Resumo do mês de julho e pesquisa de opinião

 Olá pessoal, tudo bem? Julho veio e já está indo embora, junto com as minhas férias, mas não posso reclamar, pois se tudo der certo, serão minhas últimas férias como universitária, já que estou no último semestre. Torçam por mim! Eu tinha tantos planos para julho que não consegui realizar todos, mas pelo menos o blog foi atualizado diariamente, e hoje trago um resumo do que rolou para que vocês possam relembrar todos os post. Antes disso, queria convidá-los para responder uma pesquisa de opinião sobre o blog, para que eu possa saber melhor o que vocês estão achando do Pétalas de Liberdade e em que ele pode melhorar. São só dez perguntinhas que vocês podem responder no formulário abaixo ou clicando aqui. Desde já, obrigada!



 Agora, vamos ao resumo!
Lana-Silva

 Em julho, a Lana estreou como COLABORADORA no blog e falou sobre como foi uma sessão de autógrafos com a escritora Thalita Rebouças e trouxe a resenha do livro "Meu Vício", da Kell Teixeira.

 FALANDO SOBRE AS RESENHAS, para quem gosta de romances de época tivemos resenha do livro "A Senhora de Wildfell Hall" da Anne Brontë, considerado o primeiro romance feminista; resenha do livro “E viveram felizes para sempre” da Julia Quinn para os fãs da Família Bridgerton e resenha do livro "Codinome Lady V" da Lorraine Heath, para quem gosta de romances de época diferentes.
livros, romance, Julia-Quinn, Anne-Brontë

 Continuando nos romances, trouxe uma mini-resenha do livro "RoomHate" ("Amor Imenso") da Penelope Ward, um daqueles amores que nascem na infância e resenha do livro "Love is in the air", que reúne quatro contos românticos ambientados em Londres, cada um de uma autora nacional, e como o livro estava muito bonito, teve também um vídeo sobre ele.



 Ainda na área de contos, no desafio 12 meses de Poe eu falei sobre o conto "Os assassinatos na Rua Morgue" e o poema "Um sonho dentro de um sonho", ambos do Edgar Allan Poe. Resenhei também o livro "Dez Contos Escolhidos de Eça de Queirós". E um post super especial trouxe a resenha do livro “Contos de um Natal sem luz - Volume 3”, antologia onde tive um conto publicado! Outra antologia resenhada foi o livro "Mulheres & Meninas", que reúne contos, crônicas e poemas sobre o universo feminino. Em contraponto, resenhei o livro "Confissões de um cafamântico" com as crônicas maravilhosas do Ricardo Coiro

 Tive meu primeiro contato com a escrita do Neil Gaiman, sobre o qual comentei na resenha do divertido e apocalíptico livro "Belas Maldições", escrito por ele e pelo Terry Pratchett. Coloquei todo o meu amor pela história de sobrevivência que é o livro "A Montanha" da Lori Lansens na resenha. Resenhei também "O Recomeço", um livro com uma ambientação bem brasileira escrito pelo Paulo A. Souza. E tivemos uma resenha premiada do livro "Yaqui Delgado quer quebrar a sua cara", uma história sobre bullying da Meg Medina, o sorteio de um exemplar do livro no canal vai até dia 19/08, clique aqui para participar.


sorteio, livro, "Fábula de Viagem no Tempo: Por Amélia, a Gata"

 E se teve resenha premiada, teve também entrevista premiada com o Hugo Dalmon, onde vocês podem concorrer ao livro mais recente do autor, o fantástico "Fábula de Viagem no Tempo: Por Amélia, a Gata", clique aqui para participar.

 Não chega a ser uma resenha, mas postei minhas Primeiras Impressões sobre os primeiros capítulos do segundo livro de "O Segredo da Caveira de Cristal" - As sombras se movem escrito pela Mallerey Cálgara que finalmente está sendo lançado pela Mundo Uno.

sorteio, kindle

 Rolou um post sobre a semana especial de divulgação do autor J. Modesto. A escritora Ana Ferrarezzi está com uma promoção onde você pode ganhar um Kindle: saiba tudo em "promoção Este Kindle é meu!". Tem um post especial sobre os livros da escritora A. J. Ventura, e no Instagram está rolando um sorteio de marcadores e brindes lindos dos livros dela.

 E ainda sobre sorteios, está rolando o sorteio do 5º ANIVERSÁRIO DO PEREGRINOS DA NOITE.

 No projeto Escrevendo Sem Medo tentei responder à questão: "O que há de errado com a humanidade?" 





livro, top-comentarista, "Paris para um e outros contos" , "O casal que mora ao lado"

 E para finalizar, relembro para vocês que quem quiser concorrer aos livros "Paris para um e outros contos" ou "O casal que mora ao lado" no TOP COMENTARISTA DE JULHO só precisa deixar nome de comentarista e e-mail no formulário e comentar em todos os posts de julho até amanhã. Se ainda não está participando, é a sua chance!

 E é isso, espero que tenham gostado desse resumo. Participem do sorteio no canal, no Instagram, na fan page e no blog. Respondam a pesquisa de opinião para me ajudar a tornar o Pétalas de Liberdade melhor. Contem aí nos comentários o que acharam dos posts de julho, se tiveram um preferido... Que agosto seja ainda melhor!

Até o próximo post!

Resenha: conto "Os assassinatos na Rua Morgue" e poema "Um sonho dentro de um sonho", Edgar Allan Poe #12mesesdepoe

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje venho trazer meus comentários sobre o conto "Os assassinatos na Rua Morgue" e o poema "Um sonho dentro de um sonho", ambos de autoria do escritor Edgar Allan Poe, lidos para o desafio literário #12mesesdepoe.

conto-os-assassinatos-na-rua-morgue, edgar-allan-poe


 "Os assassinatos na Rua Morgue" é um conto relativamente longo, na edição do livro "Edgar Allan Poe: medo clássico" da Editora Darkside, ele tem cerca de 40 páginas. O narrador sem nome (a menos que ele tenha me passado despercebido) começa a falar sobre as "faculdades mentais referidas como analíticas", passa por jogos como o xadrez, para finalmente chegar ao caso que abordará no conto: um cruel assassinato de mãe e filha numa casa da Rua Morgue, em Paris.

 O narrador morava com seu excêntrico amigo Dupin na cidade, quando viram no noticiário que uma senhora e sua filha haviam sido encontradas mortas, muito feridas, e que os vizinhos tinham ouvido barulhos e gritos muito estranhos vindo da casa delas antes do crimes. Eis que Dupin decidiria desvendar a morte das duas, indo para um caminho muito diferente do seguido pela polícia local.

 "Vamos nos transportar em imaginação para aquele cômodo. O que devemos buscar primeiro? Os meios de saída usados pelos assassinos. Cabe ressaltar que nenhum de nós dois acredita em acontecimentos sobrenaturais. Madame e mademoiselle L'Espanaye não foram dilaceradas por espíritos. Os responsáveis pelos crimes eram de carne e osso e não escaparam de uma maneira mágica. Então, como?" (página 139)

 É um conto grande, e na parte da introdução sobre as faculdades mentais e os jogos em que elas são exigidas eu não estava muito presa à leitura, demorou um pouco para chegar realmente ao caso que seria contado. As mulheres foram mortas com requintes de crueldade, e por mais que Dupin fosse falando sobre as peças que compunham o quebra-cabeças do crime, eu até tentava, mas não conseguia juntar todas elas para entender a motivação do criminoso. Aí veio o desfecho, inesperado, mas interessante. Considero uma boa leitura para quem curte histórias do gênero policial.

 Agora, sobre o poema "Um sonho dentro de um sonho" ("A Dream Within A Dream"), ele é curto, com apenas duas estrofes, e eu gostei dele. Não sei muito o que dizer, então, vou deixá-lo abaixo para que vocês possam ler:

A DREAM WITHIN A DREAM
Take this kiss upon the brow!
And, in parting from you now,
Thus much let me avow—
You are not wrong, who deem
That my days have been a dream;
Yet if hope has flown away
In a night, or in a day,
In a vision, or in none,
Is it therefore the less gone?
All that we see or seem
Is but a dream within a dream.

I stand amid the roar
Of a surf-tormented shore,
And I hold within my hand
Grains of the golden sand—
How few! yet how they creep
Through my fingers to the deep,
While I weep—while I weep!
O God! can I not grasp
Them with a tighter clasp?
O God! can I not save
One from the pitiless wave?
Is all that we see or seem
But a dream within a dream?

UM SONHO DENTRO DE UM SONHO
Este beijo em tua fronte deponho!
Vou partir. E bem pode, quem parte,
francamente aqui vir confessar-te
que bastante razão tinhas, quando
comparaste meus dias a um sonho.
Se a esperança se vai, esvoaçando,
que me importa se é noite ou se é dia...
ente real ou visão fugidia?
De maneira qualquer fugiria.
O que vejo, o que sou e suponho
não é mais do que um sonho num sonho.

Fico em meio ao clamor, que se alteia
de uma praia, que a vaga tortura.
Minha mão grãos de areia segura
com bem força, que é de ouro essa areia.
São tão poucos! Mas, fogem-me, pelos
dedos, para a profunda água escura.
Os meus olhos se inundam de pranto.
Oh! meu Deus! E não posso retê-los,
se os aperto na mão, tanto e tanto?
Ah! meu Deus! E não posso salvar
um ao menos da fúria do mar?
O que vejo, o que sou e suponho
será apenas um sonho num sonho?

 Lá no canal, já postei um vídeo mostrado como é a edição do livro com contos do Poe lançado pela Darkside, mas vou deixar abaixo para vocês conferirem. Lembrando que é possível ler esse conto gratuitamente lá no arquivo do desafio 12 meses de Poe.



 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: o que acharam do conto e do poema? Para conferir mais posts e resenhas sobre o desafio, clique em #12mesesdepoe.

 Gostaria de encerrar o post convidando vocês para participarem dos inúmeros sorteios que estão acontecendo no blog, tem resenha premiada no canal, sorteio de marcadores no Instagram, Top Comentarista de julho (que está quase acabando) e muitos outros sorteios onde vocês podem concorrer a dezenas de livros bacanas, para conferir todos os sorteios ativos, é só clicar aqui.

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Divulgação: escritora A. J. Ventura e sorteio de brindes

 Olá pessoal, tudo bem? Hoje venho (re)apresentar para vocês a escritora A. J. Ventura (e dividir um presentinho com vocês).
A. J. Ventura, escritora

 Segundo Skoob, A. J. Ventura é: "Carioca, formada em Letras pela UFRJ apaixonada por livros desde sempre, decidiu se aventurar na escrita somente aos 34 anos. Leitora voraz, escreve para o tipo de leitor que é. Gosta de narrativas descritivas e romances". Mas em seu site a gente também descobre que, nas palavras dela: "Não me irrito facilmente, mas maçã na maionese e passas no arroz nunca falham." e "Uso cheiro verde para cozinhar, mas cato do prato." Alguém se identifica?

 Ela é autora de, até o momento, quatro livros que vocês podem encontrar em e-book na Amazon. Aqui no blog já foi resenhado, em 2015, "Maior que Tudo", então quem acompanha o blog a mais tempo deve se lembrar dela. Mas vou deixar aí abaixo as capas, sinopse e links para compra de todos os livros:

livro, A Lista de Sam
A Lista de Sam
2016
433 páginas
AmazonSkoob
Tudo começou com uma lista porque:
✓ Sam tinha quase nenhuma experiência sexual na vida;
✓ Victor tinha muita experiência, mas não queria se envolver;
✓ Sam deixa que as amigas façam uma lista do que ela deve experimentar antes da formatura;
✓ Victor acha que é a pessoa ideal para marcar os itens com ela;
✓ Sam sempre viu Victor como irmão da amiga, mas depois do fim do namoro, sua perspectiva mudou;
✓ Victor sempre achou Sam uma graça, mas ela era comprometida e muito amiga da irmã;
✓✓ Os dois acreditam que podem cumprir a lista e se divertir sem se tornarem emocionalmente dependentes um do outro;
✓✓ Os dois têm profundo respeito e admiração mútuos;
✓✓ Os dois têm certeza de que sabem exatamente como conduzir tudo;
✓✓ Os dois estão redondamente enganados.
Aviso: Este livro contém cenas explícitas de bebedeira, gente quebrando a cara, experiências para lá de reveladoras, misturadas com altas doses de romantismo.
Leia por sua conta e risco... e risque mais um item da lista.

livro, Maior que Tudo
Maior que Tudo (In Love In NY #1)
2014
297 páginas
AmazonSkoob
Aos 26 anos, brasileira e morando em Nova York, a sonhadora e romântica professora Anna já desistiu do príncipe encantado. Apaixonada por musicais da Broadway, vive através do teatro as emoções que acha que nunca terá na vida real. Sem se sentir atraente fisicamente, passa os dias entre o teatro e os alunos, sem nunca ter experimentado uma verdadeira paixão.
Tudo muda ao conhecer o misterioso Joel. De uma beleza estonteante e com a sensualidade à flor da pele, ele tem o poder de tirar Anna da concha e mostrar que além de tudo o que tem para aprender, ela pode ter mais a ensinar do que imagina.
Conhecer um homem como Joel, muda a forma como Anna encara a vida, os homens e a si mesma. Ele não oferecia nada além de prazer, mas seria possível que ele visse além da aparência física e se interessasse de verdade por ela?
Ela sabia que era difícil acreditar nele, mas como questionar se ele era tão honesto ao afirmar que não poderia lhe oferecer nada além de prazer e cupcakes? Devia aceitar o que ele oferecia embora achasse que não era suficiente? Devia pular do precipício que era o relacionamento meramente sexual que ele propunha?
Anna queria responder a essas perguntas de forma honesta e tomar uma decisão consciente, mas bastava que Joel a tocasse para que tivesse todas as suas respostas, físicas e mentais, a seu favor.... Estava perdida. 

livro, Mais forte que tudo
Mais Forte que Tudo (In Love In NY #2)
2015
437 páginas
AmazonSkoob
Prestes a completar trinta anos, Pat Xavier tem a vida que sempre sonhou. Dona do próprio negócio, trabalhando com o que ama, na cidade em que escolheu viver, ao lado da melhor amiga, nada tira seu bom humor.
Tudo muda quando Jeff Brennan aparece. Antítese de todos os homens com quem já se relacionou, ele faz Pat perceber que sua vida não pode ser considerada perfeita, e que além de vazias, as relações casuais que mantém estão longe de ser satisfatórias.
Virando o mundo de Pat de cabeça para baixo, Jeff a desafia a ser ela mesma, enquanto a leva à loucura com sua mente nerd, seu QI de gênio e sua barba ruiva.
Nada sobre a relação dos dois têm a ver com simplicidade ou segurança, mas Pat estava para descobrir que nada a motivava mais do que o desconhecido, o complicado e aquela barba ruiva...

livro, Melhor que Tudo
Melhor que Tudo (In Love in NY # 3)2017
617 páginas
AmazonSkoob
Danielle Flores está com Vinte e cinco anos e seu relógio biológico resolveu despertar. Filha de pais divorciados e tendo apenas o irmão como Família, ela se habituou com a solidão, mas nunca se conformou. Ela queria uma família e cada dia que passava sem realizar o sonho, parecia apressar os ponteiros do relógio.
Edgar Williams é cinco anos mais velho, mas seu relógio biológico, se existisse, estava parado. Ele estava feliz com a vida que levava, sem compromisso, sem cobranças e sem estresse. Bem humorado e próximo dos irmãos e sobrinhos, ele gosta da ideia de família. Só não faz questão de ter uma para si.
Ao virarem vizinhos, os dois descobrem que a única área em que são incompatíveis é essa. Uma amizade instantânea surge entre eles e a proximidade é mais do que física antes que percebam. Eles sabem que não são o que o outro precisa, mas não conseguem se afastar.
Ed quer ajudar Dani a encontrar um marido, mas não vê problema em se divertir com ela enquanto procura. Dani quer encontrar um marido, mas a diversão com Ed fica mais séria a cada dia que passa. Com interesses opostos e muita coisa contra a qual não podem lutar, os dois não fazem ideia da situação em que se meteram. Prontos ou não, é hora de acertar os ponteiros.

 Vocês podem saber mais sobre os livros no site da autora, além de acompanhá-la no Facebook, Twitter e Instagram.


 Agora, vamos ao sorteio! Faz algumas semanas que recebi um pacotinho com brindes enviados pela autora: marcadores, "não perturbe" para pendurar na porta e adesivos, e algo que me surpreendeu foi a qualidade desses brindes, com um material muito bom e cores e "estampas" muito bonitas. Como a autora foi generosa nos brindes, decidi dividir com vocês, fazendo um sorteio lá no Instagram.

 Prêmios: 4 marcadores (marcador "A. J. Ventura", marcador de "Maior que Tudo", marcador de "Mais Forte que Tudo" e marcador de "Melhor que Tudo"), 2 adesivos "A. J. Ventura" e 3 penduradores de porta (um de "Maior que Tudo", um de "Mais Forte que Tudo" e um de "Melhor que Tudo").

 Para participar basta:
- Seguir o meu perfil: @marijleite
- Curtir a foto oficial do sorteio
- Marcar 3 amigos nos comentários da foto do sorteio (não vale famosos ou fakes e pode deixar quantos comentários quiser, desde que marque amigos diferentes).
EXTRA: Não é obrigatório, mas se seguir a autora no Instagram (@annajuliaventura) também concorre a um button, basta colocar no comentário que está seguindo ela.

 As inscrições vão até o dia 11/08/2017 e o resultado sai em até uma semana no blog e nas redes sociais. Boa sorte!

#SORTEIO de brindes da escritora A. J. Ventura (a qualidade desses brindes me surpreendeu com um material muito bom e cores e "estampas" muito bonitas). Prêmios: 4 marcadores (marcador "A. J. Ventura", marcador de "Maior que Tudo", marcador de "Mais Forte que Tudo" e marcador de "Melhor que Tudo"), 2 adesivos "A. J. Ventura" e 3 penduradores de porta (um de "Maior que Tudo", um de "Mais Forte que Tudo" e um de "Melhor que Tudo"). Para participar basta: - Seguir o meu perfil: @marijleite - Curtir a foto oficial do sorteio (essa) - Marcar 3 amigos nos comentários da foto do sorteio (não vale famosos ou fakes e pode deixar quantos comentários quiser, desde que marque amigos diferentes). EXTRA: Não é obrigatório, mas se seguir a autora no Instagram (@annajuliaventura) também concorre a um button, basta colocar no comentário que está seguindo ela. As inscrições vão até o dia 11/08/2017 e o resultado sai em até uma semana no blog e nas redes sociais. Boa sorte! * Se ainda não conhece a escritora e seus livros, acesse o blog e confira o post especial sobre a autora. #literaturanacional #leiamulheres #igliterario #sorteiodemarcadores #naoperturbe #books #read #libro #booklove #igreads #instaphoto #leitura #igreads #bookishescape #readingforfun #bookgram #booktuber #bookstagramfeature #bookphoto #booksofinstagram #goodreads #ilovereading #bookcommunity #bookgeek #amreading #readinglist #bookblogger #ilovebooks
Uma publicação compartilhada por Maria (@marijleite) em

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já conheciam a autora ou algum dos seus livros?


Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, clique aqui para saber como participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".




Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Unboxing: TAG - Experiências Literárias de julho de 2017

 Olá pessoal, tudo bem? Certamente vocês já ouviram falar nas "mystery box" literárias, caixinhas misteriosas que trazem mensalmente livros e outros brindes para seus assinantes. Eu tinha muita vontade de assinar uma dessas caixinhas, aí aproveitei uma promoção de 50% de desconto da TAG - Experiências Literárias (além de ter ficado interessada no livro do mês pelas pistas dadas nas redes sociais) e assinei para receber a caixa de julho de 2017. Apertem o play para conferir o vídeo e ver tudo o que veio na caixa:


Unboxing, TAG-Experiências-Literárias, tag-livros, uns-e-outros-contos-espelhados, caixa-de-julho-de-2017

 Na hora em que vi o livro, não me dei conta de que não eram apenas releituras, e sim  contos de autores clássicos e releituras desses contos feita por autores contemporâneos de língua portuguesa.

Unboxing, TAG-Experiências-Literárias, tag-livros, uns-e-outros-contos-espelhados, caixa-de-julho-de-2017

 Essa foi uma caixa especial em comemoração aos três anos da TAG. O livro que veio na caixa de julho é exclusivo, ou seja, só os assinantes da TAG possuem ele, não há para comprar em livrarias físicas ou on-line, diferente das edições de outros meses onde os livros podem ser encontrados em edições diferentes.

Unboxing, TAG-Experiências-Literárias, tag-livros, uns-e-outros-contos-espelhados, caixa-de-julho-de-2017

 Hoje, o preço da assinatura mensal é de R$ 69,90 com frete já incluído, a mystery box mais em conta na minha opinião. Como disse no vídeo, não sei por quanto tempo vou continuar assinando, depende do que vier na próxima caixa. Para saber tudo sobre a TAG - Experiências Literárias é só acessar o site: www.taglivros.com.

 Uma coisa que muita gente comenta sobre caixas do tipo, é que não gosta de não saber qual livro vai receber, mas se soubesse ia tirar o fator surpresa. Para mim, que leio de tudo, receber livros diferentes é legal, e vocês, o que acham? Gostaram do unboxing fake? Tem algum assinante da TAG ou de outra mystery box aí? E por hoje é isso, lembrando que está rolando sorteio lá no canal, participem.


Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, clique aqui para saber como participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".




Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

"O que há de errado com a humanidade?" (projeto Escrevendo Sem Medo - #ESM julho)


Difícil achar uma imagem para ilustras o post, mas gostei dessa (fonte).
 Olá, tudo bem com vocês? Quem acompanha o blog sabe que estou participando do projeto Escrevendo Sem Medo da Thamiris Dondossola, onde a cada mês devemos escrever um texto sobre um tema determinado. Agora a pouco fui conferir o tema de julho que nos desafia a responder a seguinte pergunta: "O que há de errado com a humanidade? ". Pergunta meio difícil de responder, né?! Afinal, não é o que está errado no mundo, mas na humanidade. E tem tanta coisa que não está certa, que a gente vê diariamente, semanalmente, anualmente, que não está dando certo... É tanta morte, fome, miséria, violências de todos os tipos, maldade... E tudo causado pela mão humana! O problema e a solução devem estar também nos humanos, afinal, o planeta é bem grande para caber todo mundo.

 Acho que uma capacidade que nós, seres humanos, temos, e que nem sempre usamos, é a consciência, pensar sobre as consequências que surgirão por causa das nossas ações. Temos também a empatia, o ato de se imaginar no lugar do outro e de como esse outro se sentiria em determinada situação. Se somos todos humanos, podia acontecer com a gente também, né?! E aí temos o respeito, a consideração pelo outro. E aí vem a ideia do amor ao próximo como um caminho a se seguir.

 E é a ausência da consciência, da empatia, do respeito e do amor ao próximo que está prejudicando a humanidade como um todo. A ausência do olhar em torno, do olhar para dentro e de olhar para os lados, ausência que nos isola, que nos impede de alcançar a plenitude...

 Que a humanidade possa exercitar mais sua racionalidade, característica que é tão falada na escola como o que nos diferencia dos demais animais e nos torna humanos, para que assim perceba que, como milhares de anos e toda a História que já acumulamos nos mostra, o caminho da união é o melhor.

 Quando as coisas boas aumentam, as ruins diminuem.

 Com todos dendo um pouquinho do seu melhor, ficará mais fácil acertar o que está errado com a gente, com a humanidade.

 O assunto renderia bastante, mas para não me alongar, vou encerrando por aqui. O que está errado a gente conhece e vê todo dia, que tal começarmos a consertar o que for possível?

Até o próximo post!

 Leia também:
Considerações sobre um fim de semana ensolarado (texto de junho)


Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, clique aqui para saber como participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".




Me acompanhe nas redes sociais:

Entrevista com Hugo Dalmon, autor de "Fábula de Viagem no Tempo: Por Amélia, a Gata" (E SORTEIO)

 Olá pessoal, tudo bem? Hoje trago para vocês uma entrevista com o escritor Hugo Dalmon, autor de "Babilônia Encantada", "Quero me lembrar de você, Amy Winehouse", "A Abnegada" e de "Fábula de Viagem no Tempo: Por Amélia, a Gata", seu livro mais recente e que já foi resenhado no blog (assim como os anteriores). Leia até o final, tem presente para os leitores do blog.
livro, Fábula-de-Viagem-no-Tempo-Por-Amélia-a-Gata, Hugo-Dalmon

 Para quem ainda não conhece "Fábula de Viagem no Tempo: Por Amélia, a Gata", no livro, o Oz trabalha na floricultura da família, a Abelha Rainha. Certo dia, ele recebe uma mensagem de uma tal de Glória que diz que ele precisa ir encontrá-la no passado, usando um pingente enterrado no jardim para viajar no tempo. Ele resolve tentar, mas a gatinha dele, a Amélia, acaba tocando nele no momento da viagem no tempo e também vai para o passado. Só que é apenas a consciência do Oz e da Amélia que viaja, e quando eles voltam no tempo, Amélia foi para o corpo de uma garota, e Oz foi para o corpo da avó dessa garota, a Florinda! E esse é só o começo das loucuras que acontecerão enquanto uma gata experimenta corpos humanos com seu dono, em busca de Glória!

 Para saber mais, é só conferir a resenha clicando aqui, mas vamos logo à entrevista. O que está em azul são as respostas do Hugo Dalmon, e o que está em vermelho são alguns comentários que eu tive que fazer sobre as respostas dele! Confiram:

escritor, Hugo-Dalmon
Fonte: Fan page
1 Primeiramente, apresente-se para os leitores que ainda não te conhecem, fale um pouco sobre quem é o Hugo.

Gosta de cultura nerd. É viciado em café. Lê muito e vê série demais. Gateiro. Formado em letras. Fã de cultura pop juvenil. Professor de língua portuguesa. Um cara de vida normal, com vícios e virtudes: com limitações e preconceitos a serem vencidos.


2 Como surgiu a ideia para escrever "Fábula de Viagem no Tempo: Por Amélia, a Gata"?

Surgiu em 2013, antes ainda d'eu pensar em Quero me lembrar de você, Amy Winehouse. 
Tive um avô que sofreu de Alzheimer. E então, um dia, comecei a pensar sobre a consciência e a relatividade do ser. 
Conclui que poderia fazer uma viagem no tempo em que uma senhora seria a hospedeira de uma consciência a frente do seu tempo, o que traria a sua família a impressão de demência senil. 
Ou seja, criei a Florinda em 2013. Depois, fui evoluindo e esboçando a história. Percebi com os 3-4 anos de criação que poderia trabalhar muita coisa ao poder manipular as consciências através do tempo, tal como a percepção de outro ser ( uma gata, no caso) sobre os aspectos humanos.


3 Como foi a escolha dos nomes dos personagens (isso é algo que sempre me deixa curiosa)?

Nesse livro, escolhi os nomes com base no arquétipo da abelha: Amélia, porque faz referência ao Mel.
A consciência de Amélia passando de pessoa por pessoa, no passado e no futuro, expandia. Assim como a Mel da abelha que é construído de flor em flor.
Oz foi um nome escolhido em referência ao O Mágico de Oz, história que amo e sou fã. Oz é um personagem confuso e perdido. E, em O Mágico de Oz, é no mundo de Oz que Dorothy se encontra confusa e perdida e busca o seu equilíbrio.
Glória é a personagem que se torna o objetivo de Amélia e seu humano Oz. Assim, a busca deles é pela glória, ou seja, pelo ápice, a plenitude...
As outras personagens: Florinda, Jasmim, Petúnia, Magnólia, Lupino, Nardo, Lírio, Begônia, Centaurea etc. TODAS tem nomes de flores, pois é de novo a referência às abelhas de flor em flor, nesse caso, elas são as flores em que a abelha (Amélia) busca para seu mel.
4 Por que colocar uma gata para narrar a história?

Eu queria muito que uma das consciências não fosse humana, para que eu pudesse criticar ou refletir certos comportamentos humanos. Então, na época, por acaso, encontrei numa livraria um livro infanto-juvenil da escritora Índigo, em que um pinguim era o narrador. Percebi que a coisa não humana que eu buscava não precisava ser um alienígena (como eu a concebia inicialmente), poderia ser um animal. E qual animal que eu mais amo? Brincadeira! Não é só porque sou apaixonado por gatos. Escolhi por ser um animal curioso, explorador e destemido. E por ter uma forte presença na vida humana.
Gente, é muito interessante ver a Amelia descobrindo os "poderes" humanos!


5 Quanto tempo você levou para escrever o livro?

A criação, como eu disse, uns 3-4 anos. Mas pra escrever de fato, juntando tudo, cerca de um ano e meio ou mais. Porém, sempre com intervalos grandes de meses ou um ano, quando parei pra escrever Quero me lembrar de você Amy Winehouse. 
Foi muita coisa excluída, reformulada etc. Engrenei mesmo na história da metade do ano passado pra cá.


6 O Oz e a Amélia sempre estão assistindo ao canal de televisão TV Orbe, como você escolheu esse nome para o canal?

Amo Maurício de Sousa, sou fã mesmo. Coleciono a Turma da Mônica Jovem. Tenho vários objetos e camisa do universo Maurício de Sousa. E é muito comum ele usar em suas histórias uma substituição em paródia das coisas que circulam a cultura pop.
Eu precisava do nome de uma TV, porque essa TV acaba sendo importante na história. Então, influenciado pelo universo do Maurício, eu parodiei: Orbe é um dos sinônimos para Globo.
Sabia que conhecia o nome desse canal de algum lugar!


7 Por que uma abelha para representar partes tão importantes da trama (o nome da floricultura do Oz, o pingente das viagens no tempo)? A epígrafe do Victor-Marie Hugo foi escolhida antes ou depois de concluir a história?

No esclarecimento dos nomes expliquei basicamente o porquê. 
Em suma: é porque o arquétipo da abelha é a ordem, a evolução e o equilíbrio. Como já mencionado: de flor em flor a abelha forma um mesmo mel. Daí, as escolhas lexicais dentro do universo das abelhas: jardins, flores, colmeias etc.
A epígrafe veio por ultimo. Muitos escritores mencionam essa importância das abelhas. Depois de tudo pronto, na verdade, fiquei em dúvida de qual escritor escolheria para a epígrafe. Acabei optando por uma frase que fosse mais objetiva e clara possível a esse respeito.


8 Você tem uma rotina para escrever? Uma mania ou um ritual na hora de se concentrar para escrever seus livros?

No dia que vou escrever só posso escrever. Ando pela casa enquanto as ideias surgem, passo café quando elas precisam ser amadurecidas... mas ritual em si, não tenho, não...


9 Você acha que "Fábula de Viagem no Tempo: Por Amélia, a Gata" tem alguma coisa em comum com seu primeiro e segundo livros, respectivamente, "Babilônia Encantada" e "Quero me lembrar de você, Amy Winehouse"?

Acho que o humor é algo que sempre mantenho. E por consequência minhas histórias são sempre muito absurdas, sempre acontecem coisas inesperadas e que não aconteceriam na realidade. A “Babilônia Encantada” e “Fábula de viagem no tempo” se enquadram claramente nas características do realismo mágico. Mas mesmo “Quero me lembrar de você, Amy Winehouse”, que supostamente é mais realista, por se passar na minha cidade e ter como trama principal uma história de amor, acredito que aconteça coisas inesperadas e absurdas, também. 
Acho que é isso, o humor e os acontecimentos absurdos.
Eu acho que para colocar essas coisas absurdas em livros, o autor tem que fazer isso muito bem feito, ou perde a graça para mim, e o Hugo consegue colocar o inesperado e o irreal muito bem nas suas histórias.
10 Além de escritor, você também é um leitor? Quais são seus livros ou escritores favoritos?

Livro de cabeceira: “A mulher que escreveu a Bíblia”, do Moacyr Scliar. Gosto muito do “Manual da paixão solitária”, do mesmo autor. Ou seja, meu autor preferido é ele e tenho bastante influencia dele na escrita.
Amo demais, também, um livro chamado “Condenada”, do Chuck Palahniuk.
Ah! E sou fascinado em infanto-juvenis... em especial amo duas histórias que tiveram animais como narradores: Um pinguim tupiniquim, da magnífica escritora Índigo, claro, já até comentei dele e sobre a sua influência. E Holy Cow, do David Duchovny,.
 E sou fã da série Guia do mochileiro das galáxias.
Eu também já li Holy Cow, sempre que vejo um rímel só consigo pensar nos cílios da Elsie, a vaca que é a narradora da história!


11 Muito obrigada pela atenção, aproveite para deixar um recado aos leitores do blog.

Eu que agradeço por tudo!
E que, assim como a Amélia, possamos identificar nossa consciência no corpo que habitamos e perceber que temos capacidades além do que imaginamos.
Abraços!
Fim

sorteio, livro, ficção-científica, literatura-nacional, hugo-dalmon, multifoco-editora, gatos, blog-literario, Fábula-de-Viagem-no-Tempo-Por-Amélia-a-Gata

 Agora, vamos à surpresa! O Hugo disponibilizou um exemplar de "Fábula de Viagem no Tempo: Por Amélia, a Gata" para ser sorteado para os leitores do blog, e está bem simples participar, basta ter um endereço de entrega no Brasil e:
1° - Curtir a página do blog Pétalas de Liberdade: https://www.facebook.com/petalasdeliberdade e a página do Hugo Dalmon: facebook.com/hugodalmon.
2° - Compartilhar publicamente a imagem do sorteio no Facebook, link da imagem: https://goo.gl/4SW7wx.
3° - Preencher o formulário abaixo ou no link: https://goo.gl/forms/psjVgBv98HvjTVSD2

Chances extras: Se você for seguidor do blog e deixar um comentário na entrevista, tem uma chance extra e pode preencher o formulário mais uma vez.
Se você marcar 3 amigos no post do sorteio no Facebook, pode preencher o formulário mais uma vez.




 Inscrições até 26/08/2017. Resultado em até uma semana (o vencedor será avisado por e-mail pelo blog). O livro será enviado pelo Hugo em até 30 dias após o recebimento do endereço do sorteado. Não nos responsabilizamos por danos ou extravios dos Correios.

 E é isso! Espero que tenham gostado da entrevista. Agradeço ao Hugo pela atenção. E quem quiser saber mais sobre ele ou sobre os livros dele (que eu super recomendo), é só acessar a página do autor no Facebook. Me contem: já conheciam o Hugo ou seus livros? O que acharam do post? Vão participar do sorteio, né?!

Atualizado em 29/08/2017, resultado: a sorteada foi Érika Rufo, obrigada pela participação de todos.

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Resenha: livro "Love is in the air"

Resenha, livro, Love-is-in-the-air, contos, londres, ler-editorial, opiniao, critica, literatura-nacional, antologia, romance-hot, eva-zooks, tamires-barcellos, catarina-muniz, paola-scott, fotos, capa, trechos

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Love is in the air", uma antologia organizada pela Beatriz Soares e publicada em 2017 pela Ler Editorial. A obra reúne 4 contos de autoras nacionais, todos do gênero romance e com pelo menos uma referência à Londres. Vocês podem conferir um resumo da resenha no vídeo abaixo, onde mostro o quanto o livro está bonito:



 Conheçam um pouco sobre cada conto:

Resenha, livro, Love-is-in-the-air, contos, londres, ler-editorial, opiniao, critica, literatura-nacional, antologia, romance-hot, eva-zooks, tamires-barcellos, catarina-muniz, paola-scott, fotos, capa, trechos

 "Lembranças de um outono em Londres" da Eva Zooks traz um casal que sofre por só poder se encontrar em raras ocasiões. O soldado Edmond foi traído por um de seus companheiros, e por isso tem que ficar afastado de sua amada Gabriela. O conto narra um dos encontros dos dois, mas que tem um desfecho diferente. Não vou falar muito para não dar spoiler, o que já adianto é que a segunda parte do conto tem fantasia, e foi surpreendente entender os motivos que separavam o casal. A história toda tem cerca de vinte páginas, e eu queria muito que o conto fosse maior, pois essa questão da fantasia é tão surpreendente que poderia tranquilamente ser mais explorada.

Resenha, livro, Love-is-in-the-air, contos, londres, ler-editorial, opiniao, critica, literatura-nacional, antologia, romance-hot, eva-zooks, tamires-barcellos, catarina-muniz, paola-scott, fotos, capa, trechos

 "Sussurros do coração" da Tamires Barcellos é protagonizado por Samantha, uma garota de dezenove anos que vivia sendo oprimida pelos pais, que faziam de tudo para isolá-la. Seu único divertimento era visitar a biblioteca da cidade. Até que surgiu um novo morador na rua, um homem misterioso e mal-encarado havia se mudado para o número 1505. Por ser uma vizinhança muito fechada, onde todos já se conheciam a muito tempo, Henry, o novo vizinho foi visto com certa desconfiança e até mesmo preconceito. Mas Samantha, ansiando por liberdade, decidiu se aproximar desse vizinho, ainda mais após ele tê-la ajudado em um momento difícil. Porém, seus pais não veriam com bons olhos essa aproximação. Qual teria sido o motivo de Henry para se mudar para aquela rua? Haveria fundamento para as suspeitas dos vizinhos? Ele e Samantha teriam algo em comum?

 "Desta vez, fui eu que não esperei por uma resposta. Simplesmente virei as costas e refiz todo o caminho pelo corredor, a sala bagunçada, o hall e a porta de entrada. Ele, claro, não veio atrás de mim em momento algum e eu não esperava por isso.
 Aliás, não sei nem o que eu esperava. Sério, o que eu poderia esperar batendo na casa de um homem desconhecido e insistindo para entrar e fazer alguma coisa para agradecer por ter me salvado?" (página 24)

 Com cerca de oitenta páginas, "Sussurros do coração" é um daqueles romances que faz qualquer adolescente suspirar. Sabe aquele amor que a gente sonha que vai nos salvar e a quem também podemos salvar? É isso que temos aqui. Mesmo eu, que já deixei esses sonhos e ilusões para traz faz tempo, me vi torcendo pelo casal, torcendo para que Samantha se libertasse da opressão inexplicável que seus pais lhe impunham, para que ela e Henry, cujo perfil não sei se há na vida real, fossem felizes.

 "- Não sei ao certo quantos dias, meses ou anos uma pessoa leva para amar alguém. Mas desde aquele dia em que me salvou, em que olhei em seus olhos pela primeira vez, você marcou meu coração e o levou consigo. Meu coração é seu, Henry. Ele pode ser apenas um sussurro, um sopro, talvez não tenha importância, mas é seu, por que eu amo você e vou amar para sempre." (página 98)

Resenha, livro, Love-is-in-the-air, contos, londres, ler-editorial, opiniao, critica, literatura-nacional, antologia, romance-hot, eva-zooks, tamires-barcellos, catarina-muniz, paola-scott, fotos, capa, trechos, ninfomania

"Liz vivia sempre na superfície, lugar seguro para qualquer um, mesmo que sofrido." (página 180)

 O terceiro conto da obra é "A mania da ninfa", da Catarina Muniz. O narrador é Richard, um jovem médico que começou a trabalhar no St. Mary's Hospital. Uma de suas colegas de trabalho, mais experiente no hospital, era Elizabeth. Richard começou a ficar curioso com o fato de ela, diferente dos demais colegas que se reuniam para bater papo, sumir quando eles tinham um tempo livre entre um atendimento e outro. Logo ele ficou sabendo que ela era ninfomaníaca, e que já havia sido pega em situações constrangedoras no trabalho. O que começou como uma curiosidade, acabou evoluindo para um relacionamento intenso que viraria a vida de Richard de pernas pro ar.

 "Aquilo começou a chamar minha atenção. Ela se isolava em algum lugar e ninguém a via. Meus colegas não pareciam preocupados ou curiosos, mas eu ficava cada vez mais. Até que um dua, um homem chegou até nossa mesa com traumatismo craniano e hemorragia pulmonar. Coisa grave, acidente de carro. Ele teve duas paradas difíceis, mas conseguimos ressuscitá-lo com muito custo. Saímos exaustos. E lá se foi Liz, silenciosamente, sabe-se lá pra onde." (página 124)

 "Masturbar-se num hospital? Depois de ver sangue e tripas pra fora, e gente morrendo, e parentes chorando? Achei bizarro! Mas, ao mesmo tempo, excitante." (página 124)

 Confesso que estava com certo receio de ver como a autora abordaria o tema, visto que ele pode ser classificado como transtorno psicológico. Mas eu amei a história, me vi tão envolvida que só queria ler e ler. A escrita da autora me ganhou nas primeiras linhas. O Richard não é um personagem perfeitinho, ele é humano e erra e acerta, mas sentimos empatia por ele e pelo amor que ele sente por Liz. Eu estava preocupada também com a forma como a causa do transtorno de Liz seria explicada, mas gostei muito da resposta dada pela autora. Foi meu conto favorito!

 "Sem perceber, Liz tornara-se especialista em estabelecer ligações sem laços." (página 180)

Resenha, livro, Love-is-in-the-air, contos, londres, ler-editorial, opiniao, critica, literatura-nacional, antologia, romance-hot, eva-zooks, tamires-barcellos, catarina-muniz, paola-scott, fotos, capa, trechos

 E para fechar a obra, temos "Nos arredores de Londres" da Paola Scott, onde conheceremos Catarina, que antes de começar o tão sonhado emprego de tradutora numa editora, vai fazer uma viagem por alguns países da Europa. Lá, por acaso, ela conhece Sebastian, um escritor. Essa viagem seria muito mais do que Catarina poderia imaginar! Como não amar um conto onde os personagens são tão apaixonados por livros quanto a gente, né?! Só queria ter conseguido entender melhor o Sebastian, ver mais dos sentimentos dele, já que é a Catarina que narra a maior parte da história.

 "Ok! Será que eu estava disposta a estragar minha viagem debatendo sobre o que cada um gostava de ler? Sobre o que era bom ou ruim? Era o tipo de assunto que me desgastava. Quando as pessoas iriam aprender que não existe melhor ou pior? Que só existe aquilo que te faz feliz ou não. Que te transporta, te faz sorrir, sonhar, viajar..." (página 197)

Resenha, livro, Love-is-in-the-air, contos, londres, ler-editorial, opiniao, critica, literatura-nacional, antologia, romance-hot, eva-zooks, tamires-barcellos, catarina-muniz, paola-scott, fotos, capa, trechos
Resenha, livro, Love-is-in-the-air, contos, londres, ler-editorial, opiniao, critica, literatura-nacional, antologia, romance-hot, eva-zooks, tamires-barcellos, catarina-muniz, paola-scott, fotos, capa, trechos
Se tem Adele e Andra Day na playist, já me ganhou!

 Como vocês podem ver nas fotos e no vídeo, "Love is in the air" é um livro que encanta os olhos, da capa até a contracapa. É o livro mais bonito da Ler Editorial que eu tenho na estante. E antes que alguém diga que eu mostrei demais do livro, lhes garanto que pessoalmente ele é ainda mais bonito e que há alguns detalhes que vocês não viram nas fotos. As páginas são amareladas, há poucos erros de revisão, as margens, o espaçamento e as letras tem um bom tamanho.

 Enfim, "Love is in the air" foi um livro que gostei muito e que recomendo. Foi meu primeiro contato com a escrita das quatro autoras, mas com certeza vou querer ler outros livros delas. Vale lembrar que o livro é recomendado para maiores de dezoito anos, pois há cenas de sexo em todos os contos. Outra coisa em comum entre eles, além de serem de leitura rápida, é a presença de pelo menos um personagem de olhos azuis em cada história, será que isso foi combinado?

 Detalhes: 264 páginas, ISBN-13: 9788568925454, Skoob. Onde comprar online: Livraria da Folha. Curiosidade: depois da leitura foi que reparei que há um "1" na capa, e a editora acabou revelando que haverá outros volumes de "Love is in the air", o próximo sairá na Bienal e é ambientado em Paris! Se eu já quero? É claro que sim!

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já conheciam o livro ou alguma das autoras?

Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, clique aqui para saber como participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".




Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:
Topo