RESENHA: Boa Noite, de Pam Gonçalves

Olá Leitores (as), como estão? Venho trazer para você mais uma resenha, desta vez de um livro bastante especial. Estou me referindo ao título “Boa Noite” da autora Pam Gonçalves, booktuber do canal do YouTube Tv Garota It.

Foto: Skoob
Título: Boa Noite
Autora: Pam Gonçalves
Editora: Galera
Ano: 2016
Páginas: 240
Gênero: Romance / Literatura Brasileira / Jovem Adulto

SINOPSE

Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números - a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa. (Skoob) 

Quando me inseri no mundo literário no ano de 2013, uma das primeiras blogueiras que comecei a seguir foi a Pam, por isto quando soube que ela publicaria um livro, fiquei bastante empolgada. Porém foi apenas neste ano que tive a oportunidade de ler esta obra e posso dizer com toda certeza que realizei uma leitura bastante positiva. Venham conhecer melhor esta estória!


A dor de cabeça não está fácil e muito menos a ressaca moral! (pag.48)



Este livro conta a estória da personagem Alina, uma jovem adulta, de 18 anos, que possui vários estereótipos, da típica garota nerd, boa aluna, ótima filha, uma grande amiga e um tanto quanto ingênua. Quando ela passa no vestibular de ciências da computação, precisa sair da casa dos pais, e se muda para a capital, onde vai morar em uma republica conhecida como “República das Loucuras”, pelo qual acaba conhecendo Manu, Gustavo, Bernardo e Talita. Ao se deparar com esta nova rotina, percebe que esta e uma boa oportunidade para ser uma nova pessoa, que possui uma vida social agitada, podendo fazer novas amizades, e se envolver em um relacionamento amoroso. Através deste meio universitário, a autora vem tratar de vários assuntos sérios, dentre eles estão: Abuso sexual, machismo, estereótipos, preconceitos, uso de drogas ilícitas, entre outros. 

_Não trago qualquer coisa pessoa aqui_ Arthur responde. _ É um lugar querido por mim, não quero estragar. É, tipo, quando você gosta muito de uma música. Não quer ouvir com qualquer um, não é? (pag. 93)



A primeira frase deste livro já me cativou onde a autora diz: “Este livro é para todas as meninas, garotas e mulheres. Não deixem que digam que não são capazes, vocês podem ser o que e quem quiserem.” Neste momento já me senti inserida na estória, já consegui me identificar, já que todas nós mulheres, meninas, garotas, temos de possuir esta liberdade de expressão, e de opção, de poder escolher quem queremos ser.
Mesmo que eu não tenha vivenciando nada parecido com o que está personagem passou, ainda assim torci para que ela alcançasse seus objetivos, e que pudesse mudar a visão da sociedade diante de tantos preconceitos, e julgamentos diante a escolha do curso, ou pela roupa que usamos muitos menos com quem nos envolvemos ou nos relacionamos. Isto nunca nos definiu, e nunca nos definirá. E apesar de Alina no começo do livro se mostrar tão inocente, ainda sim, ela foi inteligente o bastante para conseguir mudar esta realidade, e em cada empecilho, ou barreira acabasse se tornando mais madura. No final me deparei com uma personagem feminina experiente, forte, decidida, cheia de vida, e expectativas para se obter um futuro melhor.

 _Por favor, se cuida. Eu sei como é essa fase. Já fiz faculdade._ Ela sorri com cumplicidade._ Mas tome cuidado. Nem sempre o que parece divertido é o mais inteligente. Você é uma mulher agora e toma as próprias decisões, mas quando precisar de um conselho ou desabafar é só me ligar. (pag. 176)


Bom, gostei muito da narrativa da autora, e a meu ver soube desenvolver esta trama de maneira fácil, rápida, e envolvente. No entanto neste enredo tudo aconteceu rápido de mais. Pois o livro possui apenas 240 páginas, para tantos assuntos abordados, que poderiam ter sido melhor aprofundados. Quando terminei a leitura fiquei com aquele gostinho de quero mais, para que houvesse uma continuação, já que alguns pontos ficaram em aberto, e que poderiam ter tido um desfecho melhor. Por este motivo avaliei o livro com apenas quatro estrelas. Esta obra é narrado em primeira pessoa pela perspectiva de Alina, onde conhecemos melhor sua estória de vida. Os personagens secundários deixaram esta leitura ainda mais divertida, e agradável, me deixando curiosa para saber mais sobre cada um deles, e seu passado, e posso dizer que todos mereciam um livro só sobre eles (risos). Amo quando os personagens secundários são bem construídos!  

Ao contrário do que somos educadas a pensar, as outras mulheres não são nossas inimigas, mas sim nossas irmãs. Um time. O exército que precisamos proteger. Se não protegermos e cuidarmos umas das outras, não serão os homes que farão por nós.
Juntas somos muito mais fortes. (pag.228)


Ou seja, gostei desta obra, até mais do que esperava, mas aguardava me surpreender durante a leitura, e isto não aconteceu, muito pelo contrário, foi até muito previsível. Para quem esta nesta fase de prestar vestibular, e se inserir na instituição faculdade/ universidade, acredito que esse é um livro muito indicado a vocês. Entretanto, para você que não está passando por esta nova fase, posso dizer com toda certeza que este livro é para você também, já que possui uma estória agradável, divertida, e envolvente.
Mas, e vocês já tiveram oportunidade de ler este livro, ou se interessaram por esta leitura? Deixe nos comentários a opinião de vocês, é sempre muito importante e bem vinda. 

Espero que tenham gostado, e por hoje é só.

Até o próximo post


Me acompanhe nas redes sociais:

9 comentários

  1. Oi, Lana!
    Eu gostei do livro, mas senti que ela pecou em alguns detalhes, fazendo com o que final ficasse corrido.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
  2. Ola!!
    Não conheçia a autora do livro, mas gostei muito da premissa do livro, que pena que o livro tem poucas paginas, o assunto abordado poderia render mais paginas, gostei da resenha e gostaria de ler o livro e saber mais sobre a Alina e a sua fase Universitária!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari,
    Não conhecia nem a autora nem o livro Boa Noite.
    Como você mesma escreveu, também acho que 240 páginas são poucas para a diversidade de assuntos abordados (abuso sexual, machismo, preconceitos, drogas, etc.). Com tantos temas a serem desenvolvidos, concordo que você tenha ficado com um gosto de quero mais.
    Mais uma excelente resenha.
    Obrigada.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lana!
    Ainda não li esse livro é até que achei bem interessante a premissa da estória e tudo mais.. Mas infelizmente não fique tão empolgada em ler esse livro, pois acho que esse livro não me despertou tanta curiosidade assim.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  5. Sou uma fã assumida do trabalho da Pam, e realmente estou louca para poder ler o livros dela, que ainda não tive a oportunidade e ao ler tua resenha fiquei ainda mais curiosa, pois parece ser uma historia bem motivadora. Bacana ver as ressalvas que fez sobre a historia. Espero gostar assim como você!

    ResponderExcluir
  6. Lana,já li muitos comentários sobre o livro. Mas não li!
    Assuntos que de alguma forma alertam as mulheres e que digam que são capazes através de personagens são sempre importantes.

    A Alina estará em um meio predominantemente masculino,e terá que lidar com uma realidade totalmente diferente do que estava habituada.
    Enfim,é um livro que deve ser lido por todas nós.
    Independente da idade.

    Bem,espero ainda poder ler! 😊

    Boa dica!

    ResponderExcluir
  7. Lana!
    O livro aborda assuntos bem polêmicos e que acredito devem mesmo ser discutidos se abordados de forma correta.
    Não é fácil lidar com abuso, estupro, preconceito em pleno século XXI, é totalmente absurdo.
    E fico feliz em ver que a protagonista, mesmo sendo inocente, consegue se desvencilhar dos perigos.
    “O primeiro passo para a cura é saber qual é a doença.” (Provérbio Latino)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Tudo bem?
    Que livro polémico!
    Fico pensando como pode um ser humano fazer isso com outro ser humano? Em pleno século 21! O mundo está tão avançando e ao mesmo tempo retrocedendo!
    Adorei muito a premissa do livro e não conhecia essa Youtuber. Vou procurar saber mais dela.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Quando entrei nesse universo literário também acompanhei bastante a Pam pelo canal do YouTube, aliás, sempre amei as indicações dela. Fiquei um tempo afastada e acabei perdendo esse momento de publicação do seu livro. Agora fiquei interessada pela obra, já que a mocinha parece estar passando por um momento bem delicado e diferente da vida. Quero saber o que mais irá ocorrer.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo