terça-feira, 21 de julho de 2015

Resenha: livro "Festim das 12 cadeiras", Elvis DelBagno

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é Festim das 12 cadeiras, escrito por Elvis DelBagno e publicado pela Editora Schoba.

Resenha, livro, Festim das 12 cadeiras, Elvis DelBagno, Schoba

 Narrado em terceira pessoa, o livro conta a história de Laerte e Carlos, um casal homossexual rico, que costumava organizar festas e jantares em sua casa luxuosa. Para um desses jantares, Laerte comprou um novo conjunto de 12 cadeiras russas, e o casal se surpreendeu ao descobrir que havia um tesouro dentro do estofado de uma delas. Como eles já eram muito ricos e não precisavam do tesouro, decidiram que quem se sentasse naquela cadeira e descobrisse que tinha algo estranho nela, levaria a fortuna.

 "Mas as coisas às vezes não precisam de intervenção. Deixe o destino escolher. O destino é bom nessas escolhas." (página 117)

 Parecia um plano perfeito, que tornaria a noite inesquecível, mas as coisas começaram a dar errado quando um dos convidados ligou avisando que talvez não chegasse em tempo para o jantar, e depois o casal descobriu que outro convidado estava numa cadeira de rodas... e assim Laerte e Carlos viram seu plano maravilhoso desmoronar!

 O que o casal faria para colocar a situação nos eixos? Quem ficaria com a cadeira premiada? Quais loucuras aconteceriam até o final da noite? Para descobrir, só lendo Festim das 12 cadeiras!

 "E não era a maldita hora de servir a champanhe Veuve Clicquot? Requintado, o garçom muito bem trajado traz em sua bandeja a garrafa. Olha aquela zona no meio da sala. Abriram as portas do zoológico e não lhe avisaram. A situação estava pior que festa de rodeio em cidade pobre do interior. Mula, vaca, viado, cabrita e até morsa saltitavam ao som de Tchakabum." (página 128)

 Pela capa e pela sinopse, eu esperava uma história um pouco mais refinada, e me surpreendi ao ver que o livro tende mais para o lado do humor escrachado, quase trash. Tanto os anfitriões quanto os convidados são personagens caricatos, que vão tendo partes de suas vidas e características descritas ao longo dos capítulos. Passado esse choque inicial, fui achando o livro e os personagens mais interessantes conforme a história foi se desenvolvendo, e dei algumas risadas.  

 "A arte em geral transpõe o telespectador para outra realidade. Traz pensamentos novos e se for uma história bem contada, não importa a realidade em que esteja, ela vai possibilitar uma interação." (página 139)

 Alguns fatos interessantes: o autor de Festim das 12 cadeiras também é cineasta, e usou no livro uma narrativa que visa fazer com que o leitor se sinta como se estivesse vendo um filme; há várias referências culturais na trama, além de algumas "notas do editor", como a da imagem abaixo, presente na página 133.

Resenha, livro, Festim das 12 cadeiras, Elvis DelBagno, Schoba, editora, crítica, festim, trechos, humor, homossexual

 As 164 páginas da obra podem ser lidas rapidamente; talvez pelo tamanho reduzido do livro eu não tenha tido tempo para me apegar a nenhum personagem a ponto de torcer para que ele conseguisse a cadeira premiada, ou talvez tenha sido por eles serem tão peculiares. Festim das 12 cadeiras é um livro bem diferente do que eu já li e diferente do que eu esperava, tanto que alguns trechos jamais poderiam ser citados fora do contexto e de um enfoque bem humorado da obra.

 "Às vezes, somos crianças em corpos de adultos. Temos que caçoar do próximo para não nos sentirmos tão deslocados no mundo com nossa ferida interna." (página 123)

Resenha, livro, Festim das 12 cadeiras, Elvis DelBagno, comprar, Schoba, trechos, capa
Resenha, livro, Festim das 12 cadeiras, Elvis DelBagno, sinopse, facebook, literatura nacional

 Sobre a parte visual: a capa é linda! O título e a imagem da cadeira estão em alto relevo. As páginas são amareladas, com margens, espaçamento e letras de bom tamanho.

 Detalhes: ISBN-13: 9788580133813, 164 páginas, Skoob, Facebook. Onde comprar online: loja da editoraCultura.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já leu o livro?

 Participe dos sorteios do blog e concorra a muitos livros: Sorteio literário em conjunto - aniversário do Calebe e Promoção "Um livro, Duas Histórias".

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

18 comentários:

  1. Ótima resenha, Maria! Acho muito legal quando o leitor consegue se deixar levar pela leitura, mesmo que esta ameace fugir do estilo que mais gosta de ler. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha mesmo, eu estou desejando ele na minha estante agora e preciso ler. Mas que capa linda é essa? Estou simplesmente apaixonada. <3 *--------*

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua resenha, e a capa desse livro é linda. Gostei da originalidade e da premissa do livro, porém não é o tipo de leitura que me agrade.
    Já estou seguindo seu blog p/ acompanhar tudinho.
    Beijos
    http://myself-here1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá :) Ótima resenha! :D Raramente faço leituras de livros com protagonistas homossexuais, :/ mas, a proposta de "Festim das 12 cadeiras" despertou meu interesse, aparenta ser uma história legal e super divertida. :D Beijão!
    Blog: http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/
    Página: https://www.facebook.com/BlogWonderfulBooks

    ResponderExcluir
  5. Oi Maria, eu não conhecia o livro e desde o título já fiquei atraída, e pela sua resenha parece ser uma história bem diferente e divertida. Se tiver oportunidade vou querer ler com certeza!!! Bjs

    Território nº 6

    ResponderExcluir
  6. Eu concordo com vc, realmente pela capa e titulo da se a entender que o livro é mais refinado mesmo, nunca imaginaria que ele tivesse um humor e uma premissa tão diferenciada e divertida assim.
    Não conhecia o livro e amei sua resenha.
    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Oie Mari!
    Poxa, achei que o livro era diferente, agora que vi que é humor escrachado me deixou um pouco decepcionada. Era um livro que eu estava desejando bastante, agora fiquei bem decepcionada e vou passar essa leitura!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  8. Oi! Amei a resenha, muito bom mesmo! Fiquei afim de ler

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Já li o livro e apesar de sair totalmente da minha zona de conforto, gostei bastante da história e da maneira como autor conduz o enredo.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  10. Achei que o livro é bem diferente do que você falou.
    Tenho quase certeza que não iria gostar dele por causa desse humor que beira o trash, não me agrada.
    Então pulo esse.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  11. Oi, flor.
    Menina, que livro foi esse? Adorei a ousadia do autor em misturar a um enredo requintado algo um tanto fora de contexto: personagens caricatos com um humor às avessas (rs). Gostei muito da proposta e espero ter a chance de prestigiar o talento do autor. Confesso que as notas do editor no interior do livro me deixaram ainda mais curiosa! Sou uma entusiasta de modelos diferentes de escrita, então, é claro que me atraiu.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá!!!

    Acabei de resenhar este livro e concordo com você em vários pontos. Também comecei achando que era suspense hahahahaha, depois pensei: isso é comédia! hahahaha. Quando passou o susto inicial, gostei do humor escrachado e até crítico do autor. :)

    Beijos

    www.escrevarte.com.br

    ResponderExcluir
  13. Cadeira premiada? gostei. Algum amigo já havia me falado sobre esse livro e com sua resenha só tive certeza que achei a ideia bastante interessante. Realmente fiquei curiosa com o desfecho dessa loucura, uma ideia bem egocêntrica, mas deve ser uma boa leitura.

    ResponderExcluir
  14. bem, não me animei pra ler, achei a premissa desinteressante, sem contar que não curti essa capa =X

    ResponderExcluir
  15. Eu vi sobre esse livro e apesar da sua resenha maravilhosa, não me senti atraida para ler o livro. Porém, colocarei na minha lista para quem saber dar uma chance a obra.

    ResponderExcluir
  16. Hey,

    Também tive essa impressão de que o livro teria um humor e narrativa mais refinados, mas mesmo assim espero poder ler e tirar minhas conclusões sobre o humor do mesmo, pois a premissa é realmente muito interessante.

    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  17. Oiee, ainda n li o livro, mas caraaa, fiquei com vontade, esse é a terceira resenha que leio, sério, quse trash, haha, eu amooo coisas trash's, então fiquei curiosa para ler *-*
    www.guildadosleitores.com

    ResponderExcluir
  18. Olá,

    Concordo com você, a capa faz a gente pensar em requinte. Ainda mais com os protagonistas sendo ricos rs

    Mas, você conseguiu me deixar curiosa, se tem uma coisa que eu adoro são livros que parecem uma coisa, mas se transforma em outra!

    Beijos

    www.itgeekgirls.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados