Resenha: livro "A hora da estrela", Clarice Lispector

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é “A hora da estrela”, escrito pela Clarice Lispector em 1977 e publicado pela Editora Rocco.

Resenha, livro, A-hora-da-estrela, Clarice-Lispector, Rocco, opiniao, critica, trechos, quotes, capa, fotos, macabea

 "Tudo no mundo começou com um sim. Uma molécula disse sim a outra molécula e nasceu a vida. Mas antes da pré-história havia a pré-história da pré-história e havia o nunca e havia o sim. Sempre houve. Não sei o quê, mas sei que o universo jamais começou.
 Que ninguém se engane, só consigo a simplicidade através de muito trabalho.
 Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas continuarei a escrever. Como começar pelo início, se as coisas acontecem antes de acontecer?" (página 11)

 E assim começa “A hora da estrela”, obra que certamente vocês já ouviram falar, e se não sabem da sua existência, provavelmente já viram o nome Clarice Lispector em algum lugar. Ganhei um exemplar de “A hora da estrela” há alguns anos e, mesmo curiosíssima para ler algo de uma autora tão renomada, ainda não tinha conseguido encaixar o livro na minha lista de leituras. Resolvi lê-lo durante a Maratona Literária de Inverno que estou participando, já que a primeira semana tinha como meta ler um livro encalhado na estante há mais de um ano. Escolhi “A hora da estrela” pensando que, por ter menos de 100 páginas, seria uma leitura rápida. Ledo engano!

 “A hora da estrela” foi um livro totalmente diferente das minhas expectativas! Começando pela narração, que é feita por Rodrigo S. M., um cara que quer escrever um livro. Sabe aquela história de que “A hora da estrela” conta a história de uma personagem nordestina chamada Macabéa? Então, não é bem isso! “A hora da estrela” conta a história de Rodrigo que quer contar a história de Macabéa, mas parece não saber ao certo como fazer isso, parece estar um pouco inseguro sobre como e o que escrever.

 "Tentarei tirar ouro de carvão. Sei que estou adiando a história e que brinco de bola sem a bola. O fato é um ato? Juro que este livro é feito sem palavras. É uma fotografia muda. Este livro é um silêncio. Este livro é uma pergunta.
 Mas desconfio que toda essa conversa é feita apenas para adiar a pobreza da história, pois estou com medo. Antes de ter surgido na minha vida essa datilógrafa, eu era um homem até mesmo um pouco contente, apesar do mau êxito na minha literatura. As coisas estavam de algum modo tão boas que podiam se tornar muito ruins porque o que amadurece plenamente pode apodrecer." (página 17)

 Mas falando sobre o que Rodrigo conseguiu contar: Macabéa é uma moça que trabalha como datilógrafa (faz um péssimo trabalho, por sinal) e mora em um quarto que divide com outras moças. Ela não tem família, nem amigos, nem nada que torne a sua vida especial. Macabéa é uma moça simples em diversos sentidos, e parece achar que a vida é assim mesmo, e, na única vez em que pensa que viver pode ser algo mais, bem, aí acontece o que acontece no final do livro.

 "Não chorava por causa da vida que levava: porque, não tendo conhecido outros modos de viver, aceitara que com ela era "assim". Mas também creio que chorava porque, através da música, adivinhava talvez que havia outros modos de sentir, havia existências mais delicadas e até com um certo luxo de alma. Muitas coisas sabia que não sabia entender." (página 51)

 Eu não gosto muito de procurar outras opiniões sobre uma obra assim que termino de lê-la e estou resenhando, prefiro resenhar primeiro e depois ir pesquisar as interpretações de outras pessoas (para que a resenha não seja influenciada por algo a mais do que a minha experiência de leitura). E creio que seja isso o que irei fazer assim que terminar essa resenha, pois “A hora da estrela” para mim é um livro simples, com uma história simples, proporcionando uma leitura sem grandes encantos ou emoções, sem nenhum apelo a não ser o fato de ter sido escrito por Clarice Lispector. Talvez eu faça uma releitura da obra algum dia, e possa vê-la de outra forma.

 "No fundo ela não passara de uma caixinha de música meio desafinada." (página 86)

 Foi um livro que demorei bem mais para finalizar do que o esperado, e que, para mim, tanto na história quanto na escrita, teve seus altos e baixos. Mas, pelo menos, agora “A hora da estrela” saiu da minha lista de não lidos para a lista de lidos.

 Por fim, só gostaria de destacar duas partes curiosas: a cena em que a Macabéa vai numa cartomante e, ao invés de a cartomante falar da vida da Macabéa, a mulher resolve contar a própria vida! Como uma cartomante dessas pode conseguir clientes? E o fato de Macabéa ouvir uma rádio que, em vez de música ou noticiários, diz as horas e dá pequenas doses de conhecimento que dificilmente seriam relevantes numa dosagem tão homeopática.

 "É que ela sentia falta de encontrar-se consigo mesma e sofrer um pouco é um encontro." (página 35)

Resenha, livro, A-hora-da-estrela, Clarice-Lispector, Rocco, opiniao, critica, trechos, quotes, capa, fotos, macabea
Resenha, livro, A-hora-da-estrela, Clarice-Lispector, Rocco, opiniao, critica, trechos, quotes, capa, fotos, macabea

 Sobre a edição da Rocco: capa bonita, com título e nome da autora em alto-relevo, páginas brancas, margens, espaçamento e letras de bom tamanho. Quanto aos erros de revisão, não posso comentar, pois pode ser que a ausência de alguns sinais de pontuação seja apenas uma escolha da autora.

 "a gente aceita tudo porque já beijou a parede." (página 86)

 Detalhes: 88 páginas,ISBN-13: 9788532521279, Skoob. Onde comprar online: Saraiva.

 Por hoje é só, me contem: já leram o livro ou algum outro da autora? Eu estava desejando o volume único lançado recentemente com todos os contos da autora, mas depois de ler “A hora da estrela”, acabei desanimando um pouco.

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl
7 comentários via Blogger
comentários via Facebook

7 comentários

  1. Ainda não li nada da Clarice, e admito que também desanimei um pouco depois da sua resenha. Quem sabe, talvez futuramente eu dê uma oportunidade.
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  2. Oi, ainda não li esse livro dela, mas depois de ler sua resenha, me deu uma desanimada, já que o enredo desse livro não parece ser grandes coisas, não digno de algo como um autora como ela, por isso, acho que não leria essa obra da autora.
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Não me julgue, mas ainda não li nada da Clarice hehe mas sempre quis ler, ainda mais A Hora da Estrela. Mas, não sabia que a Macabea era meio sem noção rs espero poder ler a obra em breve!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. Oi Maria, eu nunca me interessei muito por esse livro, apesar de ser, talvez, o mais famoso da Clarice. Que livro decepcionante parede ter sido para você, será que há algo nas entrelinhas que não fica claro ao leitor? Pela resenha parece um enredo bem simplório que não tem nada de mais. Isso me intriga, vou ter que ler kkkkk. Bjs

    ResponderExcluir
  5. A hora da estrela é um dos livros mais emocionantes que já li. Macabéa é uma personagem que me comove muito. Eu entendo por que você diz que o livro conta a história do Rodrigo, mas a verdade é que, na minha opinião, Macabéa é mesmo o centro da narrativa. Que pena que você não ficou muito empolgada com a leitura. Acho ótima a sua ideia de reler em um outro momento, e até acho isso curioso, pois foi assim que aconteceu comigo. Eu não gostei de Clarice na primeira vez que a ali, e hoje ela é uma de minhas escritoras preferidas. Gostei muito da sua resenha, apesar de conter uma opinião um pouquinho diferente da minha. ;)

    Tatiana

    ResponderExcluir
  6. Eu li a muito tempo atras e gostei do livro, mas não lembro muito bem da historia em si e se teve algo que não gostei, mas foi o unico livro da autora que li...gostei da sua resenha super sincera continue assim e sempre faça resenha antes de ver outras opiniões o que vale é o que vc sentiu lendo...

    ResponderExcluir
  7. Tive que ler para um trabalho no meu ensino médio, achei a escrita dela tensa, mas excelente.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo