Resenha: livro “Tempos de Inocência” (e meu primeiro conto publicado)

Resenha, livro, Tempos-de-Inocência” , editora-illuminare, contos-infancia, fotos, opiniao, critica

 Olá pessoal, tudo bem? O post de hoje é muito especial, pois venho falar de um livro do qual faço parte. “Tempos de Inocência – Contos de uma Infância Feliz” é uma antologia com 12 contos com a infância como tema, organizada pela Rô Mierling e publicada pelo selo Antologias Brasileiras da Editora Illuminare em 2016. Quem acompanha o blog pelo Facebook, deve ter visto quando compartilhei minha alegria por ter tido um conto selecionado para a obra, o primeiro conto que escrevi (que eu me lembre) e que se chama “A bicicleta amarela”.

a-bicicleta-amarela, maria-jose-leite, Resenha, livro, Tempos-de-Inocência” , editora-illuminare, contos-infancia, fotos, opiniao, critica

 É impossível ser imparcial ao falar sobre o meu próprio texto, então, o que posso dizer sobre “A bicicleta amarela” é que baseei a história em um fato que realmente aconteceu comigo e com meus amigos quando éramos crianças, mas com o passar dos anos, o caso real acabou ficando um pouco nublado em minha memória e, ao escrevê-lo, mudei muita coisa da pequena aventura que vivemos em um de nossos passeios de bicicleta. É um conto de três páginas e muito amor colocado em cada palavra.

 Agora que já tive meu momento “babona”/encantada, deixem-me fazer a resenha da obra para vocês e falar um pouco sobre cada história.

 A primeira história é “O Reinado de Nina”, escrita pelo Alexandre Braoios, fala sobre o final da infância de uma garota, que antes era a princesinha e agora estava fazendo a transição para ser uma “rainha”. “A Pequena Grande Menina”, da Ana Rapha Nunes traz uma protagonista muito especial, com um coração enorme e que seria ótimo conhecer. “Super-Heróis”, escrito por Carlos Asa, é o maior conto do livro e fala sobre um garotinho apaixonado por super-heróis, mas que nem imaginava que tinha um verdadeiro herói morando na mesma casa que ele.

 “Espelho meu, existe criança mais feliz do que eu?” do Carlos Alberto Betinho, “Minhas Raízes!” da Sonia J. Oliveira, “Areia e vizinhança” da Taís Moreira e “Doces lembranças” da Luciana Santos trazem um resumo de brincadeiras e memórias de infâncias. Destaco o texto da Luciana, que fala sobre uma amizade que o tempo e a distância separaram, mas não destruíram, amizade que é um refúgio para a personagem, um conto de apenas duas páginas, emocionante e encantador e, na minha opinião, o mais bem escrito de todos.

 “Ela se tornou uma sombra na árvore do meu passado.(...) No meu íntimo sinto que a distância e a ausência dela é apenas uma questão de espaço, porque hoje o jardim não é mais lá fora, e sim dentro de mim. Minha amiga sempre esteve e estará aqui em algum lugar(...).” (“Doces lembranças”, página 40)

 “Pequenos Aeromodelos”, escrito pela Carol Dantas, nos apresenta Sarah Teresa, uma garota que amava aviões, motivo pelo qual era criticada pelos preconceituosos que diziam que aviação não era coisa para meninas. Felizmente, surgiram em seu caminho um amigo e um professor que a enxergaram como o ser humano capaz que ela era e não como a sociedade machista a via, e Sarah pôde “voar alto” e ensinar uma lição sobre como os sonhos podem se tornar realidade. O conto também mostra a importância da representatividade ao colocar Amelia Earhart, pioneira na aviação dos Estados Unidos, como inspiração para Sarah. Minha história favorita do livro!

 “(...) Sarah fez um poderoso discurso sobre como meninos e meninas podiam ter os mesmo sonhos. Nas palavras inocentes da criança havia poder e persistência que, somados a presença de Aart, mudaram o pensamento dos outros alunos.” (página 28)

 “Perfeição” de Gentil Garcia tem aquele estilo de história clássica, que vai passando de geração em geração o mito do menino que finalmente alcançou a perfeição. “Noite de autógrafos”, escrito pela Ingrid Pinheiro foi mais um conto que gostei muito, e que retrata, trabalhando as palavras de uma forma muito delicada, a vida de um leitor que começou a se aventurar no mundo dos livros bem cedo, e que passou para o outro lado. “A pequena vendedora de fósforos numa noite de Natal”, da Lorena Caribé, traz uma protagonista que, ainda criança, só tem felicidade em suas lembranças, pois a realidade que está vivendo é muito difícil.

Resenha, livro, Tempos-de-Inocência” , editora-illuminare, contos-infancia, fotos, opiniao, critica
Resenha, livro, Tempos-de-Inocência” , editora-illuminare, contos-infancia, fotos, opiniao, critica

 Sobre a edição: capa muito lindinha, páginas amareladas e num ótimo papel, diagramação com letras, margens e espaçamento de ótimo tamanho, ilustração no início de cada conto e fontes diferentes para o título dos contos e nome dos autores, só a revisão que poderia estar melhor.

 “Tempos de Inocência” é um livro pequeno e de leitura rápida, e mesmo com diversos autores, é possível perceber vários elementos que se repetem em alguns contos, mostrando que infâncias diferentes podem guardar memórias e saudades semelhantes.

 Para quem tiver se interessado pelo livro, ele pode ser adquirido pela loja online da editora, mas há poucos exemplares à venda.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado do post. Me contem: qual conto chamou mais a atenção de vocês? Qual a lembrança mais marcante que vocês tem da infância?

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl
15 comentários via Blogger
comentários via Facebook

15 comentários

  1. Olá

    Primeiramente parabéns pelo seu conto publicado, fiquei bem curiosa para saber qual foi essa aventura vivida por você e pelos seus amigos e imagino que seja bem divertida. Gostei muito dos temas tratados nos contos que voce mencionou, fiquei curiosa por esse da Luciana Santos, que trata de uma amizade de infância deve ser muito divertido. O conto Super Heróis também me deixou intrigada e acredito que me divertiria um bocado com essa leitura. Obrigada pela dica é sucesso!

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Que legal saber sobre o conto, parabéns!! Eu não conhecia esse titulo, mas realmente fiquei curiosa sobre os contos sim e parece ser otimo de acordo com seus comentários. Imagino mesmo que seja uma leitura rápida e achei a capa simplesmente maravilhosa.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Nossa que bacana essa coletânea, bem fora dos padrões das editoras né? Nunca vi alguma com essa temática. Confesso que sou muito apaixonando pela minha infância, apesar de não ter sido das melhores. Anotei sua dica, quem sabe eu consiga ler futuramente. Sobre a capa eu achei muito linda e o título da Coletânea muito bom também. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi!

    Que delícia de livro! Só de olhar essa capa e a premissa dos contos já me deu uma nostalgia boa. Parabéns por ter seu conto publicado, com certeza deve dar uma emoção grande né? Eu anotei a dica por aqui, provavelmente a obra se encaixará na minha TBR do ano que vem!!!


    bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Que legal, parabéns pelo conto e consequente livro lançado. Não costumo ler muitos livros do gênero mas adorei os contos apresentados e as suas premissas, parecem histórias muito gostosas de ler e que deixam uma sensação de nostalgia muito boa. A capa ficou linda e é mais um atrativo.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  6. Tem que estar feliz e orgulhosa, pois tem motivos para ambos. Que legal ter sido selecionada. Parabéns por isso. Vou ver se leio o livro e conheço de perto não só o seu mas os outros contos também.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Parabéns por ter um dos seus contos como parte desse belo livro! Adorei o enredo de cada conto que você destacou, porque deu para notar haver bastante variedade no estilo. Apesar do tema ser o mesmo, a infância parece ter sido abordada de modo completo. E essa é uma boa experiência para um leitor que gosta de apreciar leituras com sabor de saudade (rs).

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  8. Hey, primeiramente parabéns pela conquista de ter seu conto em uma obra. Imagino como deve ter sido incrível quando recebeu a notícia e ao tê-lo finalmente em mãos. No entanto, apesar de ter certeza que tem ótimas histórias como você mesmo nos apresentou, eu realmente não sou muito fã de ler contos e por isso acaba não tendo tanto apelo para mim. No entanto, manterei em mente e anotarei para ler no futuro <3
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Eu adorei o livro! Gosto de livros de leitura bem rápida.
    E parabéns por essa conquista! Deve ser emocionante ver um conto publicado em uma obra. Um fato inesquecível que deve ser anunciado para todos os leitores.


    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    A organizadora desse livro não é a mesma autora do livro Diário de uma Escrava lançado pela DarkSide?
    Gostie muito da premissa desse livro e achei mega legal ele mostrar que, mesmo as pessoas tendo vivido situações diferentes quando mais novos, as memórias podem ser parecidas.
    Achei o livro bem amorzinho e aquele tipo de história que parece que enche nosso coração de amor.
    Dica anotada.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  11. Oie amore,
    Simplesmente amei seu blog, uma fofura, e o nome dele também é!
    Que livro lindo, capa linda, título muito lindo... esse é um que vou anotar a dica com certeza!
    Adorei sua resenha, deu pra ter uma noção boa do que se trata o livro.
    Beijokas
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oii, tudo bem?
    Eu não tenho o hábito de ler livros de contos, mas esse em especial parece ser tão gostoso de ler, daqueles que você nem vê as páginas passando. A capa é linda e tenho certeza de que vou adorar todas as historias.

    ResponderExcluir
  13. Oie
    eu adorei a premissa do livro, gosto muito de contos e de historinhas assim, com certeza anotei a dica e gostei da resenha, espero poder ter oportunidade de ler em breve

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi querida, tudo bem?
    A premissa desse livro é a coisa mais linda do mundo! Precisamos de mais livros assim com certeza.
    A organizadora é a Rô Mierling? Gente, já estou vendo que é leitura de primeira. Nem precisa de apresentações.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Que legal acompanhar esse seu momento babona rsrsrs
    Fiquei curiosa para conhecer mais sobre seu conto e sua aventura com bicicletas junto com os amigos.
    Infância é um tema muito nostálgico para mim e até me emociono ao pensar na minha, que foi repleta de alegria e momentos bons ao lado do meu irmão e minha mãe!

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo