domingo, 17 de janeiro de 2016

Resenha: livro "Irmandade de Copra", Caroline Defanti

 Olá pessoal, tudo bem? A resenha de hoje foi feita pelo colaborador do blog, o Isaac, confiram:


 Heeeey,
 Hoje tem resenha! Uma distopia maravilhosa, com pegada sci-fi que deixa qualquer leitor demasiadamente feliz!

Irmandade de Copra, Caroline Defanti, Arwen
Título: Irmandade de Copra.
Autora: Caroline Defanti
Gênero: Romance/ Ficção
Ano: 2015
Páginas: 432
Sinopse: Em um futuro longínquo, a quase extinção do ser humano fez com que os poucos que restaram lutassem pela sobrevivência em colônias extraterrestres. Entretanto, alienígenas se apossam da Terra e a curam, mas os homens desejam ter seu planeta e vidas de volta. Mas os seres não parecem dispostos a abrir mão de seu novo lar. Por isso, os homens criam novos soldados, uma raça nova capaz de combater essas criaturas e recuperar o planeta. Assim nasce a Irmandade de Copra




 Irmandade de Copra é uma distopia sci-fi escrito por Caroline Defanti e publicado pela Editora Arwen.
 Em futuro distante, a terra está novamente habitável, esplêndida e natural. Sim, novamente, pois graças ao ser humano e sua santa ignorância, a terra um dia já foi um lixo, inabitável, praticamente extinta, agora restaurada pelos Copranos. Novamente, colocamos em jogo, a personalidade do ser humano. Destruiu a Terra, foi morar em colônias na Lua e Marte, depois de algum tempo perceberam o tremendo erro destrutivo que foi passado de geração a geração, a não preservação do planeta, que fez com que a sociedade perdesse-o. Os Copranos, uma raça alienígena, resgataram o planeta e suas estarrecedoras maravilhas. Agora, seres humanos criam uma espécie de força-tarefa com jovens que sofreram mutação e tem super poderes denominada "Irmandade de Copra" para tomarem "o que é seu por direito". Quem tem razão nesta história?
 Irmandade de Copra tem um enredo magnifico, uma distopia tecnológica muito bem escrita e detalhada, colocando em jogo aspectos ambientais da realidade sem aquela formalidade enjoada.

Resenha, livro, Irmandade de Copra, Caroline Defanti, Arwen

 Apesar, de ser em um futuro distópico, e com uma pegada forte de ficção científica, a obra reflete nas entrelinhas problemas da atualidade, com um jogo de cintura que ganha o leitor. É de invocar a forma que a autora consegue trabalhar na personalidade dos personagens, mostrando que o ser humano se autodenomina de inúmeras formas e coisas, mas que na verdade é uma raça insignificante e hipócrita, se comparado às tecnologias e avanço pessoal dos Copranos.

Resenha, livro, Irmandade de Copra, Caroline Defanti, Arwen

 Voltando a Irmandade de Copra... É neste centro onde ficam os Irmãos, esses jovens são transmutados em laboratórios, onde o DNA alienígena é injetado no seu corpo, sofrendo mutações e gerando super-humanos, que são enviados com potentes tecnologias em missões na Terra, com objetivo de pegar recursos essenciais para a vida humana que não são encontrados em Marte, pesquisas cientificas e caça a Copranos. Em uma dessas missões, um acidente ocorreu e resultou na morte de um Irmão muito querido por todos, e é depois desta morte que surge Musa, uma forte, querida e sexy irmã, que é o fio condutor da trama. Irmãos como Arcanjo, Padre, Chess, Fera, são de grande importância para a trama, mas carregam uma grande dose de spoiler.
 Irmandade de Copra é peculiar e surpreendente. Estava muito ansioso para lê-lo, mas quando chegou fiquei temoroso, por ser um livro grosso, porém a historia correu muito bem, divida em seis partes contando com Epilogo, Prólogo e Glossário. A maior parte chamada de “Vivendo” é a mais temerosa, envolvendo, ofegante e perturbadora.
 A forma como a autora consegue envolver personalidades humanas e alienígenas de uma forma tão distinta é maravilhosa.

Resenha, livro, Irmandade de Copra, Caroline Defanti, Arwen

 A editora Arwen teve todo um trabalho na composição deste projeto, capa diagramação, revisão. Ao capista e design Bernardo Manfredi deixo os meus parabéns, pela composição da capa que mostra uma árvore que é de grande importância para a geração de todo o enredo, e a forma estrutural e tenebrosa de um dos Copranos, mesclando com contrastes roxos a azuis, trabalhando também na diagramação, com fontes adequadas dando destaque ao símbolo que representa uma espécie de DNA modificado.

Resenha, livro, Irmandade de Copra, Caroline Defanti, Arwen

 Parabenizo também a revisora Aline Salles pelo ótimo trabalho de revisão da obra. Parabenizo a Caroline, pela criatividade, dando destaque a algumas frases criadas por ela em uma língua diferente que serviu para representação da linguagem dos Copranos. Enfim, este livro me surpreendendo de inúmeras formas possíveis. Recomendada para maiores de 14 anos foi a melhor distopia do ano! Já estou ansioso para o segundo volume desta trilogia. 




 E esse foi o primeiro post do Isaac no blog, espero que vocês tenham gostado. Eu tenho um exemplar de  "Irmandade de Copra" também, mas ainda não li, quando ler eu venho aqui comentar sobre ele.

Participe das promoções do blog:


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados