terça-feira, 25 de agosto de 2015

Resenha: livro O Teste, Joelle Charbonneau

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é O Teste, escrito pela Joelle Charbonneau e publicado no Brasil pela Única Editora em 2014.

Resenha, livro, O Teste, Joelle Charbonneau

 "Eles podiam tê-la salvado. Em vez disso, eles a deixaram morrer." (página 97)

 Eu leio poucas distopias, mas depois de ver algumas resenhas bem positivas sobre O Teste, decidi ler o livro, sem grandes expectativas. Se eu imaginasse que a história era tão boa, já teria lido assim que foi lançado!

 Quem narra a história é Malencia (ou Cia, como é apelidada), uma garota de 16 anos, caçula de 4 irmãos. Ela vive na Colônia Cinco Lagos e sonha em ir para a universidade. Comum, não? Até poderia ser, mas sendo uma distopia, a história se passa num futuro onde guerras nucleares e a consequente fúria da natureza mudaram drasticamente o ambiente em que vivemos. A parte da população que sobreviveu precisa restaurar o planeta, e para isso, conta com a inteligência dos formandos da universidade. Para entrar na universidade, alguns dos alunos mais notáveis são selecionados para fazer o Teste na capital, Tosu City, os que são aprovados tornam-se os futuros "cientistas, médicos, professores e oficiais do governo".

 Fazia anos que ninguém da pequena Colônia Cinco Lagos era escolhido, e Cia ficou extremamente contente quando ela e mais alguns colegas foram selecionados, mesmo sabendo que, caso fosse aprovada, talvez não visse mais sua família (pois, após formada, poderia ser escalada para trabalhar em outra colônia). Porém, na noite antes de sua partida, o pai de Cia chamou-a para uma conversa, para falar sobre o Teste, assunto em que ele não gostava muito de tocar, mesmo sendo um dos poucos da Colônia Cinco Lagos que haviam se formado na universidade.

 O pai de Cia lhe contou coisas que fizeram a garota ficar muito apreensiva em relação ao que estava por vir. Parte da memória dos aprovados no Teste era apagada, eles não se lembravam de como eram as provas, mas seu pai e alguns dos outros aprovados que trabalhavam em Cinco Lagos tinham pesadelos que poderiam indicar que o Teste era muito mais do que uma prova escrita e uma avaliação física. E ninguém sabia ao certo o paradeiro dos selecionados que eram reprovados.

 "- Eu parto amanhã de manhã. Por que me dizer isso agora? Que bem pode fazer?
 Meu pai não ergue a voz para encontrar a minha. - Talvez nenhum. Talvez Flint esteja certo e nossos sonhos sejam apenas alucinações. Se há, porém, uma chance de que não sejam, é melhor que você saiba. Melhor que você vá para Tosu City preparada para questionar tudo o que vê e tudo o que encontra. Isso pode ser a diferença entre sucesso e fracasso." (página 40)

 Realmente, o fato de seu pai ter lhe falado sobre suas suspeitas, tornou-se crucial para as decisões de Cia dali em diante. Os obstáculos já começaram a aparecer no caminho para Tosu City, quando Cia descobriu que os avaliadores do Teste estavam muito mais atentos do que se poderia esperar. Para sair viva daquelas provas, a garota precisou de toda a sua coragem e de toda a sua determinação.

 "Engraçado, mas desistir é a última coisa que eu faria. Não depois de tudo o que testemunhamos e as coisas que fomos forçados a fazer. Desistir seria como admitir que nada importou. E precisa importar. Precisa ser lembrado." (página 257)

 Por mais que seu pai tivesse lhe alertado para não confiar em ninguém, já que a concorrência era muito grande e eliminar (matar) os adversários poderia ser parte da estratégia de alguns, Cia precisou confiar, algumas vezes ela acertou, mas errou em outras. Ao final, ela definitivamente não era mais a mesma garota entusiasmada e cheia de sonhos. Depois das coisas terríveis que ela viu, depois dos amigos que perdeu, ela amadureceu muito.

 "As dúvidas começam a me engolir. Somos espertos o suficiente? Podemos superar um sistema estabelecido há décadas? Que controlou a vida de centenas das mentes mais brilhantes desde que o mundo começou a se reconstruir?" (página 198)

Resenha, livro, O Teste, Joelle Charbonneau, trilogia, distopia, comprar, quotes, Unica, editora, opinião
Resenha, livro, O Teste, Joelle Charbonneau, trilogia, distopia, comprar, quotes, Unica, editora, opinião, contracapa, sinopse

 Eu gostei bastante da capa do livro, tem a ver com a história, o título e a imagem central são em alto-relevo, e conforme movemos a capa, é possível ver números nela. A diagramação está boa, com margens e espaçamento de bom tamanho, as letras não são muito grandes, mas é possível ler confortavelmente. As páginas são amareladas e com uma textura porosa. Encontrei alguns erros de revisão. Ah, na orelha da contracapa vem um marcador de páginas.

 "- A única maneira de ajudarmos alguém lá em casa é sobreviver a este teste.
 Minha garganta se aperta quando o desespero toma conta." (página 198)

 Enfim, O Teste foi um livro que me surpreendeu muito e que eu recomendo! A leitura fluiu com facilidade, a trama foi muito bem construída. Enquanto eu lia, pude visualizar as cenas facilmente, senti toda a aflição da Cia a cada nova dificuldade, a tenção em cada capítulo, fiquei surpresa com cada nova descoberta. O Teste é um daqueles livros que a gente não quer largar até terminar, mas que também não queremos que acabe.

 O Teste é o primeiro de uma trilogia, e eu terminei a leitura com uma vontade enorme de ir correndo ler a continuação e continuar acompanhando a Cia e saber o que ela vai fazer com o que descobriu na última página. Felizmente, a Editora Única é maravilhosa no quesito séries, os 2 últimos volumes já foram traduzidos e publicados no Brasil.

 Para quem quiser conhecer melhor o cenário distópico da trilogia ou ver como é a escrita da autora, está disponível para download gratuito na Amazon o e-book O Teste - Introdução, que é narrado pelo irmão mais velho da Cia, o Zeen, e se passa na época em que ele poderia ter sido escolhido para o Teste. São poucas páginas, mas já dá para ter uma noção da trilogia.

 O Teste é um livro que indico para quem procura uma leitura envolvente, quer uma história inteligente, com uma protagonista inteligente e forte, sem deixar de ser humana, um livro para quem quer ser surpreendido. Se existirem mais distopias assim, acho que vou me interessar mais pelo gênero, espero que não cheguemos num ponto em que jovens tenham que passar por um teste semelhante, foi interessante ficar analisando ao longo da leitura até onde o Teste era realmente necessário e como ele poderia ser diferente para ser menos cruel.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. É bem difícil falar sobre um livro quando a gente gosta muito dele, sempre parece que eu ainda poderia dizer mais alguma coisa, mas quero que vocês saibam que gostei demais de  O Teste e que recomendo de verdade!

 Detalhes: 320 páginas, ISBN-13: 9788567028231, Skoob (média de notas: 4,3/5, minha nota: 4/5). Onde comprar online: Americanas (livro, kit com a trilogia, box com a trilogia em edição econômica), Submarino (livro, kit com a trilogia, box com a trilogia em edição econômica).



Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

18 comentários:

  1. Oi!
    Lembro de ter ficado bem animado com esse livro quando ele foi lançado, mas por um motivo que eu não sei, acabei desanimando.
    Adorei a resenha!

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/2015/08/li-ate-pagina-100-attachments.html

    ResponderExcluir
  2. oie como vai?
    eu sou doida pra ler essa série mas alguns amigos disseram que apartir do segundo a escritora desandou um pouco, mas mesmo assim quero ler kkk.

    ResponderExcluir
  3. eu não tenho interesse na série... não curti a premissa dela... mas conheço uma menina que adorou o primeiro livro... até gosto de distopia mas achei a história desse meio 'mais do mesmo', é o que mais ando vendo ultimamente em livros do gênero...

    ResponderExcluir
  4. Menina, que arrependimento agora! Vi o box baratinho na americanas, mas nem comprei porque não sou tão chegada assim a distopias. Mas agora, lendo sua resenha, fiquei super interessada!
    Vou tentar comprar na Bienal!
    Obrigada pela dica!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  5. Os pais dão conselhos né,
    mesmo assim é necessário passar
    pela experiência

    Linda Tarde!
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas

    ResponderExcluir
  6. Também vi algumas resenhas do livro e sempre muito elogiosas, estou louca de vontade de conhecer a obra, mas tempo e dinheiro, no momento, não permitem.

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho esse livro na lista de leituras há tempos! Preciso parar de enrolar!
    Deixa eu contar que sou sonsa e li que o nome dela era Melancia? Daí achei estranho e voltei para conferir. hahahaha

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  8. Muie, eu quero ler esse livro desde que foi lançado!
    E agora com essa resenha que me deixou com mais vontade?
    Eu descobri o mundo das distopias esse ano e adorei. Esse livro ta na minha listinha com certeza!
    bjs bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tudo bem?

    Minha irmã comprou esse livro e estou doida para ler mas vou ter que esperar ela terminar para assim começar a ler.

    Abraços,
    Ludy
    http://nodivacomaspalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Não sou muito fã de distopia, mas você falou tão bem do livro e da Cia que fiquei até um pouco curiosa.
    Juro que quando li o nome dela vi Melancia hahahaha #aloka
    Quem sabe eu comece a dar uma chance as distopias.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem!?
    Ando lendo muitas distopias e me surpreendendo bastante. Acho que vou gostar dessa por causa da protagonista forte!! Espero ser muito surpreendida quando ler!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  12. Adorei sua resenha, e eu sempre indico ele quando alguém quer ler uma distopia. O que mais me atraiu foi o fato de a história ser bastante crível. Um país atirou uma bomba em outro, alguém acreditou saber quem era o culpado e retaliou, outro se ofendeu e assim todos os países se atacaram. Resultado disso? Um mundo destruído e os seres humanos quase dizimados. Deixa eu falar um pouco mais da protagonista, porque ela se tornou querida pra mim. Ela não ganhou espaço por ser perfeita ou bonita, ela ganha seu lugar por ouvir os outros, ser inteligente, ter ética e possuir compaixão. E essas são qualidades que eu respeito muito, seja numa pessoa, seja num personagem.
    Obrigada pela resenha e por me fazer relembrar esse livro tão amado!
    Angel Sakura
    www.euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem? Não conhecia este livro, na verdade porque não tenho muito costume de ler distopias. Gostei bastante da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  14. Eu sempre quis ler este livro, na verdade, quero ler algum livro distópico, bom, se não for por esse, vai ser por outro, mas estou muito curioso para lê-lo, pois sempre leio comentários positivos e isso só aumenta a minha vontade para ler!

    Abraços e até!

    http://lendoferozmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu também tenho curiosidade com esse livro e na verdade até tive a sorte de ganhar ele em um sorteio kkkk Bom, mas eu não costumo ler distopias e por isso não estava muito animada assim, sabe? Mas lendo sua resenha fiquei super curiosa, imagino que a história vai me agradar muito também, por isso espero ler em breve o/

    Beijos :*
    Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Adorei o Teste, mas não é uma distopia tão inovadora e em partes achei a narrativa um pouco cansativa por isso desanima em algumas partes... mas realmente é bem envolvente.

    ResponderExcluir
  17. Morro de vontade de ler esse livro, e a vontade só aumenta, infelizmente ainda não consegui incluir o livro na pilha de leitura, o lado positivo é que já tenho o 1 e o 2 aqui
    bjos

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados