Resenha: conto "O mistério de Marie Rogêt" e poema "Sonhos", Edgar Allan Poe #12mesesdepoe

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje venho trazer meus comentários sobre os textos lidos em setembro no desafio literário 12 meses de Poe. O conto do mês foi "O mistério de Marie Rogêt", uma espécie de continuação do conto "Os assassinatos na Rua Morgue" (lido em julho), pois tem como personagens o narrador sem nome e o seu amigo, o detetive Dupin, e se passa algum tempo depois do caso acontecido na Rua Morgue, quando Dupin e o narrador são convidados a investigar a morte de uma jovem chamada Marie Rogêt.

Conto, O-mistério-de-Marie-Rogêt, Edgar-Allan-Poe, darkside, ilustração

 Marie era uma moça muito bonita, que trabalhava numa perfumaria, mas certo dia não apareceu no trabalho. Dias depois, um corpo foi achado num rio, e poderia ser o corpo de Marie. O que teria acontecido com a jovem? Quem teria cometido tal ato de crueldade com ela e por qual motivo? É o que Dupin descobrirá.

 O conto, lido na edição de "Medo Clássico" da Darkside, tem cerca de cinquenta páginas. É um conto longo, mas foi para mim uma leitura surpreendentemente fluida, talvez por eu já conhecer alguns personagens. Também por já conhecer o detetive, nem me atrevi a tentar desvendar o mistério, pois as deduções de Dupin, feitas a partir do que ele encontrou nos jornais da época sobre o caso, são surpreendentes.

 "Está a sós com a morta. Ele treme, está desconcertado. Ainda assim, precisa se desfazer do cadáver." (página 198)

 Pelo que entendi, o autor Edgar Allan Poe se baseou num caso real para criar a trama do conto, e eu não gostei muito do desfecho, pois acredito que ele poderia ter sido mais fechado, mais conclusivo.

 Sobre o poema "Sonhos", com quatro estrofes, é basicamente um poema sobre sonhos, e isso é tudo o que o meu cérebro preso num corpo que sofre com um resfriado é capaz de dizer sobre ele, desculpem.

 Por serem de domínio público, tanto o conto quanto o poema podem ser lidos gratuitamente em e-book no arquivo que contem os textos do desafio. Eu li no formato impresso, no livro "Edgar Allan Poe: medo clássico" publicado pela Editora Darkside. Já gravei um vídeo mostrando alguns detalhes da edição do livro, que tem capa dura e muitas ilustrações, para quem não viu ou quiser rever, é só apertar o play:

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já conheciam o conto ou o poema? Para conferir mais posts e resenhas sobre o desafio, clique em #12mesesdepoe.

Até o próximo post!
Me acompanhe nas redes sociais:
14 comentários via Blogger
comentários via Facebook

14 comentários

  1. Ola!!Que conto comprido, achei interessante o autor se basear e um caso real para criar o conto, fiquei curiosa em saber oque realmente acontece com a Marie, uma pena que vc não gostou do desfecho do conto. Também não conhecia o Poema, Melhoras pra ti!!

    ResponderExcluir
  2. Sempre tive curiosidade para ler sobre o autor e ainda não tive oportunidade. É a primeira resenha que leio e achei muito interessante a proposta do conto. Creio que seria uma leitura bem diferente das que tenho hábito.

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari
    Já tinha ouvido falar do autor mas não nunca li nada dele.
    Achei legal o autor ter se baseado em um fato real para escrever o conto. Pena que você não gostou do desfecho.
    A capa e a diagramação do livro são muito bonitos.
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  4. Gosto de contos,mas ainda não o conhecia.
    É um pouco extenso,mas se a leitura é bastante fluída,a leitura é bem rápida!

    Tento sempre desvendar os mistérios ,mas nunca consigo.
    Confesso que prefiro quando é assim. 😉

    Boa dica!
    Vou ler no arquivo. 😊

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mari!!
    Gostei muito de desse desafio literário 12 meses de Poe!! Adoro contos é sem dúvida essa edição está linda demais!! E fiquei bem curiosa para conhecer mais sobre esses contos do Poe!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  6. Que livro mais lindo! Quero tanto esse exemplar ❤ mal vejo a hora de poder conferir eu msm essa lindeza toda e as obras do meu autor queridinho. Sobre não ter gostado do desfecho é normal né? É um conto, sempre fica uma coisa de fora.. rs.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  7. Oi! Tudo bem?
    Não posso negar que a Darkside sempre arrasa em suas edições. Esse livro é lindo!
    Bom, não sou de ler muitos contos, mas compraria o livro só pela edição kkkk
    Amei demais ♥

    ResponderExcluir
  8. Adoro coisas que falem de sonhos. Acho que sempre é fantástico! E essa edição está maravilhosa!

    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Você acredita que eu ainda não li nada específico de Poe? É um pecado, não é? (rsrsrs) Eu tenho em casa H.P. Lovecraft, um livrão com vários contos e outros autores de terror, como o King. Mas, confesso que estou devendo a mim mesma um conto de Poe! Quem sabe se não é desta vez? Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
  10. Poe é um ícone, isso é uma certeza. Gostei do que você, principalmente sobre o autor ter se baseado em um acontecimento real. Aliás, a Darkside é minha queridinha quando o assunto é Design. Acho incrível o trabalho deles com todos os detalhes, marketing e por fim a divulgação.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Fiquei muito curiosa para ler o conto, porque a morte da personagem me deixou intrigada. E mais ainda pelo fato da história ter sido baseada num fato real. Sou fã de mistério e suspense!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Mari.

    Eu também li este conto para o desafio, mas a sua leitura foi em um livro maravilhoso. Estou louca para adquirir esse exemplar da Darkside. Eu gostei mais deste do que o conto de Julho. O conto "Os assassinatos na Rua Morgue".

    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Ooi Mari!
    Nunca oi nada do Poe, e confesso que não tenho muuuita vontade. Tenho curiosidade, mas não tanta a ponto de passar na frente na minha imensa meta de leitura. Hahaha
    Entretanto, essa edição... NOSSA! Que maravilhosa!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo