Resenha: livro "O casal que mora ao lado", Shari Lapena

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "O casal que mora ao lado", escrito pela canadense Shari Lapena e publicado no Brasil em 2017 pela Editora Record.

Resenha, livro, O-casal-que-mora-ao-lado, Shari-Lapena, editora-record, foto, imagem, romance-policial, diagramação, trecho, opiniao, critica, capa, blog-literario

 Anne e Marco Conti são pais de Cora, uma bebê de seis meses. A casa deles é geminada, ou seja, lado a lado, dividindo uma parede e com a mesma disposição de cômodos, com a casa de Graham e Cynthia, um casal de vizinho sem filhos. Certa noite, Anne e Marco vão jantar na casa ao lado, pois era aniversário do Craham, mas deixam Cora em casa, já que Cynthia dizia não gostar de crianças. Não era para a bebê ficar sozinha, mas devido a um imprevisto, ela ficou. Que mal teria, se as casas eram coladas e se o casal iria verificá-la a cada meia hora? Acontece que, quando Anne e Marco voltam para casa, a menina desapareceu do berço!
"Ele vai descobrir tudo. A verdade está por aí. Sempre está. Basta encontrá-la." (página 155)
 Onde estaria a bebê Cora? Viva ou morta? Seu desaparecimento seria algo planejado ou foi por acaso? Isso é o que o detetive Rasbach e os leitores querem descobrir.
"Ele está estranhamente feliz hoje, parece quase forçado. Anne fica imaginando o porquê. Marco tem andado calado em casa. Distraído, até taciturno. Mas hoje, com Cynthia, está transbordando animação. Há algum tempo Anne sente que tem alguma coisa errada, mas ele não diz o que é. Não tem falado muito com ela ultimamente. É como se a ignorasse. Ou talvez esteja se afastando por causa da depressão pós-parto. Está decepcionado com ela. Quem não estaria? Hoje ele evidentemente prefere a bela e esfuziante Cynthia." (página 11)
 "O Casal que mora ao lado" foi enviado de surpresa pela Editora Record, num kit bem interessante que mostrei lá no Instagram @marijleite. Pertencente ao gênero do romance policial (ou thriller policial), é um livro pequeno em número de páginas e de leitura rápida, com capítulos curtos. A escrita da autora é bem direta, há bastante diálogos, sem se aprofundar em demasia em todos os conflitos.
"Os dois parecem ter criado um novo hábito: não abordar assuntos difíceis. Antes, dividiam tudo. Bem, quase tudo. Desde o nascimento de Cora, as coisas mudaram." (página 179)
 Como eu havia lido outro livro do gênero recentemente, que foi "Garota Exemplar" da Gillian Flynn, já estava habituada com o ritmo que a investigação do desaparecimento da bebê seguiria: a ida aos jornais, a cobertura da mídia, os depoimentos, os suspeitos. Mas confesso que não esperava que o detetive Rasbach fosse tão "cético" como parecia, ele sabia qual roteiro seguir, por assim dizer. A obra fala também sobre a depressão pós-parto e como ela afeta a vida de uma pessoa, no caso, Anne, além da maternidade real, as dificuldades em se cuidar de um bebê que ninguém te conta. O Marco me pareceu um personagem bastante ingênuo em alguns momentos.
"Anne sente necessidade de limpar algo, mas a casa já está impecável. Sente uma energia estranha bem no meio da tarde, uma ansiedade. Quando ainda tinha Cora, passava o dia todo se arrastando. A essa hora, estaria rezando para a filha dormir. Ela chora." (página 179)
 Até certo ponto, eu não fazia ideia do que havia acontecido com a bebê, qualquer um poderia ser o culpado, até a autora revelar parte do mistério. E o que eu achei interessante foi o fato de que a história do desaparecimento de Cora é mais complexa do que podemos imaginar num primeiro momento. E as reviravoltas são super interessantes, ainda que previsíveis, a capacidade de manipulação de determinado personagem é surpreendente. Agora, sobre aquele capítulo final, eu me senti a própria ararinha Blue do filme Rio: achei desnecessário, assustador e impactante, mas desnecessário (ainda que houvesse indícios de que algo do tipo podia acontecer). E quanto ao título, após a leitura, achei que ele mais atrapalha do que ajuda.

Resenha, livro, O-casal-que-mora-ao-lado, Shari-Lapena, editora-record, foto, imagem, romance-policial, diagramação, trecho, opiniao, critica, blog-literario, resenha-de-livros
Resenha, livro, O-casal-que-mora-ao-lado, Shari-Lapena, editora-record, foto, imagem, romance-policial, diagramação, trecho, opiniao, critica, sinopse
Resenha, livro, O-casal-que-mora-ao-lado, Shari-Lapena, editora-record, foto, imagem, romance-policial, diagramação, trecho, opiniao, critica

 Sobre a edição: a capa brasileira (me agradou mais que uma das estrangeiras mostrada aí ao lado) retrata bem o estilo de casa onde Anne e Marco moravam, e é interessante o efeito causado pela luz que passa pela porta e janelas. Não me lembro de ter encontrado erros de revisão. As páginas são amareladas, a diagramação traz margens, letras e espaçamentos relativamente grandes.

 Detalhes: 294 páginas, ISBN-13: 9788501109545, Skoob, leia um trecho. Onde comprar online: Saraiva, Amazon.

 Por hoje é só, fica a minha recomendação para quem procura uma leitura rápida, com um bom suspense. Me contem: já conheciam o livro ou a autora? Quem ainda não leu, arrisca um palpite sobre o que está por trás do desaparecimento da bebê Cora? Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:
21 comentários via Blogger
comentários via Facebook

21 comentários

  1. Mari!
    Fui no Mochilão da Record aqui e quando fizeram a demonstração desse livro, fiquei com a maior vontade de ler.
    Gosto muito de livros com suspense e mistério policial a ser descendado.
    Deve ser a maior tensão.
    “A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade.” (T. S. Eliot)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Eu gosto muito de thrillers, então estava bem curiosa quanto a essa leitura e adorei quando o recebi de surpresa. Comecei a ler na hora e gostei do desenvolvimento, apesar de que da raiva dos personagens sobre suas atitudes. Concordo com você sobre as reviravoltas serem interessantes, apesar de ja esperado né.. enfim, é uma leitura que se destaca bastante por seus elementos de mistério e afins.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Oi
    eu estou com esse livro aqui e pretendo lê-lo em breve apesar de jé ter pego um spoiler gigantesco e até já saber tudo sobre o desfecho, bem como o responsável pelo sequestro do bebê, nem li ainda e também acho o capítulo final desnecessário, sei o que houve devido ao bendito spoiler. Mesmo assim quero muito ler.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bom?

    Desde que saiu o livro estou com muita vontade ler. Ano passado li dois livros nesse estilo e curte bastante, então quero me aprofundar mais nele, fora que a premissa desse livro é muito interessante. E realmente a capa brasileira é muito mais bonita que a capa original, ainda bem que mudaram.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bem?
    Eu já ouvi falar do livro mas nunca li nada profundamente, AMEI!
    Amo mistérios, e quando uma criança é envolvida, tudo fica ainda mais sério e o leitor teme ainda mais pela vítima. Quero ler para ver o que aconteceu com a neném, mas por sua percepção, acredito que deve ter tragédia envolvida, né? Obrigada pela resenha!

    ResponderExcluir
  6. Já li criticas boas e negativas para com este livro e ainda estou indecisa se devo ou não conhecer o enredo. Adorei as fotos que você postou na resenha e me deu uma baita vontade de ter o meu exemplar em mãos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Só por ser um suspense, e que tem investigação, isso já me atraiu bastante.
    Fiquei realmente curiosa para saber o que aconteceu com a bebê. E quanto ao seu comentário sobre o título, o título está mais para uma "pista" porém, me parece que não é bem assim, né!?
    Depressão pós parto é uma doença meio séria, só que as pessoas não levam muito isso em consideração...

    ResponderExcluir
  8. Acho bacana quando o autor consegue manter todo suspense e mistério na maior parte da trama, a leitura se torna mais instigante.
    Sabe que fiquei curiosa pra conferir essa parte desnecessária e impactante do final?!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá! É bom quando uma história apesenta ser mais complexa do que imaginamos e faz isso nos envolver com a trama. Melhor ainda quando tem super reviravoltas. Já conhecia o livro, mas sua resenha possibilitou conhecer melhor a obra e deixou super interessada em ler também. Dica anotada. Beijos'

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Que pena que o livro não te agradou tanto como imaginava que seria, confesso que fiquei um pouco desanimada pois estava morrendo de curiosidade em lê-lo, mas é complicado quando o autor joga um final desnecessário e apresenta alguns personagens céticos demais.
    Mas ainda assim está na minha lista de desejados, quem sabe um dia leio ;)

    ResponderExcluir
  11. Oie! Tudo bem?

    Já ouvi falar bem e mal desse livro, mas infelizmente por mais que eu ame um bom suspense, esse não despertou meu interesse, falta algo na trama que realmente chame a minha atenção para a leitura por isso passo a dica por enquanto!

    bJSS

    ResponderExcluir
  12. Oi, preciso dizer que esse é um livro que eu já ouvi muitos comentários e que sempre me deixa instigada para saber o que aconteceu ao bebe... porque, que ideia genial de deixar um bebe em casa e totalmente sozinho, obvio que ia dar algo errado! Gostei de saber que os capítulos são curtos e que é surpreendente, mesmo que seja de uma forma desnecessária... Fiquei bem intrigada agora com o porque de você achar que o título mais atrapalha do que tudo, preciso ler para poder descobrir logo. Adorei a resenha.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Estou louca para ler esse livro desde o lançamento, desanimei um pouco com algumas resenhas negativas e voltei a ficar interessada com outras tantas positivas. A sua está extraordinária e me deu uma impressão que não tinha da obra de que ela é mais complexa do que imaginamos. Normalmente, sou boa em desvendar crimes, será que seria nessa trama que não parece nada previsível?
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oie...
    Desde que a editora lançou essa obra fiquei louca pra ler. Adorei a sinopse e a ideia central do livro. Sua resenha me fez querer ainda mais ler O CASAL QUE MORA AO LADO, tenho certeza que irei gostar.
    Bjo

    COISAS DE DIANE

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem? Nunca havia visto esse livro antes, mas adorei o plot. Me remeteu um pouco a histórias do Harlan Cober, me corrija se estiver errada. Gostei demais das suas impressões também, me deixou bem curiosa sobre a leitura. O jogo de luzes da capa realmente é bem legal.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  16. Ooi,
    Essa capa me chamou à atenção nas livrarias mas o gênero não faz muito o meu estilo. Que legal que a história te surpreendeu e que os personagens são bem escritos!! E é uma pena que o final tenha te parecido desnecessário, fico meio chateada quando isso acontece.

    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  17. Esse livro parece ser muito bom! Daqueles que o leitor não consegue largar até finalizá-lo. Já vou adicioná-lo a minha lista porque fiquei muito curiosa para saber o que irá acontecer com a bebê e seus pais. Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oooi
    Primeira vez que vejo este livro é leio uma resenha dele.gostri demasiado da premissa
    Fico imaginando o que leva alguém a deixar um bebê totalmente sozinho em casa.
    Quer muito ler este livro
    Amei tua resenhas e os pontos que vc destacou.
    Darei uma oportunidade em breve

    ResponderExcluir
  19. Recebi esse livro recentemente e ainda não consegui lê-lo!

    Como é suspense, não me aprofundei muito na sua resenha para não ter spoiler quero ler e ficar presa na trama, huahuah!

    Mas gostei mais da capa original o_o

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Não conhecia esse livro, mas assim como você também li Garota Exemplar, então sei mais ou menos o que esperar dessa obra já que você fez uma ligação entre as duas.
    Eu amei a leitura de Garota Exemplar, então é muito peovável que eu goste desse livro.
    Quanto ao desfecho, eu sei que é ruim quando não agrada, pois o final de um livro de suspense geralmente é o ponto alto da obra.
    Abs e parabéns pela resenha ^^

    ResponderExcluir
  21. Oi! Já tinha ouvido falar desse livro e confesso que fiquei bem interessada. Parece ser uma obra eletrizante, daquelas que gelam a espinha. Amo livros assim. Já tenho a dica anotada, mas com essa resenha sei que ela vai furar alguns pontos na fila, haha.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo