos meus olhos é a tocante e bem-humorada narrativa de alguém que cresceu com a Síndrome de Asperger numa época em que esse diagnóstico não existia. Desde criança, John Robison tinha dificuldades em relacionar-se com outras pessoas. Na adolescência, os problemas se agravaram e apenas aos 40 anos Robison foi diagnosticado, por um atento terapeuta: era portador de uma forma de autismo chamada síndrome de Asperger. Essa súbita compreensão transformou a maneira como Robison se via - e como via o mundo.

 Consegui esse livro emprestado, já li, resenharei em breve. Entrou para a lista das minhas melhores leituras de 2014. É uma autobiografia de John Elder Robison; sincera, divertida e emocionante ao mesmo tempo. Entre outras coisas, o autor foi o criador dos efeitos especiais das guitarras da banda Kiss. É uma leitura que recomendo a todos, mas infelizmente o livro é bem difícil de achar para comprar online. Se virem ele em alguma biblioteca, livraria ou sebo, aproveitem!

 - O Reino Dourado - Em nome de Fanom, Roman Schossig. ISBN: 9788564590663, ano: 2014, páginas: 340, Editora Fantas, Skoob.

O Reino Dourado, Roman Schossig, livro, sinopse

 Sinospe: Num mundo imaginário e numa época dominada pela nobreza e cavalaria feudal, um reino vive um período de prosperidade graças às riquezas encontradas nas regiões montanhosas. Na mais rica dessas cidades, Novas Lavras do Sul, a disputa pelas cavernas resultou em guerra entre os humanos e os kobolds, ambos adoradores de Fanom, deus da terra e das rochas. Na medida em que o ouro chega aos cofres da cidade, o ambiente fora das minas também se torna pouco amistoso, arrastando as pessoas para um mundo de falsidade, intriga e opressão dentro e fora do poder. As conspirações para derrubar o governo da cidade e as disputas dentro das minas ainda escondem um grande mistério que agora, no auge do poder da cidade, pode pôr um fim à prosperidade deste reino dourado. 

 Consegui o livro emprestado, é minha leitura atual, já estou quase terminando.

 - Maré Vermelha, G. Brasman e G. Norris. ISBN: 9788576863519, ano: 2014, páginas: 503, Editora Verus, SkoobResenha.

Maré Vermelha, G. Brasman e G. Norris, livro, capa, sinopse

 Sinopse: Mergulhe fundo no Multiverso e sinta toda a força da Maré Vermelha nesta dramática nova aventura da saga dos Senhores de Castelo. O planeta Kynis está em crise. Diante da guerra iminente entre as duas nações irmãs, o rei Dragão ora para Seath, o Deus Verdadeiro, enquanto dragões e soldados transformados patrulham com apreensão os limites da ilha-reino. No continente, os treze distritos formam um poderoso conglomerado industrial movido a vapor, cujas máquinas fumegantes de guerra estão prontas para lutar em nome do lucro. No meio desse embate da força do vapor contra a fúria da natureza, o Bobo e o Ladrão seguem a pista de um objeto valioso e acabam pondo a própria vida em risco. Sem saída, só lhes resta buscar a ajuda de Kullat. Mas um indício do paradeiro de Volgo faz com que Kullat enfrente um dilema: cumprir sua missão de evitar a guerra em Kynis, capturar o mago rubro ou salvar seus amigos? Em uma corrida contra o tempo, Kullat se unirá a uma exótica Senhora de Castelo, um guerrin com o poder de manipular água e outros companheiros para enfrentar esses imensos desafios mesmo sem saber que a vida de seus amigos Laryssa, Azio e Thagir está conectada a essa missão de maneiras que ele nunca imaginou. Embarque nesta emocionante jornada e explore cada canto do Multiverso com os Senhores de Castelo.

 Recebi o livro da Editora Verus para resenha. Li, gostei, resenhei e tem promoção valendo um exemplar do livro, até dia 15. Para participar, clique aqui.

 Esses foram os livros de novembro; em dezembro já chegaram vários! Vocês já conheciam todos eles? Já leram algum? Quais acharam mais interessante?
 Sempre posto sobre minhas leituras no Instagram, no Twitter ou no Facebook (além do Skoob), me acompanhem :) .
Até o próximo post!
Topo