quinta-feira, 10 de agosto de 2017

RESENHA: Um Ano Inesquecível, de Paula Pimenta, Babi Dewet, Bruna Vieira, Thalita Rebouças

Olá Leitores (ras), como estão? Vamos de resenha mais uma vez!? Desta vez do livro de contos, Um Ano Inesquecível, que vou lhes confessar superou todas minhas expectativas. 



Título: Um Ano Inesquecível 
Autoras: Paula Pimenta, Babi Dewet, Bruna Vieira, Thalita Rebouças
Editora: Gutenberg 
Ano: 2015
Páginas: 400
Gênero: Ficção/ Infanto Juvenil/ Literatura Brasileira 

SINOPSE 
Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na adolescência. Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas… E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca deixarão de nos acompanhar.
Este é um livro sobre esses momentos doces e sensíveis que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!


Este foi um livro que eu queria ler já fazia algum tempo, e como este ano minha meta é fazer com que minhas leituras fossem de obras que já estavam paradas na minha estante a um longo período, acabei optando por incluir este de contos em especial. Principalmente porque já acompanho as autoras Bruna Vieira, e Babi Dewet, pelas redes sociais, mas nunca havia me deparado com suas escritas, achei que esta seria uma grande oportunidade. E posso dizer que não me arrependi em nenhum momento.


Neste livro iremos encontrar quatro contos que se passam em diferentes estações do ano, Verão, Inverno, Outono e Primavera, em que cada um, autoras diferentes os escreveu, dentre elas estão Paula Pimenta, Badi Dewet, Bruna Vieira, e Thalita Rebouças.
O primeiro conto foi escrito pela Paula Pimenta, com o título “Enquanto a Neve Cair”, e se refere á estação do inverno. No começo foi bem arrastado, a personagem Mabel e bem chata, exigente, e teimosa, e quando coloca uma coisa na cabeça faz aquilo que deseja não importa como, e por isto em vários momentos se meteu em furada. Porém a estória acaba tendo uma revira volta que me deixou bastante entusiasmada, e no final me arrancou lágrimas, pois me identifiquei com a personagem, pois passei por um momento bem parecido na minha adolescência. Esta estória de amor se trata daqueles que acontece naturalmente, e que te pega de surpresa, e isto foi tão empolgante.

“Ele pegou a minha mãe e, me amparando, começou a me guiar, para que esquiássemos bem devagar.
Ele só errou em uma coisinha... “Eu não havia gostado, e sim amado aquela lição.” (pag.98)


O segundo conto foi escrito pela Babi Dewet, com o título “O Som dos Sentimentos”, e se refere á estação do outono. Este me cativou desde ás primeiras páginas, pois se trata de uma garota chamada Anna Julia, que não gostava de música, e o achava desnecessário, no entanto um dia acaba se esbarrando em um garoto que vai mudar toda sua percepção a respeito do gosto musical. Sou uma pessoa viciada em música, e neste conto teve toda uma trilha sonora, e pude ir lendo e ouvindo as músicas. Teve momentos em que parecia que eu estava me descrevendo nesta estória, e acabei me apaixonando pelos personagens, e por todo o contexto em que estavam inseridos. Pretendo visitar os lugares citados pela autora, assim que tiver a oportunidade de ir a São Paulo. De todos os contos, este foi o que mais me envolveu, e me ganhou. Quero muito ler outras obras desta autora.

“Notou que tinha aprendido mais um dos grandes poderes mágicos da música: fazer você pensar que está dentro de uma história diferente, só sua, e ficar feliz com isso.” (pag.152)


O terceiro conto foi escrito pela Bruna Vieira, com o título “A Matemática das Flores", e se refere á estação da primavera. Quando comecei a ler esta estória, fiquei pensando se autora não estava se referindo a sua própria vida pessoal, já que a personagem Nina possui os cabelos cacheados, como a Bruna, e passa por um certo momento de aceitação, mas após isto se mostra super satisfeita com suas madeixas, como a própria se refere. Encontramos nesta estória de amor, uma verdadeira superação, já que Nina odeia matemática, porém e através desta dificuldade, que ira se deparar com o amor da sua vida. Acreditem se quiser também sempre tive dificuldades em aprender matemática, e entendia completamente a pressão psicológica que a personagem passava com os pais, para que pudesse aprender. Esta foi uma leitura bastante gratificante, e encantadora.

“E então eu soube que eu não precisava ser de uma família de bruxos ou estudar em Hogwarts para encontrar a magia. Bastava sentir algo muito especial por alguém.”  (pag.302)



O quarto e ultimo conto foi escrito pela Thalita Rebouças, com o título “Amor de Carnaval”, e se refere á estação do verão. Primeira pergunta quem já foi adolescente, e nunca teve uma paixonite no carnaval? (risos). Bom e exatamente isto que esta autora nos apresenta, uma paixão avassaladora, e a primeira vista no carnaval, mas que acontece naturalmente, mais tão naturalmente que e impossível acreditar que após tantas surpresas ainda possa ter um final feliz. Admito que de todos não esperava que esta seria uma estória cômica e divertida,  e em diversos instantes me vi dando boas risadas, e pedi aos céus amigas como as da personagem. Como já havia compartilhado com vocês anteriormente, este ano tive a oportunidade de conhecer a autora em Julho, e por isto ela autografou este livro. Espero ter a oportunidade de poder ganhar o autografo das outras autoras que escreveram esta obra.

“Inha nunca quis nada do que Tati enumerou. Considerada pelas amigas “magra de ruim”, ela era fã de comida. No seu perfil no Instagram, se definiu escrevendo: “Umas pessoas têm talento, outra têm um dom especial, algumas tem facilidade para aprender línguas. Eu tenho fome.” (pag.312)




No final desta leitura, me peguei perguntando por que não havia dado uma chance a este livro antes. De tão satisfeita e feliz que fiquei após topar com á ultima página. Claro, que indico esta leitura, não só para os adolescentes, mas também para os adultos que de alguma forma gostam de revirar alguns momentos da adolescência, ou apenas para se deparar com estórias de amor clichês, e divertidas.
Pretendo ler outros livros destas autoras, como já disse anteriormente. Por isto quem já leu algum livro escrito por elas, e a hora de me indicarem, por qual devo começar? Gostaram desta resenha, já leram esta obra, ou se interessaram pela leitura? Digam-me nos comentários, irei amar saber um pouco mais da opinião de vocês leitores. 

Esperam que tenham gostado, e por hoje e só.



Participem do TOP COMENTARISTA  de agosto para concorrer ao livro "Dois Mundos", clique aqui para deixar seu e-mail no formulário de inscrição.


                                                               Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:


6 comentários:

  1. Não me canso nunca de dizer que adoro contos.
    E esse livro chamou minha atenção por gostar do gênero, assim como também contar com uma fase tão importante e marcante na vida de quase todos: A adolescência! 💖
    Essa fase para mim foi super marcante. E guardo ótimas recordações.

    Além do livro me atrair em tudo,outro motivo que me faz ter mais vontade ainda de ler o ler,é o de conhecer a escrita das autoras.
    Só conheço alguns livros de Thalita Rebouças. E suas histórias sempre me divertem!

    Adorei a dica! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ultimamente os livros de gênero de contos tem me atraído bastante, principalmente estes relacionados com alguma fase da vida. Acredito que a adolescência tem sempre um lado positivo, eu por exemplo também tenho ótimas recordações. Espero que você goste da escrita das outras autoras tanto quanto eu. Beijos e abç.

      Excluir
  2. Lana!
    Muito bom poder apreciar 4 autoras nacionais em evidência e seus contos.
    Dá para ter uma noção da escrita das autoras, principalmente para mim que ainda não li nenhum livro de nenhuma delas.
    Sem contar que adoro livros de contos.
    Gostei demais da forma como resenhou, deu para ter uma noção do que cada conto traz.
    “Para cultivar a sabedoria, é preciso força interior. Sem crescimento interno, é difícil conquistar a autoconfiança e a coragem necessárias. Sem elas, nossa vida se complica. O impossível torna-se possível com a força de vontade.” (Dalai Lama)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  3. Nunca tive contato com nenhuma das quatro autoras e estou meio cansada de romances adolescentes. Acho que passei da idade kkkkkkk Mas sou curiosa quanto a escrita da Bruna, acredito que é bem gostosa de ser lida. Quando você se identifica com o personagem a coisa toda parece que flui melhor mesmo.
    Chamo atenção para alguns erros de português ao longo da resenha.

    https://notasmentaisparaumdiaqualquer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. A única autora desse livro que eu já os livros foi a Paula Pimenta. Mas eu não sou muito fã de contos, sei lá, simplesmente o tema não me atrai. Quem sabe um dia não dou uma chance pra esse livro? Mas me pareceu ser um livro muito bom.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Eu já tinha visto esse livro, porém não me interessei muito, mas depois da sua resenha vou coloca-lo na minha lista, gosto de clichês adolescentes, me fazem lembrar de quando estava no Colégio.
    Eu ja li da Paula Pimenta o livro princesa das águas e Cinderela pop e indico, são mto bons e da Babi eu li sonata em punk rock e indico tbm! Infelizmente nunca li nada da Thalita e nem da Bruna,mas pretendo

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados