quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Sugestões de livros para o Dia das Crianças

 Olá pessoal, tudo bem? O Dia das Crianças está chegando! Pensando nisso, vasculhei na minha estante e escolhi, entre os livros lidos, algumas sugestões de obras que são boas opções de presente para leitores mais jovens, crianças e adolescentes.


Extraordinário, R. J. Palacio, Editora Intrínseca
Extraordinário é aquele tipo de livro que toda pessoa deve ler, e que certamente encantará leitores de qualquer idade. Com uma linguagem de fácil compreensão, narra a história de um menino diferente, que precisa se adaptar em uma nova escola e vencer preconceitos.

Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.
Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.


Harry Potter e a Pedra Filosofal, J.K. Rowling, Editora Rocco
A história do garoto órfão que descobre ser um bruxo e vai para um colégio onde vive grandes aventuras é um grande sucesso faz tempo, e ainda continua conquistando novos leitores, por ser uma leitura muito cativante.

Sinopse: Harry Potter é um garoto comum que vive num armário debaixo da escada da casa de seus tios. Sua vida muda quando ele é resgatado por uma coruja e levado para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Lá ele descobre tudo sobre a misteriosa morte de seus pais, aprende a jogar quadribol e enfrente, num duelo, o cruel Voldemort.Com inteligência e criatividade, J. K. Rowling criou um clássico de nossos tempos. Uma obra que reúne fantasia e suspense num universo original atraente para crianças, adolescentes e adultos.




A Evolução de Calpúrnia Tate, Jacqueline Kelly, Editora Única
A Evolução de Calpúrnia Tate se tornou um dos meus livros favoritos por trazer uma protagonista curiosa (assim como tantas outras crianças) e mostrar como essa curiosidade aproximou-a de seu avô, Da mesma forma que Extraordinário, é um daqueles livros que tem potencial para agradar qualquer leitor, especialmente os que se interessam pela natureza.

Sinopse: Calpúrnia Virginia Tate tem 11 anos em 1899, quando pergunta o porquê de os gafanhotos amarelos em seu quintal serem tão maiores do que os verdes... Com uma pequena ajuda de seu notoriamente mal-humorado avô, um ávido naturalista, ela descobre que os gafanhotos verdes são mais fáceis de ser vistos contra a grama amarela e, por isso, são mortos antes que possam ficar maiores. Por gostar de explorar a natureza ao seu redor, Callie acaba criando um relacionamento próximo com seu avô enquanto enfrenta os desafios de viver com seis irmãos e se depara com as dificuldades de ser uma garota na virada do século. Em seu livro de estreia, Jacqueline Kelly habilmente traz Callie e sua família para a vida, capturando o crescimento de uma jovem com sensibilidade e humor.


Diário de Um Banana, Patrick Jeffrey, V&R Editoras
Diário de Um Banana foi o 1° livro que li quando decidi readquirir o hábito de leitura, é o 1° de uma série muito famosa entre crianças e adolescentes, misturando quadrinhos com diário.

Sinopse: Não é fácil ser criança. E ninguém sabe disso melhor do que Greg Heffley, que se vê mergulhado no ensino fundamental, onde fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos que são mais altos, mais malvados e já se barbeiam.
Em Diário de um Banana, o autor e ilustrados Jeff Kinney nos apresenta um herói improvável.


Cisne, Eleonor Hertzog, Mundo Uno Editora
Cisne tem um número grande de páginas, que pode manter os jovens leitores ocupados por um bom tempo, além de vários personagens que também são crianças/adolescentes e de uma trama inteligente e divertida.

Sinopse: Unificada e em paz, a Terra se dedicou à ciência e à exploração espacial, descobrindo Tarilian, um planeta habitado inesperadamente próximo. As relações entre os dois mundos iniciaram corteses, mas rapidamente uma rivalidade inútil se estabeleceu, minando a amizade entre terráqueos e tarilianos. Um infeliz incidente diplomático piorou ainda mais as relações interplanetárias; a solução para o impasse se encontra no Cisne, um veleiro movido a energia solar que é um dos mais avançados biolabs flutuantes do planeta. O Cisne é também o lar da família Melbourne: os pais, Doris e Henry, são os biólogos marinhos responsáveis pelo barco; os filhos são sua irriquieta tripulação.
Sem saber que fazem parte de uma geração que decidirá o futuro do mundo inteiro, agora os jovens Melbourne precisarão dar o melhor de si para melhorar as relações entre Terra e Tarilian.


Crimbfuor, Mike Ross, Editora Giostri
Crimbfuor não está na lista só por ser meu livro preferido, mas também por ser uma ótima indicação para quem procura por aventuras com um toque de suspense.

Sinopse: Quando Peter Wine volta para casa sem memória, após ter entrado na Mansão Crimbfuor, James Tombbey começa a suspeitar que talvez a casa em frente a sua seja realmente perigosa. Conversas com Serafina, uma vizinha que sabe mais do que demonstra, e mensagens de uma ruiva misteriosa corroboram para deixá-lo ainda mais intrigado. Mas, somente quando a mãe de James é atingida, o garoto se vê forçado a invadir a mansão em busca de algo que ele mesmo não sabe o que é. Juntamente com sua amiga, Judith, e o menino, Ted, James descobre que o portal para um mundo fantástico o espera dentro daquelas paredes. Novas identidades, aventuras, desafios e perigos é o que encontrarão em Atrithar.


 Bom, essas são minhas indicações. Procurei escolher livros que tenham uma linguagem fácil de ser compreendida e com histórias interessantes. A maioria não é exatamente infanto-juvenil, mas são também boas opções para que pais, irmãos ou qualquer pessoa que conviva com crianças, possa ler com e para elas. É muito importante cultivar o hábito da leitura. Mesmo que você ache que uma criança não gosta de ler, dê a ela a oportunidade de experimentar, com um livro que tenha potencial para agradá-la.

 Há muitos outros livros destinados ao público infantil/adolescente, eu não poderia deixar de citar, por exemplo, Monteiro Lobato e seu Sítio do Pica-pau Amarelo, mas preferi colocar no post apenas os que eu já tenha resenhado no blog (para conferir as resenhas, é só clicar nos títulos).

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado do post. Me contem: vocês convivem com alguma criança ou adolescente, eles gostam de ler, já deram algum livro para eles? Quais livros vocês indicariam?


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Caixa de Correio: livros de agosto

 Olá pessoal, tudo bem? Demorei um pouquinho, mas vim mostrar os livros que recebi em agosto. Foram 10 livros:

- Que Fim Levou Juliana Klein?, Marcos Peres, Editora Record, ano: 2015, páginas: 352, Skoob

Que Fim Levou Juliana Klein?, Marcos Peres, Editora Record
Sinopse: A morte de uma professora de filosofia revela a rivalidade – a princípio, filosófica – entre duas famílias proeminentes nas duas principais universidades do Paraná. A história é narrada por um psicólogo que conversa com uma misteriosa paciente, alocada no quarto 206 de uma clínica psiquiátrica. Seria possível que o assassinato tivesse como causa desavenças acadêmicas entre os Koch e os Klein, ambos clãs que migraram da Alemanha para o Sul do Brasil? Ou teria algo a ver com um segredo enterrado no passado? Em meio a discussões sobre Nietzsche e Santo Agostinho, somos conduzidos pelos meandros desse mistério por um dos escritores mais promissores da nova geração.


 Recebi da parceria com a editora, já li e em breve vou resenhar no blog. Gostei mais do que esperava, uma trama com famílias rivais, que encontravam na Filosofia mais uma forma de divergência, e com um policial tentando desvendar os crimes que cercam as duas famílias.

- Missão Pré-Sal 2025, Vivianne Geber, Editora Record, ano: 2015, páginas: 252, Skoobresenha

Missão Pré-Sal 2025, Vivianne Geber, Editora Record
Sinopse: Londres, segunda década do século XXI. Rodolfo Ruppel, oficial da Marinha brasileira, é enviado à capital britânica numa missão secreta, sob o pretexto de participar de evento de uma empresa especializada em defesa naval. Viaja com a esposa, Carla, e pretende aproveitar a oportunidade para tentar reinventar o casamento já desgastado. Pouco lhe é informado acerca da missão, mas sabe que terá de recapturar informações roubadas sobre o ambicioso Projeto Pré-Sal 2025, grande conquista tecnológica da Marinha brasileira: um submarino híbrido, semidiesel, seminuclear – a arma capaz de alçar o país à elite militar mundial –, cujo principal objetivo era a defesa do pré-sal brasileiro. As instruções, criptografadas em Os girassóis, de Vincent Van Gogh, envolvem Ruppel em uma rede de alianças e traições, trama intrincada em que conhece a misteriosa e sedutora engenheira naval Victoria Borges, que o conduzirá a um mundo de prazer e perigo até então desconhecido. Vivianne Geber é militar há 17 anos, prestando assessoria jurídica à Marinha do Brasil. Em Missão pré-sal 2025, a autora utiliza seu conhecimento profissional para trabalhar com grande habilidade questões factuais na envolvente trama de espionagem.

 Também da parceria com o Grupo Editorial Record, Missão Pré-Sal 2025 fala sobre espionagem e as Marinha Brasileira, já tem resenha no blog, para conferir é só clicar aqui.

- Incrível, Sara Benincasa, Editora Única, ano: 2015, páginas: 256,Skoobresenha

 Incrível, Sara Benincasa, Editora Única
Sinopse: Eram olhos repletos de esperança — esperança irracional, espantosa e, às vezes, até irritante. Esperança de que, de alguma forma, tudo daria certo, mesmo quando estava claro que seu sonho lhe escapava como areia por entre os dedos de uma criança. Naomi Rye simplesmente odeia quando chega o verão e ela é obrigada a ficar com sua mãe socialite em East Hampton. Afinal, ela definitivamente não pertence àquele mundo de glamour e adolescentes mimados. No entanto, tudo pode ser diferente neste verão, pois a casa vizinha foi alugada pela linda e misteriosa Jacinta Trimalchio, que sabe como impressionar com suas festas suntuosas e selvagens e, claro, seu badalado blog Incrivel.com. Jacinta tem as próprias razões para se aproximar de Naomi: Delilah Fairweather. O envolvimento dessas garotas poderá culminar em grandes tragédias, e o mundo de riqueza e esbanjação cuidadosamente construído por aqueles jovens ricos poderá cair em pedaços. Naomi agora precisa decidir se está disposta a ser puxada por essa vida que por tantos anos rejeitou, ou se enfim cederá aos encantos da misteriosa e fascinante vizinha. Inspirada no clássico O grande Gatsby, Sara Benincasa traz todo drama, glamour e romance com um toque moderno (e escandaloso)!

 Incrível chegou da parceria com a Única Editora, eu já li e é um livro realmente incrível, uma leitura cativante, recomendo. Para conferir a resenha, é só clicar aqui.

Os Homens que Não Amavam as Mulheres, Stieg Larsson, Editora Companhia das Letras, ano: 2015,  páginas: 528, Skoobresenha

 Os Homens que Não Amavam as Mulheres, Stieg Larsson, Editora Companhia das Letras,
Sinopse: Vem da Suécia um dos maiores êxitos no gênero de mistério dos últimos anos: a trilogia Millennium - da qual este romance, Os homens que não amavam as mulheres, é o primeiro volume. Seu autor, Stieg Larsson, jornalista e ativista político muito respeitado na Suécia, morreu subitamente em 2004, aos cinqüenta anos, vítima de enfarte, e não pôde desfrutar do sucesso estrondoso de sua obra. Seus livros não só alcançaram o topo das vendas nos países em que foram lançados (além da própria Suécia, onde uma em cada quatro pessoas leu pelo menos um exemplar da série, a Alemanha, a Noruega, a Itália, a Dinamarca, a França, a Espanha, a Itália, a Espanha e a Inglaterra), como receberam críticas entusiasmadas. O motivo do sucesso reside em vários fronts. Um deles é a forma original com que Larsson engendra a trama, fazendo-a percorrer variados aspectos da vida contemporânea, da ciranda financeira feita de corrupção à invasão de privacidade, da violência sexual contra as mulheres aos movimentos neofascistas e ao abuso de poder de uma maneira geral. Outro é a criação de personagens extremamente bem construídos e originais, como a jovem e genial hacker Lisbeth Salander, magérrima, com o corpo repleto de piercings e tatuagens e comportamento que beira a delinqüência. O terceiro é a maestria em conduzir a narrativa, repleta de suspense da primeira à última página. Os homens que não amavam as mulheres é um enigma a portas fechadas - passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada - o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou. Quase quarenta anos depois, o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerström, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millennium. Henrik lhe oferece proteção para a Millennium e provas contra Wennerström, se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem-vindas pela família Vanger, e que muitos querem vê-lo pelas costas. De preferência, morto. Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados - de preferência, os mais sórdidos -, ele logo percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet. E segue até muito depois.... até um momento presente, desconfortavelmente presente.

 Eu recebi Os Homens que Não Amavam as Mulheres da Editora Companhia das Letras, finalmente pude comprovar o motivo de ser um livro tão famoso, recomendo! Para conferir a resenha, é só clicar aqui.

O Teste, Joelle Charbonneau, Única Editora, ano: 2014, páginas: 320, Skoobresenha

O Teste, Joelle Charbonneau, Única Editora
Sinopse: No dia de formatura de Malencia ‘Cia’ Vale e dos jovens da Colônia Cinco Lagos, tudo o que ela consegue imaginar – e esperar – é ser escolhida para O Teste, um programa elaborado pela Comunidade das Nações Unificadas, que seleciona os melhores e mais brilhantes recém-formados para que se tornem líderes na demorada reconstrução do mundo pós-guerra. Ela sabe que é um caminho árduo, mas existe pouca informação a respeito dessa seleção. Então, ela é finalmente escolhida e seu pai, que também havia participado da seleção, se mostra preocupado. Desconfiada de seu futuro, ela corajosamente segue para longe dos amigos e da família, talvez para sempre. O perigo e o terror a aguardam.Será que uma jovem é capaz de enfrentar um governo que a escolheu para se defender?

 Peguei O Teste emprestado, leio poucas distopias, mais fiquei fascinada com a trama e o estilo de narração do livro, recomendo!  Para conferir a resenha, clique aqui.

- Desejo & Honra, Tatiane Durães, Editora Deuses, ano: 2015, páginas: 152, Skoobresenha

Desejo & Honra, Tatiane Durães, Editora Deuses
Sinopse: 1890. O Brasil passava por sérias mudanças. Os escravos foram alforriados, porém, apenas no papel. Os italianos começaram a chegar em busca de uma vida melhor. A corrida pelo ouro terminara há muito tempo e o café com leite era o que sustentava a economia do país.
Em Minas Gerais, uma única família ainda mantinha a atividade do minério, a família Leon, eles continuavam sendo abençoados, encontrando ouro em suas terras.
O Conde de Leon, filho do monarca Duque de Leon, que, devido a idade, não conduzia mais os negócios. Conde que, apesar de bondoso, carregava no peito a enorme dor da perda. Sua esposa Cassandra falecera ainda muito jovem, e desde então ele nunca mais ficara atraído por nenhuma mulher, até aquele dia, 31 de outubro, quando uma jovem de cabelos negros e pele extremamente branca chegou em sua casa para ajudar na cozinha. Uma jovem bonita, delicada e inteligente.
Assim, o Conde de Leon, finalmente percebeu que poderia se libertar do fantasma de sua falecida e amada Cassandra. Entretanto, a jovem carregava consigo um segredo: Linda, porém fatal.

 Recebi Desejo & Honra pelo book tour organizado pela autora; é um romance de época que se passa no Brasil, confira a resenha clicando aqui.

- Para Sir Phillip, Com Amor, Julia Quinn, Editora Arqueiro, ano: 2015, páginas: 288, Skoob

 Para Sir Phillip, Com Amor, Julia Quinn, Editora Arqueiro
Sinopse: Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante.
Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder.
Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina.
Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.

 Para Sir Phillip, Com Amor também foi um empréstimo, mais um romance de época da série Os Bridgertons; já li e em breve resenharei. Até agora, foi um dos meus preferidos da série, recomendo!

A rainha vermelha, Victoria Aveyard, Editora Seguinte, ano: 2015, páginas: 424, Skoob

A rainha vermelha, Victoria Aveyard, Editora Seguinte
Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.

 Recebi A rainha vermelha da Editora Seguinte, já vi comentários super positivos sobre o livro, que será uma das minhas próximas leituras.

Como ser feliz  (Ou, no Mínimo, Menos Triste), Lee Crutchley, Editora Paralela, ano: 2015, páginas: 160, Skoob

Como ser feliz  (Ou, no Mínimo, Menos Triste), Lee Crutchley, Editora Paralela
Sinopse: Com perguntas divertidas e instruções surpreendentes, Como ser feliz (ou, no mínimo, menos triste) ajuda os leitores a verem a vida com novos olhos e redescobrir os prazeres simples que trazem alegria.












 Recebido da Editora Paralela, Como ser feliz  (Ou, no Mínimo, Menos Triste) é o meu primeiro livro interativo! Estou super animada para realizar as atividades e mostrar para vocês.

- Filha da Floresta, Juliet Marillier, Editora Butterfly, ano: 2012, páginas: 608, Skoob

Filha da Floresta, Juliet Marillier, Editora Butterfly
Sinope: O domínio de Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e criaturas encantadas, além dos sábios druidas, que deslizam pelos bosques vestidos com seus longos mantos...
Passada no crepúsculo celta da velha Irlanda, quando o mito era lei e a magia uma força da natureza, esta é a história de Sorcha, a sétima filha de um sétimo filho, o soturno Lorde Colum, e dos seus seis amados irmãos, vítimas de uma terrível maldição que somente Sorcha é capaz de quebrar. Em sua difícil tarefa, imposta pelos Seres da Floresta, a jovem se vê dividida entre o dever, que significa a quebra do encantamento que aprisiona seus irmãos, e um amor cada vez mais forte, e proibido, pelo guerreiro que lhe prometeu proteção.

 Filha da Floresta chegou da parceria com a Editora Butterfly, já vi comentários super favoráveis ao livro, de forma que estou bem animada para lê-lo.

 Esses foram os livros recebidos em agosto, quais vocês já conheciam, já leram ou querem ler? O post ficou um pouco diferente das Caixas de Correio anteriores, coloquei as imagens menores e ao lado da sinopse; vocês preferem assim ou com as fotos dos livros grandes?


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Resenha: livro "Kitty", Elle S.

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é Kitty, escrito pela Elle S. e publicado pela Editora Arwen em 2014.

Resenha, livro, Kitty, Elle S.

 O livro é narrado em primeira pessoa por Kitty, uma gatinha que vive nas ruas de São Paulo. Ela não era uma gata comum, aliás, nem sempre Kitty foi uma gata: há mais de 400 anos, ela era uma humana, mas foi amaldiçoada, ficando aprisionada no corpo de uma felina. Kitty só voltava a sua forma humana caso as palavras mágicas fossem ditas, e por um curto período de tempo.

 Kitty vivia solitária pelas ruas da cidade, até que, certa noite, um bêbado a encontrou no beco onde ela se escondia. Ele levou-a para casa, onde Kitty descobriu que seu nome era Eduardo e que ele estava sofrendo por ter terminado um relacionamento amoroso. A gatinha decidiu passar a noite lá, e essa foi a primeira de várias noites em que Kitty esteve na casa de Eduardo, mas a medida em que o tempo ia passando, eles iam se afeiçoando um ao outro, colocando o grande segredo de Kitty em perigo. Eduardo amava a gatinha, e estava se apaixonando pela misteriosa mulher que aparecia de vez em quando. Kitty encontrou o amor em Eduardo, mas como se livrar de sua maldição? Como ele reagiria ao saber quem ela realmente era?

 "— Mas eu quero conhecê-la melhor. Quero saber quem ela é, o que ela faz, de onde veio... — os dedos dele se suavizaram e a ponta de seu indicador deslizou pelo meu rosto, tocando meus bigodes, fazendo
cócegas de novo. — Saber se ela gosta de gatos.
 Oh, Eduardo. Ela adorava gatos. Ela até mesmo era uma gata nas horas vagas. Na verdade, sua amada era uma gata na maior parte do tempo."

 Para alcançar o final feliz, os protagonistas ainda teriam que enfrentar muita maldade, mas contariam com a ajuda de Arthur (melhor amigo do Eduardo, foi um dos personagens que mais gostei) e de Marvin, um gato que está em uma situação parecida com a de Kitty.

 Eu já havia lido várias resenhas sobre Kitty, e mesmo assim me surpreendi muito com a história. Eu gostei bastante do livro e recomendo. A trama é original, única, é uma leitura fluida, cheia de partes engraçadas e, claro, um bom romance. A autora optou por não esclarecer logo de cara os detalhes sobre a maldição e o passado da gata e o relacionamento amoroso anterior de Eduardo, e eu esperava ansiosamente por essas revelações. Em um determinado momento, a autora me deixou com o coração apertado, achando que as coisas não iam terminar como eu queria, felizmente, ainda haviam mais alguns capítulos para que o final fosse lindo.

Resenha, livro, Kitty, Elle S, Arwen, e-book

 Eu li o livro em e-book, mas mesmo no e-book, foi possível perceber o capricho da editora com os detalhes (tem o desenho de uma patinha onde fica o número da página e de um gatinho no início de cada capítulo) e a diagramação, a capa é simplesmente linda!

 Enfim, Kitty é uma boa indicação para quem procura: romance, fantasia, histórias originais e bem humoradas, com gatos e/ou que se passem no Brasil.

 Detalhes: 295 páginas, ISBN-13: 9788568255018, página no Facebookcompre online na loja da editora (tem também uma versão com capa dura).

 Por hoje é só; espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já leu Kitty?


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

sábado, 26 de setembro de 2015

Resenha: livro "Cadê você, Bernadette?", Maria Semple

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é Cadê você, Bernadette?, escrito pela norte-americana Maria Semple e publicado no Brasil pela Editora Companhia das Letras.

Resenha, livro, Cadê você, Bernadette?, Maria Semple, Companhia das Letras, trechos, opinião

 "Maravilhoso!" "Muito bom!" "Excelente!" e "Encantador!" são as expressões que posso usar para descrever o livro. Bee mora com os pais em Seattle, numa casa velha e caindo aos pedaços; mesmo seu pai, Elgin, sendo funcionário da Microsoft, e sua mãe sendo uma ex arquiteta, a casa está em condições precárias. Bee é uma garota adorável, inteligente e excelente aluna. Está concluindo o ensino fundamental e pretende continuar seus estudos em um colégio interno, como os pais fizeram. Como prêmio por seu brilhante desempenho escolar, ela pede aos pais uma viagem à Antártida.

 Elgin é um pai meio ausente, ficar longe do trabalho e rodeado de pinguins seria difícil para ele. Bernadette, a mãe, é antissocial, mas aos olhos de Bee, ela é maravilhosa, Bernadette teria muita dificuldade de enfrentar a viagem e as pessoas. Até que ela desaparece, e na tentativa de encontrar sua mãe, através de bilhetes, e-mails, e até do FBI, Bee descobre quem era Bernadette Fox muito além do lado mãe. O que fez com que ela deixasse de ser uma arquiteta genial e se tornasse deprimida? Logo nas primeiras páginas a gente já percebe que Bee não a conhece verdadeiramente.

 "Porque tem uma coisa: não importa o que as pessoas falem sobre mamãe, ela sabe muito bem como deixar a vida mais divertida." (página 62)

 Cadê você, Bernadette? é um livro tão bom, mas tão bom, que por mais que eu fale, só mesmo vocês lendo para conseguirem captar a beleza dessa história! A autora mostra vários lados de um mesmo personagem ao longo da trama; nos fazendo amar, admirar ou odiar profundamente cada um deles: Bee, Elgin, Bernadette, Audrey Griffin (a vizinha mala de Bernadette). Em alguns momentos eu fiquei desesperada para saber onde estava Bernadette, a história foi me deixando curiosíssima para saber o que aconteceria em seguida. A trama é divertida e emocionante ao mesmo tempo (ainda mais emocionante no final). Depois de terminar a leitura, fiquei me lembrando do livro por um tempão. Além de ter ficado encantada ao poder conhecer um pouco mais da Antártida.

 "Tentei amar o papai e não odiá-lo pela sua empolgação forçada e pela maneira como ele se veste. Tentei imaginar o que mamãe tinha visto nele quando ainda era uma arquiteta. Tentei me colocar no lugar de uma pessoa que acha cada coisinha que ele faz um delírio total. Mas era triste, porque sempre que eu pensava nele com todos aqueles acessórios, eu ficava enjoada. Eu queria jamais ter pensado que papai era como uma menina gigante, porque uma vez que você percebe algo assim, é difícil voltar atrás." (página 317)

 A história é contada com o auxílio de bilhetes e e-mails, então é preciso estar atento para fazer as relações corretas entre o que vai sendo dito. O único ponto mais difícil para mim, é que tem muitas referências ao modo de vida norte-americano, coisas ou pessoas famosas que não conheço. Mesmo assim, o livro merece 5 estrelas, nota que só dou para livros que mudaram minha vida, esse talvez não tenha mudado, mas me fez refletir sobre até que ponto conhecemos as pessoas que mais amamos.

 Nessa parte, lágrimas brotaram nos meus olhos:
 "E eu não quero nem ouvir falar no coelhinho fujão. O coelhinho fujão vai ficar." (página 369)

Resenha, livro, Cadê você, Bernadette?, Maria Semple, Companhia das Letras, quotes
Resenha, livro, Cadê você, Bernadette?, Maria Semple, Companhia das Letras, quotes

 Achei a capa super bonita e colorida, ela tem a ver com a história e foi um dos motivos que me fizeram querer ler o livro. As páginas são amareladas, o livro está bem revisado e com boa diagramação (margens, espaçamento e fonte de bom tamanho).

 Detalhes: ISBN-13: 9788535922936, ano: 2013, páginas: 376, Skoob. Onde comprar online: Submarino, Americanas.

 Enfim, Cadê você, Bernadette? é uma história divertida e emocionante, sobre família e sobre pessoas. Um daqueles livros que tocam a gente e que nos deixam querendo mais livros do tipo. Meu conselho para vocês é: Leiam!


 ♥ Participe das promoções do blog:
 -  Sorteio: concorra a 3 livros da Editora Agir - HarperCollins Brasil 
 - Promoção de aniversário do blog Livros Românticos e concorra a 5 kits de livros

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Lançamentos de setembro: Editora Schoba

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje, vamos conferir os lançamentos da Editora Schoba:

Estamos Aqui: Histórias das vítimas de conflito no leste africano (Jéssica Paula)

Título: Estamos Aqui
Subtítulo: Histórias das vítimas de conflito no leste africano
Autor: Jéssica Paula
ISBN: 978-85-8013-390-5
Edição: 1ª (2015)
Tamanho: 16x 23 cm
Páginas: 284
Preço de capa: R$ 59.90

Sinopse: No ano de 2013, Jéssica Paula embarcou rumo à desconhecida realidade das vítimas de conflito na região da Etiópia, Sudão, Sudão do Sul e Uganda. Deficiente física, Jéssica realizou a viagem sozinha.

Com uma trama às vezes cômica, às vezes emocionante, a autora conta histórias de vida das pessoas que encontrou durante a viagem, e os desafios para chegar até alguns dos lugares mais remotos que a literatura real já conheceu.

Jéssica esteve em campos de refugiados na Etiópia. No Sudão, sob 52 graus de temperatura, ela chegou a ser expulsa de um estado em conflito em que a presença de estrangeiros é proibida.

No Sudão do Sul, conheceu crianças soldados. Sem saneamento básico nem energia elétrica, Jéssica teve de se virar para adaptar as condições físicas à estrutura do local.

A obra também traz relatos de pessoas sequestradas para trabalhar na milícia de Joseph Kony, um dos 10 mais procurados do mundo.

No fim da viagem, Jéssica ainda contraiu malária. Mas voltou sã e salva pra contar, para o resto mundo, que eles estão lá.

Autora: Nascida em Rio Verde, interior de Goiás, Jéssica Paula é jornalista formada na Universidade de Brasília. Estudou reportagem especial e documentário em Madri. Em 2011 realizou ensaios fotográficos sobre etnias indígenas no interior brasileiro. Na Espanha, em 2012, publicou reportagem especial sobre a vida de ciganos romenos na periferia de Madri. Andou por mais de 23 países em busca de histórias. Foi repórter no jornal Correio Braziliense e na TV Brasília. Hoje, atua como jornalista independente e continua em busca de boas histórias ao redor do mundo. Foi professora, por 42 anos, nas redes Estadual e Particular, onde, com certeza, deixou sua marca de alegria, otimismo, honestidade e trabalho nos milhares de alunos que por suas mãos passaram.


O poder da justiça (Rafael Lando Lau)


Título: O poder da justiça
Autor: Rafael Lando Lau
ISBN: 978-85-8013-392-9
Tamanho: 16 x 23 cm
Páginas: 360
Preço de capa: R$ 24.90

Sinopse: O poder da justiça é, no fundo, a força e a esperança que as ações justas revelam na vida das pessoas quando elas dão a cada um aquilo que é seu por direito. A justiça realiza imensos benefícios e vantagens nas vidas dos seus destinatários e até dos autores das ações justas, inclusive, toda a sociedade. Ora, o que acontece, por exemplo, quando o devedor paga ao credor aquilo que deve e tem por direito?

A resposta a essa questão remete-nos, novamente, às posições ativa e passiva da ação justa. Pois, quando justamente cumprimos com o devido, o maior beneficiário é a sociedade que se nutre de grande harmonia pela boa conduta dos seus filhos.

Logo, o maior objetivo que seja relevante quanto ao benefício referente à prática de ações justas é o constante alcance da harmonia social e a manutenção dos valores positivos da sociedade. Mas para que se verifiquem os demais benefícios das ações justas nas esferas jurídicas individuais dos titulares ativo e passivo de uma relação justa, é necessário que cada pessoa tenha consciência das alterações que podem causar aquilo que cada um dá ou recebe, uma vez que nenhum injusto pode cobrar justiça a ninguém que não comece por si mesmo. E tais benefícios vão desde o reforço pela confiança recíproca, da satisfação presente e futura da boa imagem das pessoas por uma prestação passada (o elemento da ação justa resolveu um problema no passado, mas atuante no presente e no futuro). Aliás, quem não gostaria de ser bem dito pelo seu povo?

Quando se faz justiça, no sentido de dar ou receber aquilo que é seu por direito, mas na perspectiva de uma atribuição negativa, também pode-se ter muitos prejuízos nas esferas jurídicas das pessoas. Veja o caso da condenação de alguém (ação-crime). O condenado acaba por criar gastos ao Estado, por exemplo, dentro da prisão, gastos processuais (custas judiciais) pelas famílias com vista a uma solução do problema, a própria maçada que os conflitos judiciais criam na vida das pessoas, o manchar da honra e bom nome do condenado, o pagamento

forçado da dívida (penhora, hipoteca), a dificuldade de vir a ser admitido por alguma empresa etc.

Autor: Rafael Lando Lau é formado em Filosofia pelo Instituto Superior de Ciências de Educação, ISCED/Luanda, Universidade Agostinho Neto e em Direito pela Faculdade de Direito da mesma universidade (U.A.N.)

É docente efetivo da Faculdade de Letras da Universidade Agostinho Neto, em Luanda, desde 2005, ensinando Introdução à Filosofia, Filosofia do Direito e História e Filosofia das Ciências, no Curso de Filosofia.

É advogado com a Cédula profissional nº 1240, da Ordem dos Advogados de Angola (OAA).

Tem outros livros já publicados com a Texto Editores (Lisboa): O Rosto de Filosofia: Introdução à Filosofia 11ª Classe (2006); Filosofia 12ª Classe (2012); Os Sistemas de Filosofia do Direito (2012); A Policracia no Contrato Político (2014).

Autodesenvolvimento para desenvolvedores (Ricardo Fialho Tafas Junior)

Título: Autodesenvolvimento para desenvolvedores
Autor: Ricardo Fialho Tafas Junior
ISBN: 978-85-8013-388-2
Edição: 1ª (2015)
Tamanho: 14 x 21 cm
Páginas: 180
Preço de capa: R$49.90

Sinopse: Se pararmos para pensar, existe um motivo para uma empresa investir em seus desenvolvedores. Uma empresa existe para produzir e comercializar seus bens e serviços, ou seja, negociar seus produtos. Portanto, é seguro afirmar que é graças ao produto que a empresa existe. A continuidade dessa negociação faz a empresa continuar existindo; portanto, uma empresa tem seu crescimento diretamente proporcional ao benefício gerado por seus produtos. Como todos os produtos são fruto de alguma atividade de desenvolvimento, o sucesso de uma companhia torna-se diretamente proporcional à qualidade do desenvolvimento desses produtos; e, por fim, esse desenvolvimento será tão bom quanto seus desenvolvedores.


Autor: Ricardo Fialho Tafas Junior nasceu em Porto Alegre, em 4 de abril de 1981. É graduado em Engenharia Elétrica com foco em Sistemas Digitais e Eletrônica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul desde 2003. Desde o início de sua vida profissional, sempre trabalhou no desenvolvimento de Sistemas Embarcados com Lógica Programável (FPGA) ou na coordenação de equipes de desenvolvimento e aplicações.





Anjo Mau (Milton Tiutiunic)



Título: Anjo Mau
Autor: Milton Tiutiunic
ISBN: 978-85-8013-408-7
Edição: 1ª (2015)
Tamanho: 14x 21 cm
Páginas: 132
Preço de capa: R$ 34.90

Sinopse: Mesclando o fictício ao real, esta história cria uma nova realidade sobre Hitler e sobre como e porquê ele fez o que fez.

“A lua era cheia. A data, 21 abril de 1937. Sexta-feira.

E o homem chegou ao seus domínios com a sua presa.

— Que farei agora? — perguntou ao anjo mau.

E respondeu o anjo mau:

— Degole o ser impuro!

E, com uma espada afiada, o homem degolou a criança e bebeu de seu sangue. Derramou o restante do líquido vermelho sobre uma banheira e deitou-se sobre ela.

Então, o anjo mau, com nostalgia, pôs a mão na cabeça do homem e disse:

— Amaldiçoo-o com todo mal possível.

E completou ainda o anjo:

— Teu nome agora será Hitler.”

Autor: Milton Tiutiunic Lopes nasceu em Sorocaba, descendente de uma família da Croácia. Sob forte influência de autores como Erick Von DaniKen, Paulo Coelho e M.C. Pereda, segue a obra com o intuito literário que mescla o fictício ao real. É médico de formação e em sua primeira obra literária descreve do cotidiano ao surreal.






 Por hoje é só; espero que vocês tenham gostado do post. Qual dos lançamentos vocês acharam mais interessante?

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Lançamentos de setembro: editora Arwen

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje, vamos conferir os lançamentos da Editora Arwen, são dois livros nacionais:



 O que me disseram as Flores - Alane Brito

 O que me disseram as Flores, Alane Brito

 O lago Negro - Juliana Daglio

O lago Negro, Juliana Daglio

 Os lançamentos já estão em pré-venda na loja da editora: www.arwenstore.com.br.

 Por hoje é só; qual dos dois lançamentos vocês gostaram mais? As capa são lindas, né?!

 ♥ Participe das promoções do blog:
 -  Sorteio: concorra a 3 livros da Editora Agir - HarperCollins Brasil 
 - Promoção de aniversário do blog Livros Românticos e concorra a 5 kits de livros
Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.


quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Lançamentos de setembro: editoras Gente e Única

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje venho mostrar os lançamentos do mês da Editora Gente e do selo de ficção Única.

O catador de sonhos
O empresário visionário que começou como catador de latinhas ensina tudo o que você precisa saber sobre otimismo, superação e determinação
Geraldo Rufino
Formato: 16 x 23  
Edição: 1ª, 2015
Nº de Páginas: 192 
Selo: Gente
ISBN:  978-85-452-0060-4 
Preço: 29,90

Ele já quebrou seis vezes e saiu de todas elas mais sábio – e mais rico.

É comum que as pessoas se abalem com mais facilidade quando enfrentam os revezes da vida, e, ainda pior, quando enfrentam uma crise muitas vezes desistem sem sequer tentar virar o jogo. De onde vem tanto desânimo, tanta falta de fé?

Geraldo Rufino é o exemplo de que basta mudar o modo de pensar e todos os caminhos podem se abrir. Não sem trabalhar muito, é claro. Trabalhar muito com o espírito e a mente é a formula do sucesso que Rufino conseguiu desenvolver. O homem que começou a vida como catador de lixo reciclável nunca perdeu o sucesso de vista, e hoje é presidente da JR Diesel, cujo faturamento é superior a 50 milhões de reais por ano.

Empreendedor visionário, trabalhador incansável, otimista incorrigível, Geraldo Rufino ensina como transformar sua vida e seu negócio para nunca mais se sentir vencido. Comece hoje a:

Enxergar oportunidades em cenários diversificados.
Não se deixar abalar pelas crises.
Manter a credibilidade em momentos críticos.
Gerir uma equipe que tatua o nome da empresa na alma
Fazer do seu sucesso uma fonte de sucesso para a sua família.
E muito mais.

O CATADOR DE SONHOS: DAS LATINHAS EM LIXÕES A DONO DA MAIOR EMPRESA DE RECICLAGEM AUTOMOTIVA DO BRASIL  

Livro, da editora Gente, conta a história inspiradora do empreendedor Geraldo Rufino, que saiu da Favela do Sapê para ser protagonista de um mercado emergente no país. Lançamento será dia 16 na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi

Geraldo Rufino empreendeu pela primeira vez aos oito anos de idade, quando trabalhava como catador de recicláveis em um aterro sanitário na capital paulista, recém-chegado do interior de Minas Gerais. Ao longo de sua trajetória profissional, quebrou seis vezes e como ele mesmo costuma dizer, saiu de todas mais feliz, sábio e rico.

Essa história inspiradora é contada em detalhes pelo próprio autor, nas 192 páginas do livro “O Catador de Sonhos”, da editora Gente, com lançamento em 16 de setembro, na livraria Cultura do Shopping Iguatemi.

Rufino é o exemplo de que basta mudar o modo de pensar e todos os caminhos podem se abrir. A fórmula do sucesso que conseguiu desenvolver está baseada na premissa de trabalhar muito com o espírito e a mente, principalmente. Mesmo com todas as dificuldades que a vida lhe impôs desde cedo, Geraldo jamais perdeu o sucesso de vista. Empreendedor visionário, trabalhador incansável, otimista incorrigível, o autor ensina como transformar sua vida e seu negócio para nunca mais se sentir vencido.

No livro, conta momentos marcantes de sua trajetória: desde quando trabalhou em uma fábrica de carvão, posteriormente, como catador de latinhas no lixão, além de ter seu primeiro emprego com carteira assinada como office boy de uma empresa, em que saiu 16 anos depois, já como diretor de operações. E chega até os dias de hoje, como fundador e presidente da JR Diesel, empresa referência em seu segmento de atuação e que tem faturamento superior a R$ 50 milhões por ano. 

“O Catador de Sonhos” é uma leitura obrigatória, ainda mais atualmente, em que a crise econômica tem abalado a confiança de milhares de brasileiros, que com isso, deixam de enxergar oportunidades de empreender e dar uma guinada na vida profissional, sem deixar de lado três receitas determinantes que sempre acompanharam Rufino em suas viradas: superação, otimismo e determinação.

Sobre o autor: Geraldo Rufino foi catador de lixo reciclável, um de seus primeiros trabalhos, mas, depois de montar alguns negócios e quebrar algumas vezes, ele voltou às origens e fundou a primeira e maior empresa de reciclagem de peças de caminhões do Brasil e da América Latina, a JR Diesel.


Gestão e cultura de resultados
O modelo para gerir e liderar pessoas realizadas e empresas vencedoras
João de Lima
Gênero: Sucesso/Carreira /Gestão /Gestão e negócios /Gestão e negócios/ Vendas /Gestão e Carreira /Gestão, carreira e negócios
Formato: 16 x 23 cm
Número de Páginas: 288
ISBN: 978-85-452-0061-1

Estamos diante de um período em que o grande foco das empresas e das pessoas, em sua carreira profissional, é a busca por resultados. E essa incessante busca, que muitas vezes não é bem-sucedida, acaba nos deixando frustrados e, principalmente, desmotivados. Então, a grande pergunta é: como alcançá-los?

João de Lima tem as respostas. Depois de quarenta anos trabalhando como consultor de Recursos Humanos e de Desenvolvimento Organizacional nas empresas globais Gerdau e Magnesita, hoje fundador da Fractal Resultados, uma empresa de consultoria de gestão, ele decidiu que chegou a hora de passar adiante todo o seu conhecimento nessa área e ajudar a todas as empresas que almejam alcançar uma Cultura de Resultados tão bem-sucedida quanto aquela que ele ajudou a construir nessas empresas.

De forma bastante didática, este livro traz a você o modelo para alcançar esses resultados sob uma perspectiva bastante eficiente, comprovada pela vasta experiência do autor. Entenda como alcançar uma Cultura de Resultados:

Estratégia do negócio: para definir direção e foco.
Sistema de Gestão: para garantir os resultados.
Gestão de pessoas: para obter comprometimento e desempenho.
Liderança: para alinhar os esforços e vincular os indivíduos.
Criação de mecanismos que facilitem e potencializem os comportamentos e as ações desejados. 

Autor apresenta modelo de Gestão e Cultura de Resultados sob uma nova ótica priorizando o sucesso da empresa aliado à realização de seus colaboradores

No livro, João de Lima defende a cultura como fator de transformação e geração de resultados dentro da corporação, na qual a ‘pessoa’ deve ser vista como principal sujeito responsável por essas ações

Com a proposta de compartilhar conhecimentos adquiridos em 40 anos de profissão à frente da Vice-Presidência da Gerdau e como Diretor Global da Magnesita Refratários, o especialista em Recursos Humanos e em Desenvolvimento Organizacional, João de Lima lança seu livro “Gestão e Cultura de Resultados” no mês de setembro.

Na obra, Lima aborda, de forma inovadora, os caminhos necessários para a construção da tão sonhada Cultura de Resultados, base para o sucesso e crescimento das empresas e para a realização das pessoas que nela trabalham.

Definindo como elementos principais da Cultura de Resultados, a Estratégia do Negócio, o Sistema de Gestão, a Gestão de Pessoas e a Liderança, dando-lhes uma nova dimensão, o autor apresenta o Modelo Fractal de Gestão®, razão de sucesso das empresas vencedoras em seus processos de  turnarounds e de transformação organizacional.

Dentro do modelo. esses elementos atuam de forma integrada e harmônica, como vetores interdependentes, para obter o desempenho e o comprometimento dos colaboradores, tão necessários para gerar os resultados definidos pelos objetivos e pelas metas, garantindo, com isso,  a realização das pessoas e o sucesso da companhia.

Retomando a relevância das Pessoas como protagonistas da obtenção dos resultados, propõe uma repactuação com esses atores, através da  reinvenção das relações Empresa-Empregados, transformando-os em co-sócios na busca das metas e no compartilhamento dos ganhos dos resultados. Essa proposta parece tão essencial em momentos de bonança e nas horas das tormentas como as de hoje.

Com a ajuda da jornalista Suzana Naiditch, o especialista realizou entrevistas com Jorge Gerdau Johannpeter e André Bier Gerdau Johannpeter, Chairman e CEO da Gerdau, respectivamente, Fersen Lamas Lambranho - Chairman do GP Investments, Ronaldo Iabrudi, atual presidente do Grupo Pão de Açúcar e Otto Levy,- Vice Presidente da Magnesita Refratários.

O autor trata de temas que são costumeiramente discutidos, porém sob uma nova ótica, utilizando um ‘triângulo fractal’ para representar o modelo proposto de forma didática.

Neste formato, Lima conseguiu sintetizar informações adquiridas durante um longo período de aprendizagem, integrando em uma figura única todos os elementos usados com sucesso pela Gerdau, GP Investiments e por empresas emblemáticas, inclusive nos momentos de fusões e aquisições.

Também chamado por Lima de Triângulo Transformador, ele consegue traduzir a essência do Modelo de Gestão e Liderança para Construir a Cultura de Resultados.

Triângulo transformador

Para estruturar o conteúdo da obra, Lima trabalhou os conceitos e os empresários entrevistados comentaram cada um deles. A obra está recheada desses comentários. É um formato também inovador que não exige uma leitura sequenciada para que se entenda a obra por completo. Permite ao leitor explorar as partes a partir dos temas que mais lhe interessam.

O livro - A ideia de escrever Gestão e Cultura de Resultados surgiu depois de um encontro no saguão do aeroporto. Lima estava à espera da chamada de um voo com destino a Ilha de Páscoa, no Chile, quando encontrou o antigo colega, empresário Jorge Gerdau. Na ocasião, Gerdau enfatizou a importância do especialista passar o seu legado por meio de palestras ou através de um livro.

“Jorge disse algo que não saiu da minha cabeça, que o maior sentido da vida era contribuir para a transformação de outras pessoas”, lembra.

Coincidência ou não, o 'triângulo fractal' que representa o modelo de gestão defendido por Lima , tem o mesmo formato do território da Ilha de Páscoa.


Negócios Digitais
Aprenda a usar o real poder da internet nos seus negócios
Alan Pakes
Gênero: Sucesso/Redes sociais e tecnologia /Negócios /Gestão e negócios /Negócios e tecnologia /Gestão e negócios/ Vendas /Marketing e vendas /Empreendedorismo
Formato: 16 x 23 cm
Número de Páginas: 224
ISBN: 978-85-452-0059-8

Você tem uma empresa e gostaria de usar o real poder da internet no seu negócio? Deseja montar um negócio on-line, mas não consegue dar o primeiro passo porque não sabe por onde começar?

Para o empreendedor digital Alan Pakes, organizador desta obra, a maioria das pessoas que usam a web hoje para vender produtos e serviços está fazendo da maneira errada.

Alan Pakes traz um mundo completamente novo, no qual é possível criar negócios rentáveis com pouquíssimos recursos iniciais. E mostra que essa possibilidade está ao alcance de qualquer pessoa empreendedora.

O time vencedor de 17 empreendedores que Alan Pakes montou para escrever com ele este livro compartilha suas experiências bem-sucedidas nos negócios digitais para inspirar você a criar novas oportunidades na rede.

Você vai descobrir:

O mindset dos empreendedores
Como e por que construir sua Lista de e-mails e cuidar bem dela
Como transformar seu conhecimento em produto
Como conquistar audiência pelo Google e pelo Facebook
Como se relacionar com seu público
Como criar um script de vendas on-line
Como monitorar seu trabalho para saber se está no caminho certo
Como fazer um ano de vendas em sete dias
E muito mais!
Interessado?

Então conheça o Portal: www.conaed.com.br/negociosdigitais e tenha acesso a um curso gratuito e descubra também os cursos exclusivos que são BÔNUS para os compradores deste livro. 


Escola de vilões
Você mandaria um vilão fazer o trabalho de um herói?
Jen Calonita
Gênero: Única Editora/Ficção
Formato: 16 x 23 cm
Número de Páginas: 192
ISBN: 978-85-67028-74-3

Será que um vilão pode se recuperar?

Gilly não se considera exatamente uma garota má... Porém, quando se tem cinco irmãos e irmãs mais novos, é preciso ser criativo para ajudar nas despesas. Ela é uma ladra muito boa, e disso tem certeza e pode se gabar. Até ser pega.

Depois de roubar uma presilha, é sentenciada a passar três meses no Reformatório de Contos de Fadas – no qual os professores são aqueles antigos vilões que já conhecemos, como o grande Lobo Mau e a malvada Madrasta da Cinderela. Quando, porém, ela faz amizade com alguns estudantes, como Jax e Kayla, aprende que esse reformatório vai muito além de sua missão heroica. Há uma batalha ganhando forma e Gilly precisa descobrir: os vilões podem realmente mudar?

Descubra o Lado B dos contos de fadas.

 No site da editora, vocês podem ver mais detalhes de cada livro e saber onde comprar online, é só acessar: www.editoragente.com.br.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado do post. De qual lançamento vocês gostaram mais?

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.