segunda-feira, 15 de maio de 2017

Resenha: livro "Slow Hands", Leslie Kelly

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje, venho comentar minha experiência de leitura com o livro "Slow Hands", escrito pela Leslie Kelly e que foi publicado no Brasil pela Harlequin em 2013 com o título de "Lento" e republicado pela HarperCollins em 2016 com o título de "Mãos quentes".

livro, Slow-Hands, Leslie-Kelly, duologia, resenha, romance, capa
 Narrada em terceira pessoa, a obra conta a história de Jake Wallace e Madeleine Turner. Madeleine (ou Maddy, como era chamada) trabalhava com gerente em um banco e era conhecida como a mulher de negócios mais fria de Chicago. Ela tinha uma meia-irmã mais velha, Tabhita, que era completamente diferente dela em aparência e personalidade.

 Certo dia, Maddy acabou indo parar num leilão beneficente, cuja arrecadação seria destinada a proporcionar um bom Natal para crianças carentes. Até aí, tudo bem, a questão era o que estava sendo leiloado: homens! Na verdade, rapazes se dispuseram a serem leiloados para um encontro, cada um oferecia o que podia, como um passeio ou um jantar, à mulher que tivesse dado o maior lance por sua companhia.

 Maddy foi parar nesse leilão porque Tabhita lhe informou que a esposa de seu pai (a quarta esposa) iria estar no evento e tentaria dar o lance mais alto por um ex-garoto de programa, obviamente para trair o pai das duas, e segundo a irmã, elas precisavam evitar que isso acontecesse, afinal, o pai delas parecia estar feliz no novo casamento e não merecia a traição. Tabhita estava noiva e, considerando seu histórico, não queria correr o risco de se sentir tentada nesse leilão, de forma que coube a Maddy ir ao evento e dar um lance absurdamente alto pelo ex-garoto de programa.

livro, Slow-Hands, Leslie-Kelly, duologia, resenha, romance, capa, maos-quentes
Capa da edição da Harpercollins
 Só que uma confusão na hora da organização das fichas dos rapazes, fez com que Jake, um paramédico do Batalhão do Corpo de Bombeiros de Chicago, tivesse sua ficha trocada com a do ex-garoto de programa, ele só havia se inscrito para agradar o chefe, cuja esposa era a organizadora do leilão, mas quando viu quem o havia arrematado, ficou encantando por Maddy e quis muito conhecê-la melhor, pensou que o passeio que ele havia oferecido seria uma boa opção para isso. Porém, Maddy, conhecida como a princesa do gelo, por sua aparente frieza, já havia tido alguns relacionamentos amorosos desastrosos e não iria se arriscar justamente com alguém com o suposto passado de Jake.

 Só que o rapaz não desistiu de tentar passar um tempo com ela, por quem estava muito atraído, e como a atração era recíproca, Maddy acabou aceitando, mas estipulou algumas condições: ela não queria se envolver emocionalmente e pagaria pelo tempo dele! Como Jake se sentiria ao descobrir que Maddy achava que ele era um garoto de programa? Como Maddy ficaria ao saber que Jake era um bom rapaz (como todas as ações dele indicavam) e não o que ela pensava que ele era? A confusão das fichas no leilão traria algum problema para a reputação do protagonista? Será que a família Turner era mesmo sem sorte no amor? Para descobrir, só lendo.

livro, Slow-Hands, Leslie-Kelly, duologia, resenha, romance, capa, lento
Capa da edição da Harlequin
 Foi uma leitura rápida e agradável, embora diferente do que eu esperava; não o classificaria como um romance erótico, mas sim como um romance contemporâneo. Creio que algumas partes poderiam ser mais desenvolvidas se o livro fosse maior, por exemplo: gostaria de ter conhecido mais da família do protagonista. O livro não traz muito de novo, há diversas tramas que já vi em filmes de comédias românticas, por exemplo, o que não chega a ser ruim, pois a escrita da autora é boa, os personagens criados por ela são interessantes, e é uma leitura que nos cativa, pois queremos saber como se desenvolverá o romance dos protagonistas, como se desenrolará a questão do pai da Maddy com a madrasta e também se a irmão irá ou não se casar com um noivo tão diferente dela.

 Achei interessante a autora colocar a personagem feminina como fria e muito mais rica que o mocinho, já que em tantos livros do tipo é o personagem masculino que tem muito dinheiro e não quer saber de sentimentos, esse conflito não chegou a ser muito explorado mas foi ler ver uma história por esse lado.

 Enfim, o livro de Leslie Kelly uma história sobre voltar a acreditar no amor. Uma boa escolha para passar o tempo lendo um romance bem romântico e quente. Por hoje é só, espero que tenham gostado da resenha. Me contem: já conheciam o livro ou a autora? Qual tradução do título e qual capa gostaram mais: da Harlequim ou da HarperCollins? Logo trago para vocês a resenha do livro que conta a história do outro rapaz que teve a sua ficha trocada, aguardem!

 Detalhes (da edição da HarperCollins, que é a que se encontra para comprar): 224 páginas, ISBN-13: 9788539822409, Skoob. Onde comprar online: Saraiva, Submarino.

Encerro o post convidando vocês para participar dos sorteios que estão rolando no blog, são muitos livros legais (tem Diário de uma escrava, Mundos Paralelos" e muito mais), clique aqui.

Me acompanhe nas redes sociais:

9 comentários:

  1. Eu gosto de livros assim, não nego. Pode ser clichê, mas leio rapidinho e fico feliz, hahahahaha.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Amei, amo livros do gênero e sempre estou a procura de novas obras!
    Adorei a resenha, e fiquei mega curiosa, além de essa capa ser linda né!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Olá, gostei de a autora ter criado personagens de fogem um pouco do convencional. A história não faz meu gênero, mas como vc citou, é uma boa leitura para passar o tempo e para quem curte romances.Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oii Maria!
    Amei o seu post, porém não me encaixei nele, não conhecia a autora e os livros não fazem o meu gosto, talvez seja ótimos para aqueles que curtem de verdade. Infelizmente não irei anotar as dicas, mas parabéns pelo post.
    Abraços;**
    http://FebredeLivro

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha, e a forma que escreve.
    Mas esse livro não é pra mim. Não gosto do gênero. Não conhecia a autora e nem o livro, tenho amigos que iriam adorar a leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Já tem um tempo que li este livro e gostei. Foi uma leitura rápida, bom para um domingo de chuva. Não sabia que a Harper Collins tinha relançado o livro.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mari! O livro realmente parece clichê, mas também bem envolvente e olha que nem curto muito obras assim. Vou procurar mais coisas sobre a obra para ver se realmente me agradarei, mas até aqui, gostei bastante.

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?
    Cara, só pela capa e título já me fez revirar os olhos, rs.
    Não suporto livros hots assim, acho que sempre caem no clichê: Um deles é romântico, outro é rico e frio, e um muda pelo outro. Não tenho paciência pra narrativas assim, kk

    ResponderExcluir
  9. Oii, tudo bem?
    Menina, eu estou apaixonada nesse livro, eu ainda não tinha visto ele antes mas depois da sua resenha eu estou em love. Eu estou doida para poder conhecer os personagens e saber como a trama vai se desenvolver.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados